O que é a psicologia hospitalar?

A psicologia hospitalar trabalha para viabilizar uma melhora no acompanhamento do paciente, ajudando-o a enfrentar de forma mais equilibrada o quadro de adoecimento. Saiba mais neste artigo!

11 NOV 2015 · Leitura: min.
O que é a psicologia hospitalar?

Há muitos que acreditam ser necessário uma verdadeira vocação para trabalhar em ambiente hospitalar. Com os psicólogos que atuam neste campo não seria diferente. O que sim é verdade é a indispensabilidade de uma especialização, já que a psicologia hospitalar tem seus próprios conceitos e diretrizes.

O objetivo central desta abordagem é compreender todo o contexto dos pacientes hospitalizados, a fim de contribuir para uma melhora na assistência integral a esse sujeito. Neste artigo respondemos às perguntas mais frequentes sobre este campo de atuação. Confira!

1) Para que serve a psicologia hospitalar?

O psicólogo trabalha para ajudar o paciente a passar pela experiência de adoecimento, que costuma ser angustiante e dolorosa. Neste sentido, não se limita apenas aos sintomas emocionais, mas engloba qualquer tipo de manifestação da doença, ou seja, causas psicológicas, físicas e psicossomáticas.

A intenção do profissional é restabelecer o equilíbrio que foi privado a uma pessoa e seus familiares pelo quadro de doença.

2) Como atua um psicólogo hospitalar?

O profissional oferece ao paciente uma escuta imparcial, livre de julgamentos e expectativas. Enquanto o tratamento medicamentoso toma o seu caminho, o apoio psicológico ajuda o paciente a encontrar respostas para as suas angústias.

Isso permite encarar o problema de uma forma mais positiva, reencontrando, ainda que parcialmente, o equilíbrio perdido. Como parte do acompanhamento do processo de adoecimento em serviços de saúde, o psicólogo hospitalar realiza ainda:

  • suporte a familiares
  • avaliações psicológicas, tanto do paciente como da família
  • evolução do prontuário
  • protocolos de saúde mental (casos de abuso de drogas, suicídio, etc.) e de óbito

3) Qual o papel do psicólogo hospitalar no atendimento humanizado?

Este profissional também pode participar de várias iniciativas multidisciplinares, desde grupos terapêuticos e cuidados paliativos até programas de humanização e grupos de psicoprofilaxia. A atuação sempre prioriza o reconhecimento do paciente como uma pessoa, muito além do quadro de doença.

O psicólogo hospitalar não pode, porém, dar qualquer informação sobre o diagnóstico do paciente, interferir na conduta médica, informar falecimento ou aplicar testes.

Se você ficou com alguma dúvida sobre esta abordagem, publique uma pergunta aqui e receba as orientações especializadas dos psicólogos do portal.

Foto: por DoD News Features (Flickr)

psicólogos
Linkedin
Escrito por

MundoPsicologos.com

Deixe seu comentário
2 Comentários
  • Higor Machado

    Queria saber as fontes que vocês usaram esse texto

  • Yasmin Oliveira

    O psicólogo hospitalar não é voltado também para a equipe de saúde ?

últimos artigos sobre terapias e abordagens