Acesso consultório Cadastre grátis seu consultório

Por que é tão difícil cumprir as resoluções de ano novo?

<strong>Artigo revisado</strong> pelo

Artigo revisado pelo Comitê de MundoPsicologos

Mais um ano chegou ao fim e você já está pensando nas resoluções do ano novo. O que você deseja alcançar? Como? Descubra neste artigo por que é tão difícil cumprir o que se promete.

27 DEZ 2018 · Leitura: min.
Por que é tão difícil cumprir as resoluções de ano novo?

O fim do ano já está aqui e, seguramente, você já começou a fazer um balanço do que aconteceu em 2018, tudo o que foi capaz de alcançar e aquelas coisas importantes que ficaram pendentes. É praticamente impossível não pensar nisso quando o fim de mais uma etapa se anuncia.

Igualmente natural é que esse balanço venha seguido de novas metas a alcançar. Uma vez mais, você reúne energia e faz uma lista com resoluções para o ano que está prestes a se iniciar, e renova a promessa: “esse ano vai!” Cuidar melhor da saúde, fazer mais esporte, começar uma dieta, equilibrar as contas… esses são apenas alguns dos planos mais habituais.

Por que é tão difícil cumprir as resoluções de ano novo? Alguns estudos demonstram que cerca de 80% das pessoas já desistiram de perseguir as metas antes de chegar ao final do mês de fevereiro. E a resposta está associada a um fator decisivo: recompensa.

Apesar de a maioria das pessoas justificar que o que facilita o cumprimento de uma resolução de ano novo é a importância do objetivo e o quão ele pode ser agradável, as pesquisas indicam outra coisa. Aquelas pessoas que conseguem, com os novos hábitos ou nova rotina, experimentar uma sensação imediata de recompensa, estão mais predispostos a seguir firmes rumo a seu objetivo.

O peso das palavras

Muitas das resoluções de ano novo são encaradas como coisas que a pessoa “deveria” fazer. Intrinsecamente, quando não se utiliza “vou fazer” no lugar do “deveria fazer”, se está associando tais objetivos a sentimentos menos “agradáveis”, que envolvem culpa, vergonha e falta de decisão.

Se o que você está colocando na lista de resoluções de ano novo é uma possibilidade, não uma realidade, fica muito mais difícil alcançar o objetivo. Por isso é importante traçar metas alcançáveis e colocar prazos realistas para que possam ser cumpridas, ou você se verá soterrado em frustração.

shutterstock-385117978.jpg

Dicas para administrar sua força de vontade

Psicólogos especializados em desenvolvimento pessoal destacam algumas atitudes que podem ajudar você a focar sua motivação e administrar melhor sua força de vontade, mantendo-se mais atrelado a seus objetivos para o ano que se inicia:

  • centre-se em suas conquistas, não nos falhos. É uma motivação extra de cara aos novos desafios que esperam por você ao longo dos próximos 12 meses. Além disso, alimentará sua coragem e seu desejo de conquistar mais;
  • não pense somente no plano para alcançar seus objetivos. Também é importante dedicar parte da sua energia a visualizar seu sucesso;
  • como o stress afeta o rendimento e a consecução dos objetivos, é muito importante que você inclua na sua rotina atividades que funcionem como pontos para aliviar a tensão. Pense em meditação, aromaterapia e yoga, mas também em se desconectar do celular, ter momentos de conexão real com as pessoas e se afastar de quem não aporta nada e só suga sua energia (pessoas tóxicas);
  • tenha consciência do processo que separa você da sua meta. E uma forma bastante eficiente de traçar objetivos alcançáveis é seguindo sigla SMART, que traduzindo do inglês quer dizer: específico, medível, alcançável, realista e medível no tempo.
psicólogos
Linkedin
Escrito por

MundoPsicologos.com

Deixe seu comentário

últimos artigos sobre atualidades sobre psicologia