MundoPsicologos.com
No Google Play Na App Store

Envelhecimento: os desafios da psicologia do idoso

Quase 30% da população brasileira será idosa até o ano de 2060. No caso da Psicologia, o desafio é formar profissionais preparados para lidar com esses idosos, suas problemáticas e entorno.

13 Mai 2014 Terapias e abordagens - Leitura: min.

psicólogos

Quase 30% da população brasileira será idosa até o ano de 2060. Trata-se de um crescimento acelerado, que preocupa governos e entidades públicas, mas que já começa a afetar outros setores, entre eles o de serviços e o ensino superior, especialmente aqueles cursos que são ligados à área de saúde. No caso da Psicologia, o desafio é formar profissionais preparados para lidar com esses idosos, suas problemáticas e seu entorno, tanto no seio familiar como na realidade de uma casa de repouso.

O foco do trabalho se centraria nas transformações da vida, na aceitação de um quadro de internação, em promover posturas positivas para uma vivência equilibrada, tanto a nivel individual como em grupo. De todas as áreas da Psicologia, a que trabalha com o envelhecimento ainda é pouco explorada. O campo tende a se fortalecer como uma boa opção de saída ao mercado de trabalho, não somente com atendimentos em consultórios, mas também atuando diretamente nas políticas públicas, junto a empresas ou escolas.

De acordo com levantamento do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em 2060, pelo menos 58 milhões de brasileiros terão 65 anos ou mais. Considerando os patamares atuais, em que cerca de 8% da população do país é idosa, significa um aumento de quase 240%. A expectativa média de vida também aumentará, saltando dos atuais 75 anos para 81 anos.

flickrRodrigoMoraes.jpg

Instrumentos essenciais e processos

São inúmeras as possibilidades para abordar o envelhecimento de um indivíduo e trabalhar com o mesmo para o enfretamento de sua realidade. Muitos profissionais coincidem sobre a importância de se trabalhar a estimulação cognitiva - especialmente o tocante à memória, trabalhar princípios da orientação, promover e estimular a autonomia, lançando mão de jogos, testes, escalas e outros recursos.

Mas existe outro fator que não deve ser perdido de vista: a tendência global de prolongamento da vida produtiva dos homens e mulheres com mais de 60 anos. Ainda que os níveis no Brasil não sejam comparados aos de países como a Alemanha, onde atualmente 50% dos idosos continuam em atividade, a tendência é de aumento. Fatores como educação pesam (e muito) na hora de sustentar números positivos, porém a questão também passa por se fazer o que gosta. É para este ponto que devem ser dirigidos esforço e estímulo.

Foto (ordem de aparição): Faby Secomandi e Rodrigo Moraes (Flickr)

0 Curtir

Deixe seu comentário

INFORMAÇÃO BÁSICA SOBRE PROTEÇÃO DE DADOS
Responsável: Verticales Intercom, S.L.
Finalidades:
a) Envio de solicitação ao cliente anunciante.
b) Atividades de publicidade e prospecção comercial, por diferentes meios e canais de comunicação, de produtos e serviços próprios.
c) Atividades de publicidade e prospecção comercial, por diferentes meios e canais de comunicação, de produtos e serviços de terceiros de diferentes setores de atividade, podendo implicar repasse dos dados pessoais a esses terceiros.
d) Segmentação e elaboração de perfis para fins publicitários e para prospecção comercial.
e) Gestão dos serviços e aplicativos oferecidos pelo Site ao Usuário.
Legitimação: Consentimento do interessado.
Destinatários: Está previsto o repasse dos dados aos clientes anunciantes para atender suas solicitações de informação sobre os serviços anunciados.
Direitos: Tem o direito a acessar, retificar e eliminar os dados ou se opor ao tratamento dos mesmos ou a alguma das finalidades, bem como outros direitos, como se explica na informação adicional.
Informação adicional: É possível consultar a informação adicional e detalhada sobre Proteção de Dados em br.mundopsicologos.com/proteccion_datos

Comentários (4)

Você não pode deixar de ler...