Acesso consultório Cadastre grátis seu consultório

Como lidar com as birras das crianças?

<strong>Artigo revisado</strong> pelo

Artigo revisado pelo Comitê de MundoPsicologos

Educar uma criança não é um trabalho fácil. É preciso dedicação, carinho, paciência e uma boa dose de disciplina para dizer não e ensinar os limites aos pequenos. Porém, muitas crianças têm

15 NOV 2017 · Leitura: min.
Como lidar com as birras das crianças?

Educar uma criança não é um trabalho fácil. É preciso dedicação, carinho, paciência e uma boa dose de disciplina para dizer não e ensinar os limites aos pequenos. Porém, muitas crianças têm dificuldades em aceitar e obedecer ao que é determinado pelos pais e fazem birra.

Como lidar com as birras das crianças?

A partir de dois anos de idade a criança já vai pedir para fazer o que tem vontade, naturalmente, e o adulto (logicamente) começa a dizer não para algumas coisas. Na medida em que o adulto diz não para determinadas situações, e libera para as mesmas em outros momentos, A criança cria uma consciência de que aquilo é possível. Nessa fase, iniciam-se as birras e manhas.

Até aos quatro anos a criança já sabe o que é certo e o errado, quando pode e não. Ela tomando consciência sobre os limites e as regras sociais, geralmente, as birras passam.

A partir dessa idade a criança tende a dominar as situações, através de desafios. Por exemplo, ela percebe quando os pais ficam inseguros publicamente, e algumas usam essa insegurança para adquirir as suas vontades chorando e se jogando no chão.

Ceder, nessa insegurança, é pior, pois demonstra perda do controle.

O que fazer se, publicamente, a criança fizer birra?

1) Se a criança estiver em um lugar perigoso, retire-a de lá imediatamente, não importe a intensidade do berro dele;

2) Mantenha a calma. Não esqueça que você serve de modelo para seu filho e quanto mais calmo ficar, mais rápido a situação vai se resolver;

3) Não grite. Como é uma explosão dos pais, não há criança que suporte isso! E não bata no seu filho.

4) Desvie o foco da criança. Como ela está nervosa, evite conversar muito na hora. Melhor falar menos e agir mais. Até os 5 anos, a criança não consegue manter a concentração nas palavras por mais de 30 segundos.

5) Quando perceber que ela se acalmou, dê um abraço bem gostoso para mostrar a ela que está tudo bem.

6) Caso isso não for possível retirar a criança do local para acalma-la, ignore-a. A criança percebe que não está recebendo atenção, então pára.

"Se o espetáculo não tiver público, sai de cartaz".

Fazer birra na infância é normal, repetir esse comportamento é que não é. Esse comportamento pode vir geneticamente, aprendido ou pela postura dos pais.Crianças que nunca são contrariadas acabam se tornando adultos irritados, agressivos e até infelizes. Afinal o mundo não dará somente o sim incondicional que os pais sempre disseram. A postura dos pais (em dar limites na infância) previne comportamentos no futuro: respeito, limites, infrações legais, convivência social, regras e deveres.

Escrito por

Marci Kraft

Ver perfil
Deixe seu comentário

últimos artigos sobre agressividade