MundoPsicologos.com
No Google Play Na App Store

A importância do autoconhecimento e seus benefícios

Qual é o seu nível de autoconhecimento? Será que você passaria no teste que propomos no artigo? Descubra a resposta a seguir e veja as dicas para potencializar o conhecimento que tem de si.

25 Jan 2019 Dicas de psicologia - Leitura: min.

psicólogos

Por definição, autoconhecimento é a habilidade de ver quem você é claramente, de compreender qual é a sua essência, como os outros te veem e como você se encaixa no mundo em que habita. De acordo com a psicóloga estadunidense Tasha Eurich, que dedicou 4 anos da sua vida profissional a investigar o tema, o autoconhecimento é uma grande forma de poder.

Porém, segundo a especialista, existe uma grande diferença entre ter autoconhecimento realmente e acreditar tê-lo.

“No mundo do autoconhecimento há dois perfis principais: aquelas pessoas que pensam ter um amplo conhecimento de si mesmas e aquelas que realmente o têm. Apesar de que 95% das pessoas acredite ter autoconhecimento, o número real está entre 10-15%.”

E você? Qual é o seu nível de autoconhecimento? Faça o teste para saber mais:

Tasha Eurich e seu grupo de apoio entrevistou a mais de 1.000 pessoas e analisou 800 estudos já realizados sobre o autoconhecimento. Sua investigação revelou que todos somos capazes de encontrar nosso autoconhecimento, a começar por analisar a forma como refletimos a nós mesmos.

A pessoa que empreende a jornada rumo ao autoconhecimento nem sempre estará satisfeita com o que encontrará, porém é reconfortante saber quem somos. E há uma relação direta entre se conhecer e manter relações mais saudáveis com os demais, permeadas pela autoconfiança e pela autoestima.

E esse não é o único benefício de trabalhar o autoconhecimento. Tasha garante que está demonstrado que as pessoas com um amplo conhecimento de si mesmas são melhores comunicadores, são mais criativas e produtivas no trabalho, são melhores líderes e, exatamente por isso, passíveis de recompensas e promoções.

Dicas para aumentar seu autoconhecimento

O intercâmbio de duas palavras podem ajudar você a ampliar o conhecimento real que tem de si mesmo, diante das inúmeras situações do dia a dia. Ao invés de usar o “por que” como base do seu processo de reflexão, escolha fazê-lo com “o que”.

olharnoespelho.jpg

Por exemplo: ao invés de se perguntar por que você não consegue conviver bem com seu companheiro de trabalho, você pode se perguntar o que pode fazer para que a convivência seja mais amena para ambos. Ao usar “o que” no lugar do “por que” você está atuando diretamente na forma como se reflete, na percepção que os outros têm de você, algo extremamente valioso, e que transforma sua relação com os demais e contigo mesma/o.

Além disso, há uma série de pequenas atitudes que você pode colocar em prática:

  • aceite e conheça seus limites
  • não queira agradar a todos, já que isso é impossível
  • crie o hábito de observar, a você e aos demais
  • não deixe a raiva ou a frustração falar por você
  • analise as principais situações do seu dia e faça perguntas: como você se comportou? como você gostaria de ter atuado? o que falta para você se sentir mais satisfeito?
  • use recursos como a meditação para se tranquilizar e se conectar com a sua essência
  • aprenda a dizer não
  • permita-se atuar de forma diferente, segundo um novo rol
  • não tenha medo de mudar de opinião
  • procure ajuda especializada, sempre que necessário

Fotos: MundoPsicologos.com

7 Curtir

Deixe seu comentário

INFORMAÇÃO BÁSICA SOBRE PROTEÇÃO DE DADOS
Responsável: Verticales Intercom, S.L.
Finalidades:
a) Envio de solicitação ao cliente anunciante.
b) Atividades de publicidade e prospecção comercial, por diferentes meios e canais de comunicação, de produtos e serviços próprios.
c) Atividades de publicidade e prospecção comercial, por diferentes meios e canais de comunicação, de produtos e serviços de terceiros de diferentes setores de atividade, podendo implicar repasse dos dados pessoais a esses terceiros.
d) Segmentação e elaboração de perfis para fins publicitários e para prospecção comercial.
e) Gestão dos serviços e aplicativos oferecidos pelo Site ao Usuário.
Legitimação: Consentimento do interessado.
Destinatários: Está previsto o repasse dos dados aos clientes anunciantes para atender suas solicitações de informação sobre os serviços anunciados.
Direitos: Tem o direito a acessar, retificar e eliminar os dados ou se opor ao tratamento dos mesmos ou a alguma das finalidades, bem como outros direitos, como se explica na informação adicional.
Informação adicional: É possível consultar a informação adicional e detalhada sobre Proteção de Dados em br.mundopsicologos.com/proteccion_datos

Comentários (1)

Você não pode deixar de ler...