Acesso consultório Cadastre grátis seu consultório

Constelação familiar: como funciona a terapia?

<strong>Artigo revisado</strong> pelo

Artigo revisado pelo Comitê de MundoPsicologos

Em algumas situações, o problema individual pode ser consequência de uma influência externa. A constelação familiar leva em consideração padrões que se repetem ao longo de gerações.

23 MAI 2017 · Leitura: min.
Constelação familiar: como funciona a terapia?

Muitas pessoas, na hora de buscar um psicólogo para um acompanhamento terapêutico, se preocupam em saber qual é a abordagem utilizada pelo profissional. Isso porque cada método possui uma maneira distinta de trabalhar e, em algumas situações, mais de uma abordagem pode ser utilizada.

Entre os métodos mais conhecidos estão as terapias cognitiva-comportamental, a psicanálise, a analista e a humanista, por exemplo. Além delas, existe uma abordagem bastante usada por psicólogos para analisar padrões de comportamento, a chamada a terapia da constelação familiar.

A constelação familiar, desenvolvida pelo alemão Bert Hellinger, é um tipo de abordagem que parte do pressuposto de que todo ser humano pertence a um sistema,a uma família. É aplicada considerando os padrões familiares que se repetem ao logo de gerações, e como o indivíduo pode estar atuando mais em função da consciência familiar do que da própria.

Tem como norte três ordens, as chamadas ordens do amor:

  • Hierarquia: é uma ordem cronológica, que coloca os pais antes que os filhos, o primeiro filho antes do segundo, e o amor entre pai e mãe antes do amor entre pais e filhos. Não se trata de definir um grau de importância, mas, sim, respeitar a ordem dos fatos.
  • Equilíbrio entre dar e receber: se pauta pela necessidade de haver equilíbrio em todas as relações, o que gera respeito e igualdade de condiçõe.
  • Pertencimento a um clã familiar: todos os membros têm o direito e o dever de serem reconhecidos como pertencentes à família, para que o sistema seja justo e equilibrado. Isso se aplica também a quem morreu precocemente, a deficientes, a filhos abortados, adotados, etc.

A constelação familiar utiliza o fundamento de que determinadas ordens necessitam ser seguidas para que haja um equilíbrio familiar, e, desse modo, se construa a harmonia, e que cada membro ocupa o lugar que lhe corresponde.

Como funciona a constelação familiar?

Na constelação familiar a pessoa expõe a situação ao psicólogo, como um problema com o filho, por exemplo. Então o profissional se centrará em informações importantes a respeito do entorno familiar,como doenças graves, mortes precoces, suicídios, casamentos, separações, número de irmãos e filhos, entre outros.

shutterstock-645084523.jpg

Em seguida, dentro de um grupo composto por outras pessoas, a pessoa precisa escolher alguns integrantes para que representem membros de sua família ou a ele mesmo. Os escolhidos são encaminhados a um ambiente de trabalho onde passam a representar o sentimento e o comportamento da pessoa dentro da família.

A ideia é que a pessoa consiga ver a própria situação representada diante de seus olhos. Porém, de uma forma que ultrapasse a ótica pessoal e chegue à análise do todo.

A partir das reações dos representantes, da conexão da pessoa com a família, o psicólogo busca conduzir os participantes a um ambiente de equilíbrio familiar. Busca ainda fazer com que a pessoa veja onde está o problema a ser tratado.

Quem pode recorrer à constelação familiar?

A constelação familiar é conhecida como um método de "mudança de consciência". Isso porque faz com que a pessoa deixe de se ver como uma vítima ou juiz em uma situação e passe a entender a responsabilidade de seus atos no processo, que podem causar danos. Ou seja, amplia a capacidade de interpretação e leitura do mundo ao redor.

É indicada para trabalhar as relações interpessoais, nos seus mais variados contextos, entendendo a pessoa como parte integrante de um grupo, tais como: 

  • relações entre membros da família;
  • relações interpessoais em empresas;
  • relações no ambiente educacional;
  • relações em comunidades.

Fotos: por MundoPsicologos.com

psicólogos
Linkedin
Escrito por

MundoPsicologos.com

Deixe seu comentário
61 Comentários
  • Luciana Morales Escouto

    Não entendi ainda. Mas já tive uma luz para a minha vida

  • Alzira virira

    A verdade é que o povo quer ver pra crer... Nao quer sentir, pensar, refletir. Por ex: tem muita de gente q fala que acredita em Deus, para todos isso é misterio, mas muitos é uma verdade absoluta atravez da fé...

  • Caio Teles

    A constelação não se propõe a ser científica assim como a acupuntura não responde aos mesmos paradigmas da ciência e já é uma prática muito consagrada. Não é porque não responde ao paradigma científico que não tem valor. A ciência foi e é uma instância importantissima pra tecnologias, estatisticas, compreensões mas não explica e nem chega perto de explicar tudo. Cada macaco no seu galho.

  • Dulcimara Rocha de Araújo

    Ja é reconhecida pelo SUS é utilizada,em tribunais, alem de escolas , empresas e áreas medicas

  • Anne Lopes

    Respeito os profissionais e as terapias alternativas, mas será que não estamos beirando o exagero? Não sou profissional da área de Psicologia, mas percebo que muitos profissionais, que não se relacionam com a área, estão adotando essa terapia para ampliar seus portfólios de serviços, sem qualquer embasamento técnico ou até mesmo responsabilidade. Há meses precisei tratar uma contratura muscular na coluna dorsal causada por esforço físico e o médico solicitou que eu fizesse fisioterapia. Até aí tudo bem...No entanto, a fisio veio com a tal constelação familiar, insinuando que a contratura era devida a problemas com meus antepassados e que não adiantava o tratamento convencional...Ou seja: ela não queria fazer força para mexer na contratura- ou não sabia fazê-lo e quis me enrolar com essa história, insinuando que alguém deve ter sido abortado ou abandonado na minha família. Oi?? E se tivessem sido, o que a minha contratura MECÂNICA teria a ver com isso?? Não sei, mas acho que essas terapias deveriam ser ponderadas pelo Conselho de Psicologia e só serem aplicadas por profissionais da área. Caso contrário, caem no vão dos modismos/curandeirismos....Qualquer entorse agora é 'culpa dos seus antepassados'?? Acho que a seriedade de uma terapia está ligada à qualificação e exercício sério da profissão.

  • Rosana Menegotto

    Como saber a fonte ,quero dizer em uma família de quatro pessoas uma delas está causando o problema maior como saber qual seria?

  • ELISABETE LEME

    olá, eu assisti a uma constelação e achei um absurdo ter q pagar para assistir, pq além disso, vc TRABALHA para o psicólogo que conduz ao trabalho. Ele usa as pessoas para mostrar uma situação para o constelado materializar o problema dele.... Achei q expõe o constelado, jamais faria isso.....

  • Rafaela Macedo

    Eu li a respeito disso e não há comprovação científica, fora que, te leva ao mundo espiritual. Como saber se após o tratamento, não houve uma mudança que aparentemente não vai aparecer, mas que futuramente, acabe com a pessoa. Resumindo, esses conflitos para serem sanados só existe um caminho e que é de graça Jesus Cristo, fora isso, procedência maligna.

  • George Picoli

    Parabéns Na lei da causa e efeito ou sementes plantadas, frutos colhidos " todos " podemos reconhecer o percurso e o destino.

  • Ana Lúcia Pacheco de Souza

    Muito interessante, observar padrões repetidos na família, para que as coisas mudem para melhor.


Carregando...



últimos artigos sobre terapias e abordagens