Acesso consultório Cadastre grátis seu consultório

É possível o amor ser encoberto por ressentimento e mágoa?

Feita por >Murillo Destri · 3 dez 2018 Terapia de casal

Estive em um relacionamento durante 10 anos. Fui o primeiro namorado e ela sempre afirmou com propriedade que fui o primeiro e unico amor verdadeiro. Aprendeu tudo comigo, afinal ela começou nesta relação quando estava chegando aos 16 anos de idade. Tivemos um relacionamento excelente por pelo menos os primeiros 6 anos, porém depois passei por um período bem difícil da minha vida, fui diagnosticado com TDR [transtorno depressivo recorrente], e algumas marcas negativas do meu passado começaram vir a tona. Tive um pai extremamente agressivo dentro de casa, passei os primeiros 25 anos da minha vida sendo maltratado, humilhado e até espancado, enquanto minha mãe passava pela mesma situação juntamente aos meus irmãos. Quando essa depressão se tornou algo insuportável eu procurei ajuda profissional porém os estragos na relação ja haviam sido feitos. Eu comecei a ser muito explosivo, grosso, arrogante e me afastar com variações constantes de humor e confusões sobre amar ou não amar mais a namorada. Em uma crise dentro do relacionamento, eu decidi sair "escondido" e desabafar com uma amiga, porém a namorada descobriu e tivemos uma briga bem séria e terminamos. A dor da distância foi enorme, não conseguimos ficar distantes e decidimos reatar, porém percebi que ela nunca conseguiu superar isso. O namoro começou entrar em decadência desenfreada no ultimo ano, e quando chegou nos últimos 5 meses de agora, mesmo com ela sempre falando em dar um passo maior, comprar uma casa, pensar em nos casar, afinal ja completaríamos 10 anos de namoro, no mês seguinte 06/18 [exatamente a mesma data que havia ocorrido a situação de sair escondido com a amiga ano passado], ela começou a variar muito sobre o que sentia por mim, começou questionar se ainda me amava ou era apenas costume de estar comigo, e conforme o tempo ia passando ela ia se afastando bem mais, se mantendo fria, distante até o dia em que me mandou uma mensagem dizendo que já não me amava mais, e não queria continuar em uma relação a qual ela não via futuro e não estava se dedicando 100%. Estamos sem contato algum a exatamente 2 meses. Na ultima tentativa ela foi extremamente fria, grossa, como se estivesse com uma raiva mortal de mim, e depois disso o contato foi cortado em definitivo. Eu sei que o excesso de brigas e rotina foram fatores que acarretaram a este fim, porém tenho nitida certeza de que essa magoa de ter saido escondido para desabafar com uma mulher [mesmo sem traição carnal], ela encarou como traição de confiança e teve um peso determinante. Ela lutou contra isso durante quase 1 ano, porém não conseguiu superar. É extremamente dificil aceitar o fim de um relacionamento que após 10 anos juntos, estavamos planejando um passo maior, e do dia pra noite ela me diz: O AMOR ACABOU. Não estou abalado emocionalmente. Continuo trabalhando, seguindo a vida, praticando esportes e me tornando cada dia mais forte, porém tenho duvidas sobre quanto aos sentimentos da outra parte. É possível que a magoa tenha "sufocado" o amor e algum dia possa existir uma retomada, ou geralmente nestes casos o término é definitivo, sem possibilidade alguma de uma retomada mais madura e saudavel?

Resposta enviada

Em breve, comprovaremos a sua resposta para publicá-la posteriormente

Algo falhou

Por favor, tente outra vez mais tarde.

A melhor resposta 13 MAR 2019

Olá, como está?

Falar de amor é algo extremamente complicado e delicado, pois o amor, frente aspectos estudados por mim, é uma construção, uma elaboração que depende de diversos fatores e alguns deles são a interpretação de "bem estar", atração (em diversos sentidos), dialogo e entre eles também a magoa, e claro isso variará de estudiosos para estudioso, escritos para escritores e pessoa para pessoa. É improvável que algum profissional, ou conselheiro ou seja lá o que for, tenha uma resposta para sua questão, pois isso dependerá de uma gama enorme de fatores. O que pode acontecer são possibilidades, implementação de variáveis e claro elaborações. É difícil dizer sobre as interpretações/elaborações que a outra pessoa fez ou faz sobre o que acontece em uma relação amorosa. Podemos dizer que sim, é definitivo e também podemos dizer que existem chances de retomada, mais sempre no final uma frase será indispensável, "depende do sujeito", porque o que está em questão não é o amor, mais o como o sujeito enxerga e entende o amor.

Espero ter conseguido auxiliar ou esclarecer sua duvida. Agradeço por compartilhar parte da sua história.

Bruno Marinho Silva Mendes Alves Psicólogo em Uberlândia

58 respostas

159 pontuações positivas

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

Psicólogos especializados em Terapia de casal

Ver mais psicólogos especializados em Terapia de casal

Outras perguntas sobre Terapia de casal

Explique seu caso aos nossos psicólogos

Publique a sua pergunta de forma anônima e receba orientação psicológica em 48h.

50 Você precisa escrever mais 9200 caracteres

Sua pergunta e as respectivas respostas serão publicadas no site. Este serviço é gratuito e não substitui uma sessão de terapia.

Enviaremos a sua pergunta a especialistas no tema, que se oferecerão para acompanhar o seu caso pessoalmente.

A sessão de terapia não é grátis e o preço estará sujeito às tarifas do profissional.

A sessão de terapia não é grátis e o preço estará sujeito às tarifas do profissional.

Coloque um apelido para manter o seu anonimato

Sua pergunta está sendo revisada

Te avisaremos por e-mail quando for publicada

Esta pergunta já existe

Por favor, use o buscador para conferir as respostas

Psicólogos 10800

Psicólogos

perguntas 9200

perguntas

respostas 31100

respostas