MundoPsicologos.com
MundoPsicologos.com
No Google Play Na App Store

O uso patológico da internet

Artigo sobre a utilização excessiva e patológica da internet, que gera o empobrecimento das relações sociais.

24 Jun 2015 Atualidades sobre psicologia - Leitura: min.

São Carlos (São Paulo) São Paulo

As inovações ocorridas na sociedade implicaram mudanças também na forma de se relacionar, e com isso, novas relações familiares e sociais surgiram. Um elemento marcante na sociedade contemporânea, e que está trazendo diversas modificações para esta, é o advento e a intensificação dos meios eletrônicos, principalmente do uso da internet.

Celulares, tablets, laptops, computadores, vídeo games, entre outros meios eletrônicos fazem parte da vida de grande parte da população, inclusive de crianças pequenas. Muitos pais trocaram os brinquedos educativos por eletrônicos, possivelmente como uma maneira de manter os filhos entretidos por mais tempo, visto que há uma gama de jogos, sons e efeitos capazes de manter a atenção por longo tempo.

O "uso patológico da internet" é cada vez mais recorrente em nossa sociedade. O ser humano, que é um ser gregário, está a cada dia mais individualista, apenas preocupando-se com si próprio. Além disso, a grande onda de relacionamentos virtuais a que estamos expostos, gera a deterioração e o empobrecimento de uma relação real. Isso ocorre devido ao fato de que, no âmbito virtual é possível "desfazer" uma amizade ou relacionamento amoroso através de uma mensagem ou apenas excluindo a pessoa de sua rede.

Dessa forma, evita-se o risco de deparar-se com sentimentos como frustração, por exemplo. Pode-se acrescentar também que essa facilidade de se iniciar e terminar um relacionamento, pode fazer com que as pessoas não o valorizem devidamente e que, quando ocorre qualquer dificuldade, ao invés de investirem no diálogo, muitos optam pela troca de "status de relacionamento", nomenclatura de uma das redes de relacionamento mais utilizadas atualmente.

As mudanças da nossa sociedade também incidem no núcleo familiar. Muitos pais perderam o controle sob seus filhos, que passam a exigir, cada vez mais cedo, um novo celular ou tablet, com a alegação de que todos os amigos também possuem.

Além disso, se não houver um acompanhamento e um controle de que tipos de conteúdo os filhos acessam e quantas horas gastam com o equipamento, há o perigo de se deparar com algum pedófilo, por exemplo. Está incluído também, caso haja falta de controle dos pais, o fato de perderem o respeito e a autoridade perante os filhos.

Foto: por AnonymousAccount (Flickr)

0 Curtir

Deixe seu comentário

INFORMAÇÃO BÁSICA SOBRE PROTEÇÃO DE DADOS
Responsável: Verticales Intercom, S.L.
Finalidades:
a) Envio de solicitação ao cliente anunciante.
b) Atividades de publicidade e prospecção comercial, por diferentes meios e canais de comunicação, de produtos e serviços próprios.
c) Atividades de publicidade e prospecção comercial, por diferentes meios e canais de comunicação, de produtos e serviços de terceiros de diferentes setores de atividade, podendo implicar repasse dos dados pessoais a esses terceiros.
d) Segmentação e elaboração de perfis para fins publicitários e para prospecção comercial.
e) Gestão dos serviços e aplicativos oferecidos pelo Site ao Usuário.
Legitimação: Consentimento do interessado.
Destinatários: Está previsto o repasse dos dados aos clientes anunciantes para atender suas solicitações de informação sobre os serviços anunciados.
Direitos: Tem o direito a acessar, retificar e eliminar os dados ou se opor ao tratamento dos mesmos ou a alguma das finalidades, bem como outros direitos, como se explica na informação adicional.
Informação adicional: É possível consultar a informação adicional e detalhada sobre Proteção de Dados em br.mundopsicologos.com/proteccion_datos

Você não pode deixar de ler...