Acesso consultório Cadastre grátis seu consultório

Ciúmes é reflexo de baixa autoestima?

<strong>Artigo revisado</strong> pelo

Artigo revisado pelo Comitê de MundoPsicologos

Insegurança e baixa autoestima podem estar diretamente relacionadas aos ciúme doentio, que atrapalha qualquer relação. Veja os principais sinais e entenda o que fazer em situações assim.

31 JUL 2017 · Leitura: min.
Ciúmes é reflexo de baixa autoestima?

Para alguns, sentir ciúmes em uma relação é algo normal, que faz parte da convivência. Porém, o problema está justamente no excesso, quanto o ciúme se torna algo doentio, sustentado por um comportamento de posse.

Não é à toa que o ciúme aparece como uma das principais causas do fim de muitos relacionamentos, justamente por ultrapassar a barreira do tolerável e, por que não, da normalidade. Casos assim precisam ser acompanhados por um psicólogo. Mas, de onde vem esse sentimento?

Certo é que o ciúme não tem uma causa única. Em grande parte dos casos, está relacionado com as próprias inseguranças das pessoas ciumentas, assim como a baixa percepção positiva que possuem de si mesmas.

É a baixa autoestima que faz com que algumas pessoas se sintam ameaçadas por questões externas, e acabem criando situações de ciúmes acima do tolerável. O receio de ser enganado ou de que o companheiro veja as suas fraquezas também motiva o comportamento, como explica o psicólogo Julio Cesar Spehar:

"Ao contrário do que muitas pessoas pensam, o ciúme não é originado por uma pessoa possessiva, segura e autoritária. O ciúme é apresentado por diversas razões, dentre elas, o fato de ser uma pessoa insegura, extremamente receosa de passar por estados de frustração e medo de ter alguma perda, especificamente conjugal."

Normalmente, pessoas com ciúmes em excesso sentem a necessidade constante de encontrar provas ou evidências de que podem estar sendo traídas. É como se convivessem 24 horas por dia com a dúvida martelando na cabeça.

Um dos principais sinais de que o ciúme está saindo do controle é o desejo de controlar tudo que se passa na vida do casal. A pessoa tende a ficar extremamente nervosa ao saber que o companheiro saiu com amigos ou companheiros de trabalho, nem que seja para um café ou uma celebração íntima. Qualquer outro tipo de relação externa, se não for bem explicada, costuma provocar brigas e desconfiança.

shutterstock-420606007.jpg

Como saber se o ciúme passou dos limites?

A pessoa ciumenta normalmente precisa de provas para tudo o que o companheiro diz, pois não acredita nele com facilidade. Se algo não é justificado com clareza, gerará uma desconfiança. Alguns dos sinais mais comuns de que o ciúme está passando do limite são:

  • Revisar as redes sociais do companheiro com frequência;
  • Checar se existem novos números de contato e, quando encontrados, pedir explicação;
  • Verificar constantemente quando foi a última vez com o companheiro entrou no WhatsApp;
  • Restringir a vida social do companheiro com amigos e outras pessoas, querendo saber de todos os seus passos;
  • Acreditar que você é única razão pela qual a pessoa realmente necessita se preocupar;
  • Viver com um sentimento de ansiedade e somente estar tranquila e segura quando o companheiro está ao lado.

Leia mais: Como saber se meu ciúme é doentio?

Como lidar com o ciúme doentio?

Psicólogos especializados no tratamento de casos de ciúme explicam que o primeiro passo é assumir o problema e entender que isso está causando danos à relação. Em seguida, é preciso saber qual é o motivo do excesso, geralmente relacionado com a insegurança e a baixa autoestima, conforme a psicóloga Edjane Aniceto da Rocha:

"Aprender a reconhecer, a administrar e a ressignificar este sentimento com calma, paciência e sabedoria vai te trazer grandes benefícios para toda vida."

Para isso são indicados alguns exercícios de autocontrole, os quais ajudam a controlar os ciúmes excessivos:

  • Respirar e analisar a situação: antes de iniciar uma briga, é importante respirar fundo e analisar a situação com calma. Além disso, perguntar a si mesma(o) se realmente há motivos para o ciúme, se não está havendo um exagero.
  • Cuidar da autoestima: esse, talvez, seja o ponto mais importante. Uma pessoa com alta autoestima confia em si mesma, valoriza seus pontos positivos e não centra suas energias somente na vida do outro. Isso reduz os medos e deixa a relação mais leve.

Porém, se mesmo tentando de tudo você se deparar com dificuldades em lidar com o ciúme excessivo, é indicado que busque a ajuda de um profissional da psicologia. Entender e encarar os próprios medos é um dos melhores caminhos para fortalecer a autoestima e também a autoconfiança.

Fotos: por MundoPsicologos.com

psicólogos
Linkedin
Escrito por

MundoPsicologos.com

Deixe seu comentário
4 Comentários
  • Dilian

    Não aquentou mais o ciúmes do.meu marido e não consigo sair fora de vez

  • josi silveira

    Não bem quando comei a cultivar esse tipo de sentimento nunca tinha sentido ciúmes.Só percebi depois do meu casamento na realidade não sei bem como explicar algo que toma conta de mim que me machuca que desgasta noites sem dormir bate aquela ansiedade uma inquietação nossa é muito ruim tento guardar para mim esse sentimento vem crescendo até eu não aguentar mais pior que eu me sinto sozinha tento me controlar mais forte do que eu já tive crises bem desagradável .

  • Paulo Gaspar

    Acabei com meu casamento de 23 anos por conta do jeito que tratava minha esposa me enquadro na totalidade em tudo o que está descrito aqui, minha esposa passou os ultimos 19 anos lutando sozinha por nosso casamento entre traições e atitudes estúpidas ela a um mes pediu a separação temos uma filha de 16 anos que a ajudou nesse ano q passou a criar coragem e se valorizar agora estou doente hoje percebo o que fazia com ela e só estou de pé por conta de remédios aguardando uma vaga para fazer análise e ver se consigo me tratar só que nesse mes que passou massacrei minha esposa com pedidos de perdão e de q ela me de uma chance mas em vão ela só me diz q o amor morreu que eu matei ele ao longo desses anos não consigo fazer mais nada trabalhar viver normalmente só penso nela e em todo o tempo perdido agora aos 52 anos morando em outro País não tenho a menor ideia do que será de mim., desculpe o desabafo...

  • Juliana Maria da Silva

    Olá, eu estou num caso de ciúmes excessivo e não estou sabendo lidar com a situação, talvez tenha estragado meu relacionamento por isso. Gostaria de saber se existe um exercício que controle a ansiedade e que possa praticar nos momentos críticos. Eu tenho consciência do problema que eu tenho, mas não consigo raciocinar quando algo desencadeia o ciúme, não tenho motivos para sentir, tenho problema sério de autoestima pois já fui enganada em relacionamentos anteriores.

últimos artigos sobre ciúmes