Acesso consultório Cadastre grátis seu consultório

Você sabe o que é a programação neurolinguística?

<strong>Artigo revisado</strong> pelo

Artigo revisado pelo Comitê de MundoPsicologos

A PNL é uma abordagem psicológica que tenta entender como a experiência subjetiva afeta nossas ações e pensamentos. Entenda como funciona e para que é indicada.

6 NOV 2015 · Leitura: min.
Você sabe o que é a programação neurolinguística?

Criada na década de 70, na Califórnia (EUA), a programação neurolinguística (PNL) vem ganhando adeptos desde então. O objetivo desta abordagem é entender como a experiência subjetiva de cada pessoa e sua visão de mundo chegam a afetar as ações, tendo a linguagem como mecanismo.

Conceitualmente, todas as pessoas têm um "programa" (software) para tudo o que fazem, sendo alguns mais eficientes que outros. A PNL aparece justamente como uma forma de educar o cérebro a funcionar de maneira otimizada. Veja a seguir o que é a programação neurolinguística e entenda suas principais aplicações.

Entendendo a PNL

A PNL foi desenvolvida pelo matemático Richard Bandler e pelo linguista John Grinder. Ambos uniram seus conhecimentos para tentar preencher uma lacuna: entender por que algumas pessoas conseguiam excelentes resultados em determinado campo e outras, mesmo com muito esforço e treinamento, eram incapazes de conseguir o mesmo desempenho.

Bandler e Grinder queriam descrever o funcionamento do cérebro e ser capazes de explicar como atuam as pessoas que são modelos de excelência em uma habilidade específica.

Chegaram à conclusão de que, através da PNL, é possível organizar sentimentos e emoções, estimulando a pessoa a alcançar metas e objetivos. Isso porque todos temos o mesmo "equipamento" (hardware), com as mesmas potencialidades. O que falta é estimulá-las corretamente, para conseguir excelência em qualquer campo de interesse.

Para que serve a PNL?

A programação neurolinguística é indicada para promover mudanças rápidas e objetivas no comportamento de uma pessoa, ajudando também a enfrentar questões emocionais complexas, como podem ser os quadros de pânico, fobias, timidez, depressão, insegurança, entre outros.

Segundo os especialistas, a PNL não um simples tratamento, ela funciona mais como um catalisador, permitindo desenvolvimento pessoal em diferentes áreas. Outro benefício desta terapia seria a melhoria de processos de aprendizagem e nos relacionamentos em geral.

Fundamentalmente, é uma abordagem para crescimento pessoal, na que se aprende técnicas e se tem acesso a uma série de ferramentas que permitem alcançar resultados no menor tempo possível.

A visão repassada pela PNL é que ter sucesso não significa não ter problemas; significa, em realidade, ter uma ampla gama de ferramentas e recursos que permitem resolver os problemas com eficácia.

Foto: por dierk schaefer (Flickr)

psicólogos
Linkedin
Escrito por

MundoPsicologos.com

Deixe seu comentário