Depressão, relacionamento e isolamento

Feita por >segredo em 5 Fev 2019 Terapia de casal

Bom, eu e meu namorado sempre tivemos um ótimo relacionamento, que sempre envolveu muita amizade e parceria acima de tudo, sério, sempre foi muito nítido o respeito e admiração que sempre tivemos um pelo outro.
O problema foi que no meio do ano passado para o inicio desse, ele teve crises, a primeira crise, no meio do ano passado, ele conseguiu voltar; durante a crise ele se isolou, mudou completamente, chegamos a terminar, mas quando eu fui falar que estava ali para ele, que gostaria de continuar, ele cedeu e voltou. Ficou bem, mas sempre tive a impressão de que não 100%, porque ele parecia estar o tempo todo sufocado, o fato de eu falar sobre coisas simples que sempre conversávamos normalmente antes o deixava sufocado, uma crise de choro que ele teve nessa época me deixou mais claro isso, era um choro desesperado e doloroso, inclusive nessa crise de choro ele também quis terminar, porém mudou de ideia rápido porque felizmente teve consciência de que na verdade era a visão nublada da depressão.
Tempo passou, ele seguiu relativamente bem, até que no final do ano começou a ficar isolado, irritado, agressivo. Ele que sempre gostou de sair junto comigo e nossos amigos, quando saia parecia distante e apático. Qualquer minima coisa dita ele pegava para si como se fosse algo enorme. Até que ele explodiu, teve umas atitudes que não batiam nem um pouco com a pessoa que ele normalmente é e por fim se afastou de mim, já vai fazer mais ou menos um mês, alguns dias atras ele saiu com nossos amigos, aproveitei e perguntei para o meu amigo como ele parecia estar, meu amigo disse que já havia visto ele de forma muito melhor antes.
O que me preocupa, ele é uma pessoa muito fechada, só se abria comigo, eu era sua melhor amiga e namorada, para aparentar fisicamente que não esta bem, é porque ele realmente não esta nada bem. Ele não tem muitos amigos, alem dos nossos, porem ele não se abre em relação a essas coisas. Os pais são extremamente tóxicos, cobram muito dele, querem que ele tenha comportamentos e escolhas que eles consideram "corretos" , são sufocantes, o pai é um ignorante bruto, que acha que depressão é invenção dele para fugir das responsabilidades, a mãe é uma fanática religiosa que acha que depressão é falta de deus, ou seja, mais do que obvio que ele não deve contar com o apoio e auxilio dos mesmos, isso porque, quando menor ele já teve que frequentar psicologo por conta da separação dos pais. Quando eu falava com muita cautela para ele procurar um psicologo, ele reagia grosso, dizia querer, mas que não tinha nenhum auxilio dos pais para isso, ele não trabalha, logo não teria como pagar, e aqui na minha cidade pelo sus é péssimo, falo por experiencia eu já pedi encaminhamento por conta da minha sensação de ansiedade e o medico me negou, me receitou um remédio para dormir apenas.
Li que em alguns casos de depressão, eles se isolam e ignoram exatamente a pessoa que mais amam, é exatamente isso que ele fez, eu tento me aproximar, ele não deixa. Eu o amo muito, é difícil ver a pessoa que conheci assim, porque a pessoa que eu conheci é extremamente carinhosa, atenciosa, que levanta cedo para me fazer um copinho de leite antes de eu ir trabalhar, me leva salgado no trabalho quando eu digo estar com fome por mensagem, que quer sempre me ver, que adora sair. Falo no presente porque sei que essa pessoa ainda existe nele, só esta sufocava pela visão nublada que a depressão causa, que essa confusão e agressividade não é ele, é a depressão. Eu quero MUITO estar perto para ajudar, mas esta difícil me aproximar.
Texto ficou longo, acabei aproveitando para desabafar sobre. Assisti a muitos videos, li muito sobre depressão, tudo bate. Queria saber uma forma mais eficiente de me aproximar, ou ajudar.

Resposta enviada

Em breve, comprovaremos a sua resposta para publicá-la posteriormente

Algo falhou

Por favor, tente outra vez mais tarde.

A melhor resposta

Olá Carol
obrigada por nos enviar sua mensagem.
Sua análise parece muito correta, seu namorado deve estar deprimido. Se ele não pode contar com os pais para fazer o tratamento, vamos ver outras alternativas.
Ele estuda? Conversar com um professor cabeça aberta e assistencial pode ajudar a encontrar um caminho de convencer os pais de que ele precisa de tratamento.
Há uma escola de psicologia na cidade?, nesse caso a faculdade deve ter um atendimento com os estagiários.
Há tios ou avós que possam ajudar a pagar um psicólogo ou conversar com os pais para esclarecê-los?
O pastor da Igreja da mãe, se for alguém aberto e esclarecido também pode ajudar a convencer a mãe de que às vezes a depressão não é falta de fé e precisa de tratamento médico e psicoterápico.
Se nada disso for possível, monte uma rede de apoio com os amigos, mostre que vocês estão do lado dele, não o deixe só e incentive-o a estar ativo nas coisas que ele sempre gostou de fazer antes da depressão e não se isolar. Deixar de fazer coisas que gosta e o isolamento são comportamentos que mantém a pessoa na depressão. Fazer caminhadas, ou outra atividade física, conversar com amigos, e outras coisas que ele achava agradável antes pode parecer difícil no início mas se ele superar a falta de energia e fazer assim mesmo, o cérebro começa a produzir novamente as substâncias necessárias para funcionar bem.
se a depressão for mais severa, será realmente necessária e medicação. E assim, tente no SUS mesmo que não seja o ideal.
Bom, também ficou grande o texto, mas achei importante passar essas informações.

Espero ter sido útil.
abraço
Roberta Bouchardet.

Roberta Bouchardet Psicóloga Psicólogo em Foz do Iguaçu

216 respostas

331 pontuações positivas

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

Sua depressão pode ser tratada com um Psiquiatra e seu relacionamento com uma terapia de casal

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

Psicólogos especializados em Terapia de casal

Ver mais psicólogos especializados em Terapia de casal

Outras perguntas sobre Terapia de casal

Explique seu caso aos nossos psicólogos

Publique a sua pergunta de forma anônima e receba orientação psicológica em 48h.

50 Você precisa escrever mais 6000 caracteres

Sua pergunta e as respectivas respostas serão publicadas no site. Este serviço é gratuito e não substitui uma sessão de terapia.

Enviaremos a sua pergunta a especialistas no tema, que se oferecerão para acompanhar o seu caso pessoalmente.

A sessão de terapia não é grátis e o preço estará sujeito às tarifas do profissional.

A sessão de terapia não é grátis e o preço estará sujeito às tarifas do profissional.

Coloque um apelido para manter o seu anonimato

Sua pergunta está sendo revisada

Te avisaremos por e-mail quando for publicada

Esta pergunta já existe

Por favor, use o buscador para conferir as respostas

Psicólogos 10050

Psicólogos

perguntas 6000

perguntas

respostas 27150

respostas