8 maneiras simples de praticar o autocuidado

Cuidar da gente mesmo não é egoísmo. É um ato de amor-próprio, mas que também reflete cuidado com os demais. Afinal, quando estamos bem é mais fácil ser atencioso com quem nos cerca.

5 OUT 2020 · Leitura: min.

PUBLICIDADE

8 maneiras simples de praticar o autocuidado

A correria do dia a dia nos deixa exaustos. Estamos tão presos às nossas obrigações e acostumados a preencher nossa rotina com mil atividades que muitas vezes não conseguimos tempo para cuidar de nós mesmos. Para manter um estilo de vida que não abre espaço para a pausa e para a contemplação, não pensamos duas vezes quando temos que deixar o autocuidado de lado. Se, por exemplo, temos uma semana cheia de trabalho, cancelamos a ida à academia, passamos mais horas no escritório, diminuímos a vida social e até deixamos de comer. E se não prestamos atenção, o que era para ser algo esporádico vira a regra.

Assim, vamos deixando de cuidar da gente mesmo para satisfazer as exigências alheias. Entretanto, deixar o autocuidado de lado pode ser a pior decisão a tomar porque ele é fundamental para o nosso bem-estar físico e emocional. É o que nos ajuda a:

  • Ter uma relação mais saudável e equilibrada com as pessoas que nos cercam.
  • Reconhecer nosso valor. Quando praticamos o autocuidado, nossa autoestima e confiança aumentam.
  • Equilibrar a vida pessoal com a profissional. Ser workaholic não é uma virtude. Frequentemente, as pessoas que só priorizam o trabalho desenvolvem doenças cardíacas. Além disso, são mais estressadas, ansiosas, mais propensas a sofrer burnout e suas relações pessoais são mais precárias.
  • Administrar o estresse: os hábitos de autocuidado como comer de forma saudável, manter o contato com pessoas queridas, praticar esporte ou meditar diminuem os efeitos do estresse ao melhorar nosso humor e nos ajudar a recarregar nossas energias.
  • Deixar apenas de existir para começar a viver. Só se vive uma vez e é importante dar mais significado à nossa existência. Quando nos cuidamos temos a chance de potencializar nossos pontos fortes para construir uma vida extraordinária.

Agora que já conhece os principais benefícios do autocuidado, veja abaixo oito dicas muito simples e úteis para praticá-lo:

1. Durma bem

Inúmeras pesquisas já comprovaram que uma boa noite de sono melhora a memória, ajuda a controlar o peso, diminui a ansiedade, a agressividade e aumenta a energia e a criatividade. A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda que os adultos devem dormir pelo menos seis horas diárias. Por outro lado, a falta de descanso pode diminuir a concentração, gerar problemas de estômago, aumentar a irritação e o estresse.

2. Se alimente de uma forma saudável

Uma alimentação saudável diminui os riscos de doença, melhora a disposição, a imunidade e o humor. Não está apenas relacionada com uma questão estética ou com a perda de peso, mas com sentir-se bem por dentro e por fora.

Também é importante beber muita água. Cerca de 70% do nosso corpo é composto por água e se não mantemos o nível de hidratação adequado, não produzimos as reações químicas vitais.

3. Abrace mais

Um abraço não é um simples contato físico. Quando recebemos demonstrações de afeto como um abraço, o corpo libera ocitocina, também conhecido como o hormônio do amor por estar relacionado com nossa capacidade de criar vínculo com as outras pessoas. A liberação da ocitocina proporciona prazer e bem-estar.

Além disso, um abraço de mais de 15 segundos ajuda a regular a respiração, a relaxar e a fortalecer o sistema imunológico e a autoestima.

4. Aprenda a dizer não

Não respeitar nossos limites e nem os nossos interesses para sempre satisfazer quem nos cerca pode ser um indício de imaturidade e baixa autoestima. Saber dizer não é tão importante quanto saber dizer sim.

Muitas pessoas não conseguem dizer não por temer a rejeição ou simplesmente por não saber qual será a reação da outra pessoa. Segundo os psicólogos, esse desejo de sempre querer agradar os outros vem da infância, quando achávamos que deveríamos ser um bom menino ou uma boa menina para sermos amados por nossos pais.

James Altucher, empresário e autor do livro “O Poder do Não”, ressalta que quando dizemos sim querendo dizer não, o resultado é quase sempre desastroso.

Se você tem muita dificuldade em dizer não, lembre-se que isso é o que fará você dizer sim ao que realmente importa. Falar não ajudará você a ser uma pessoa melhor porque quando disser sim será porque realmente quer e não por medo ou obrigação.

5. Se afaste das pessoas tóxicas

Todos conhecemos pelo menos uma pessoa tóxica, ou seja, aquela que culpa, critica, acusa ou intimida. Lidar com esse tipo de gente não é fácil, mas se não reagimos isso pode comprometer nossa saúde física e emocional. Embora em algumas situações a gente não possa escolher com quem nos relacionamos, devemos ter em mente que as pessoas tóxicas só prejudicam quem não consegue colocar um limite nelas.

Procure uma maneira de tirar essas pessoas da sua vida. Não é fácil quando se trata do seu chefe ou de algum familiar. Porém, se não é alguém próximo, não duvide em afastá-la definitivamente do seu convívio.

6. Pratique esporte

Praticar atividade física regularmente pode ser um grande aliado para combater a depressão, a ansiedade, a tristeza e o estresse. E a falta de tempo não deve ser uma desculpa para o sedentarismo. Com apenas 30 minutos diários já é possível notar mudanças no corpo e na mente. Se mesmo assim não está convencido, saiba que o esporte:

  • Aumenta a memória e a velocidade do raciocínio
  • Ajuda a dormir melhor
  • Melhora a autoestima
  • É um energizante natural

7. Divirta-se

Quando foi a última vez que você fez algo puramente por diversão? Se divertir sem pensar em nada é uma ótima maneira de praticar o autocuidado. Dedique alguns minutos no dia para escutar música, dançar, contar uma piada, enfeitar a casa com um ramo de flores ou fazer qualquer outra atividade que te faça sorrir.

O resultado? Uma pessoa mais leve, mais agradável, mais grata e feliz.

8. Organize o seu espaço

Ambientes sujos, mal iluminados e desorganizados incomodam e têm um impacto negativo em nosso estado psicológico. Por outro lado, manter o ambiente de trabalho, a casa e suas coisas em ordem é um sinal de autocuidado, pois é um reflexo do seu estado interno. O local onde você está deve ser limpo, acolhedor e agradável.

PUBLICIDADE

psicólogos
Linkedin
Escrito por

MundoPsicologos.com

Deixe seu comentário

PUBLICIDADE

Comentários 1
  • LUCIANA NOGUEIRA O JOIA

    Prezados, Amei o conteúdo.

últimos artigos sobre autoestima