Acesso consultório Cadastre grátis seu consultório

Ciúme retroativo: quando o passado do parceiro é o vilão

<strong>Artigo revisado</strong> pelo

Artigo revisado pelo Comitê de MundoPsicologos

O ciúme pode colocar em xeque qualquer relação, e não seria diferente naqueles casos em que o fator desencadeante está no passado. Saiba mais sobre o problema e como superá-lo a seguir.

27 ABR 2018 · Leitura: min.
Ciúme retroativo: quando o passado do parceiro é o vilão

Não é segredo para ninguém que o ciúme, quando excessivo, pode envenenar qualquer relação. Isso porque é um sentimento negativo, alimentado pela desconfiança e pelo medo de perder alguém. Mas você sabia que nem sempre quem desperta esse sentimento é o atual companheiro(a)?

No ciúme retroativo, como o próprio nome sugere, o foco está no passado, na anterior relação sentimental. O ex aparece como um fantasma na vida do casal, interferindo no equilíbrio da relação e provocando conflitos, muitas vezes, difíceis de resolver.

Conversas recorrentes sobre o ex, tentando averiguar todos os detalhes da relação anterior; comparações constantes para descobrir em que está sendo pior; insistência para falar sobre a vida sexual que tinha com ele(a), e também para conhecer a opinião dos amigos e família. Em pouco tempo, a vida de casal se converte em um trio, no qual a sombra do parceiro(a) anterior está sempre presente.

Uma convivência assim está longe de ser saudável e equilibrada. A pessoa perde mais tempo tentando reproduzir uma relação que já não existe, do que viver e descobrir todas as potencialidades do atual relacionamento.

Síndrome de Rebecca

O ciúme retroativo também é conhecido como Síndrome de Rebecca, o nome de um filme do cineasta britânico Alfred Hitchcock, que por sua vez foi inspirado no romance da escritora Daphne du Maurier. Nele, uma mulher casa com um viúvo rico, e vai viver na casa em que ele morava com a sua primeira mulher. O fantasma dessa primeira paixão assombra a vida do casal. Trata-se da representação "perfeita" desse problema.

shutterstock-762705034.jpg

O que fazer se você sente ciúmes retroativo?

Por trás do ciúme retroativo, há muita insegurança, e possivelmente um problema de autoconfiança e autoestima. É importante entender o que está desencadeando esse tipo de comportamento para ser capaz de reagir. Se não sozinho, com o apoio de um psicólogo.

Estas são algumas armadilhas das que você deve escapar quando se reconhece em meio ao ciúme retroativo:

  • não se trata de uma demonstração de amor, mas de uma imagem distorcida do seu papel na relação;
  • viver pensando e se comparando a alguém do passado é abrir as portas a uma obsessão;
  • não use as redes sociais como combustível para o ciúme, nem perca energia vital revisando perfis e repassando comentários e interações;
  • entenda que todos somos resultados das experiências vividas. O passado deve ficar nesse lugar;
  • ninguém suporta viver sob restrições de liberdade constantes. Definir limites é importante, mas ambos devem ter voz ativa nesse processo.

Um relacionamento só pode perdurar se é baseado na sinceridade e na transparência. Conversar sobre o que você sente, compartilhar seus medos e inseguranças, é o que permitirá superar. Dentro de todo caso de ciúme, há um sofrimento por antecipação, por uma situação hipotética, que normalmente está ligada a uma interpretação equivocada dos sinais.

Não deixe que isso mine a sintonia da sua vida de casal. Paralelo a isso, invista no seu autoconhecimento, para ser capaz de reconhecer todas aquelas qualidades que farão você se sentir mais segura e menos suscetível ao ciúme retroativo. E se notar que seu ciúme é excessivo, procure a ajuda de um psicólogo.

Fotos: MundoPsicologo

psicólogos
Linkedin
Escrito por

MundoPsicologos.com

Deixe seu comentário
12 Comentários
  • Flavio Chagas morais

    Meus irmãos homens, isso que voces estão passando não é nenhum trastorno, nem doença psicológica, isso nada mais é que BIOLOGIA, nos homens temos o instinto que a mulher não virgem não é confiavel para ter familia, sabemos inconscientemente que ela NUNCA vai esquecer o primeiro homem que deitou, isso nunca vai mudar, NUNCA, ninguem vai mudar, medicos, feminismo, vizinhos, isso é instinto, somos animais, a mulher que foi usada por varios não e confiavel e não presta para constituir familia.

  • Bruna

    Vivo uma situação parecida mais da minha parte ,meu marido foi meu primeiro namorado éramos muito novos e como muitos eram contra por eu ser tão nova e ele também ele me deixou sofri muito pois o amava e éramos primeiro amor aí ele namorou com outra depois com outra até foi morar com uma mulher mais velha q ele teve um filho depois morou na casa de outra depois ficou 1 sozinho tudo em pouco tempo por aí se foram 8 anos até q ele me procurou decidi me vingar e ficar com ele e o abandonar mais não consegui pois o amo e agora não acho q ele seja merecedor do meu amor fico muito chateada e por mais que ele me ame e faça tudo pra mim diz q se arrepende de tudo acho pouco pois não aceito o fato dele ter me deixado e vivido isso tudo e depois simplesmente voltar e dizer e que me ama e pronto ,sei q ele se arrepende muitooo ele até chora porq disse q se pudesse mudaria tudo mais ,sei q ele se esforça muito e é muito apaixonado por mim e eu por ele mas o passado nós assombra sofro bastante porq também o amooo muito

  • Ana

    meu namorado sente isso:( Antes de namorarmos éramos amigos, e sempre contava sobre os caras que eu ficava, ele até então namorava e mesmo com o relacionamento em crise, eu nunca imaginei que teria algo com ele... Só que com a convivência, comecei a sentir algo a mais,porém, nunca rolou nada enquanto ele namorava,só depois q ele terminou. Dei o pé nos ficantes e só fiquei com ele pq eu o amo,só q ele sente uma necessidade enorme de saber de tudo o q eu já fiz, se eu gostei, quantas vezes fiquei com eles, se pegavam em mim e blablabla vivemos brigando

  • Anônimo

    Meu noivo sofre de ciúme retroativo e nós passamos a maior parte do tempo brigando por coisas do meu passado. Ultimamente ele diz que sente necessidade de ver o corpo de outras mulheres, especificamente minha mãe e minhas irmãs peladas, e ele quer que eu aceite isso sem me magoar... eu queria fazer terapia, mas ele não aceita, acha que não vai dar certo... o que eu faço?

  • GISLAINE RIBEIRO

    Preciso aprender que quem me magoou não foi meu marido e sim meu ex, preciso abrir mais a mente preciso respirar mais a me amar mais, preciso entender que ele não tem culpa do meu passado, ele só que meu bem e me ama e cuida de mim, preciso entender que o que aconteceu na minha infancia tbm não esta relacionado a ele e sim meu passado, eu o amo e não quero perde-lo, preciso aprender a auto confiança....

  • AQ

    Tenho um ciúme tão descontrolado do passado do meu namorado, que já me veio e vem até hoje a idéia de que se eu matasse todas as ex dele, me veria livre delas. Todos os dias da minha vida, desejo que elas morram, que sejam atropeladas, assassinadas por alguém ou cometam suicídio. Me incomoda saber que ele já transou com alguém antes de mim, já amou alguém antes de mim. Odeio saber que TUDO na casa dele é da ex. Tudo o que ele comprou foi com a ex, em TODAS as fotos, ele está junto com a ex e SE RECUSA A APAGAR, mesmo sabendo o quanto me incomoda. Sempre que vai contar alguma história da vida dele, tem a ex no meio. E o pior é que não é só tocar no nome da ex. Ele faz comentários realmente desnecessários, como por exemplo, sobre a vida sexual dele com as ex, a ponto de dizer até a marca de camisinha que usavam, em qual motel costumavam ir, as fantasias sexuais que realizaram... Coisas que quando ele menciona, minhas extremidades gelam na hora, fico taquicardica e, o único desejo que me vem é MATAR. Matar as ex dele, matar até pessoas que não têm nada a ver com a história. Simplesmente MATAR. Talvez isso fizesse com que eu ficasse mais calma. Já tentei todas as técnicas possíveis para deixar de sentir ciúmes do passado dele e tanta raiva das ex dele, mas eu não consigo. Inclusive, toda vez que tento não sentir, sinto mais ainda e percebo que, quanto mais eu tento me tratar, pior vai ficando. Já estou a ponto de sentir ÓDIO de coisas insignificantes, coisas que não tem nada a ver com ex. Aos poucos, estou sentindo raiva de tudo e de todos. Minha única vontade é de fazer um massacre e matar o máximo de pessoas que eu puder.

  • Mário Sérgio Pires Alves

    Boa matéria. Tenho ciúmes de um relacionamento curto, de um mês da minha esposa. O problema é que foi com uma pessoa do meu serviço. E eu não falo com tal pessoa, e quando trabalho no mesmo lugar com ele, não consigo parar de pensar nisso e fico com raiva, ódio e até culpo ela por ter vivido isso.

  • Jailson Silva dos Santos

    Sinto ciumes do passado da minha esposa , sera que isso pode ser TOC?

  • Reginiel Lopes

    E quando você não é o ciumento, mas sim o elo entre esse e o passado? Como resolver? Esquecer filhos, família, separar? Já não sei mais o que fazer para que a pessoa viva comigo a atualidade e que os fantasmas do passado não me atormentam...

  • Gledson

    Já passei por isso! Só achei a solução quando descobri que tudo isso é fruto dos nossos pecados do qual tanto a bíblia fala (Romanos capítulo 8). Todos nós somos pecadores! Pois não é atoa que Deus nos manda casar virgem... Mas pela nossa arrogância pagamos pelo nossos erros... A solução é vc perdoar de coração os pecados de seu parceiro e fazer seu parceiro entender que ele(a) também precisa pedir perdão para Deus... E aceitar/reconhecer que Jesus é o nossos Salvador que tira o pecado do mundo. Espero ter ajudado... Com a ajuda dos livro de Augusto Cury, mais a bíblia, adoração a Deus, louvores gospel consegui superar tudo. Não esquecendo que seu parceiro tem que te acompanhar nessa mudança. Deus abençoe grandemente!


Carregando...



últimos artigos sobre ciúmes