Acesso consultório Cadastre grátis seu consultório

Qual seu estilo de comunicação?

<strong>Artigo revisado</strong> pelo

Artigo revisado pelo Comitê de MundoPsicologos

Esse artigo aborda sobre os estilos de comunicação baseado nos tipos psicológicos do Carl Gustav em Jung e possibilita aos leitores conhecimento para serem mais assertivos ao se comunicarem.

30 MAR 2018 · Leitura: min.
Qual seu estilo de comunicação?

"A coisa mais importante na comunicação é ouvir o que não está sendo dito"

(Peter. F. Drucker).

A comunicação é o intercâmbio da informação entre sujeitos ou objetos. Com a evolução do conhecimento foram identificados diversos estilos de comunicação, porém a que estamos mais habituados e utilizamos em nosso dia a dia é a comunicação verbal. O tempo todo nos comunicamos com o mundo ao qual estamos inseridos, seja através de palavras, escrita, por imagem, símbolos ou gestos. Constantemente nosso cérebro emite e recebe informações referentes ao ambiente que nos cerca, porém na maioria das vezes, devido a rotina agitada e a falta de tempo, acabamos não tendo atenção ao tipo de mensagem que estamos recebendo e doando para as pessoas.

O que precisamos tornar consciente é que cada pessoa possui sua forma de se comunicar, de receber e entender o que lhe está sendo dito. Se olharmos ao nosso redor e observarmos, poderemos constatar que algumas pessoas possuem maior facilidade de expressarem suas emoções, pensamentos e opiniões através da escrita, outras preferem se expressar verbalmente, ou ainda por meio da arte: pinturas, esculturas, poesia, teatro, música, fotografia. Da mesma forma acontece com a compreensão dessas expressões, existindo pessoas com mais facilidade em assimilar a informação através dessas representações, enquanto outras não conseguem perceber o que está sendo transmitido nas expressões artísticas, por exemplo.

Isso ocorre porque as pessoas são mais receptivas aos estilos de comunicação semelhantes aos seus e o conflito ocorre quando tentam emitir ou receber informações em canais diferentes.

Quando alguém é insensível ao estilo de comunicação de outra pessoa, encontra resistência e falha no desenvolvimento de uma relação boa e duradoura. Por outro lado, a pessoa pode pensar: "O que há de errado com ele? Por que não entende o que quero dizer? Ele não está ouvindo o que estou dizendo?

O fato é que cada um interpreta à sua maneira. Cada pessoa possui um estilo de comunicação e não existe forma certa ou errada, boa ou ruim de comunicar. Apenas reagimos de diferentes formas frente a situações que nos deparamos ao longo da vida. O mais importante é entender como aplicamos cada estilo para melhorarmos o nosso processo de comunicação.

O americano Paul Mock com auxílio de seus associados elaborou um estudo para caracterizar diversos estilos de comunicação e para isso baseou-se na teoria dos tipos psicológicos de Jung. Dessa forma ele identificou 4 estilos de comunicação: Intuição, Pensamento, Sentimento e Percepção e os descreve da seguinte forma:

Intuição:

O Estilo Intuição é caracterizado pela grande ênfase nas ideias, inovações, conceitos, teorias e pensamentos a longo prazo. As pessoas que têm este estilo conseguem suas maiores satisfações através do mundo das possibilidades. Frequentemente suas forças criativas são catalisadoras dos pensamentos daqueles que a rodeiam. Elas gostam de desafio, porque aprenderam o valor da investigação e do reexame contínuos.

Essencialmente, a pessoa do estilo Intuição é mais estimulada e está mais motivada no sentido de resolver problemas do que de implementar soluções.

Possíveis Profissões: cientistas, pesquisadores, artistas, professores, escritores, planejadores e pessoas criativas.

Pensamento:

O Estilo Pensamento caracteriza-se por uma grande ênfase na lógica, nos questionamentos sistemáticos. Isto é, ele encontra satisfação em identificar problemas, desenvolver uma variedade de possíveis soluções, pesando cuidadosamente e testando-as para mostrar que a abordagem mais lógica e sistemática está sendo seguida. As pessoas que empregam demasiadamente o estilo Pensamento dão muita importância à precisão, à qualidade e ao controle. Como resultado, é frequente agirem de modo cauteloso e conservador.

Possíveis Profissões: advogados, engenheiros, cientistas, técnicos, professores, catedráticos, financistas, analistas de sistemas, processadores de dados e contadores.

Percepção:

É caracterizado por forte ênfase na ação. Atuando neste estilo, o indivíduo desenvolve-se fazendo as coisas rapidamente, sem ponderações desnecessárias e consumidoras de tempo. Deseja implementar o que acredita que deveria ser feito e muitas vezes olha para as ações específicas dos outros como sendo os melhores indicadores dos seus compromissos. Acredita no significado do que ele e os outros estão fazendo e por isso, deve explorar no sentido construtivo as oportunidades de satisfação que cada dia proporciona. Deste modo, é provável que ele utilize uma abordagem direta e enérgica no trabalho e na vida.

Possíveis Profissões: empresários, pilotos, banqueiros, investidores, atletas profissionais, estrategistas militares, corretores de seguro e outros vendedores, atacadistas, artífices, modelos, desbravadores de terras, médicos, varejistas, compradores, executivos de marketing e pessoas de negócios.

Sentimento:

Os indivíduos que seguem este estilo são caracterizados por ênfase em sentimentos, emoções e interação humana. Procuram e gostam de estimular contato com os outros e, tipicamente, perdem muito tempo tentando analisar e compreender suas próprias emoções e as alheias. Seu interesse pelas pessoas e seu poder de compreensão, normalmente, os tornam capazes de perceber nas entrelinhas o que os outros querem dizer ou fazer. Os sentimentos frequentemente agem de maneira espontânea e informal, baseados em decisões subjetivas. Estas pessoas são atraídas por trabalhos e situações que envolvam intensa interação e contatos sociais. Com frequência destacam-se nos grupos ou em contatos individuais, por sua habilidade em ouvir, empatizar e por sua paciência ao ajudar os outros nas crises e dificuldades.

Possíveis Profissões animadores, vendedores, escritores, professores, relações públicas, enfermeiras, assistentes sociais, psicólogos, psiquiatras, secretárias, comerciantes, corretores imobiliários.

Por meio dessa análise é possível compreender o nosso próprio estilo de comunicação e aqueles com os quais podemos nos deparar e assim desenvolvermos habilidades para interagir de forma assertiva com todos os estilos.

Conseguiu identificar o seu?

 

Escrito por

Erica Cazol Psicóloga

Ver perfil
Deixe seu comentário