Acesso consultório Cadastre grátis seu consultório

Como fazer para parar de desconfiar tanto do meu parceiro?

Feita por >samara gonçalves braga ribeiro em 2 dez 2013 Terapia de casal

Sou muito ciumenta, desconfio dele a todo momento. Quando ele vai ao trabalho fico me perguntando o que ele pode estar fazendo. E outra: sou muito ansiosa, nunca espero por ele, sempre faço antes e ele odeia isso.

Resposta enviada

Em breve, comprovaremos a sua resposta para publicá-la posteriormente

Algo falhou

Por favor, tente outra vez mais tarde.

A melhor resposta

Está parecendo ser uma questão de falta de segurança em si própria.
Primeiro aprenda a gostar de si! Confie em si própria e sinta-se uma pessoa especial. Onde está sua auto estima que você acha que poderá ser trocada a qualquer momento por qualquer pessoa? Se sentindo sempre ameaçada.
Cuidado com o ciúme excessivo pois prejudica, atrapalha e destrói a relação.

Psicóloga Camila Marcon Psicólogo em Campo Grande

8 respostas

1714 pontuações positivas

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

Samara,
um dos alicerces de um relacionamento sadio é a confiança um no outro. É possível que existam outras questões que estão influenciando neste ciúme desproporcionado. Sugiro que procure atendimento clínico e, se possível, que seu parceiro também participe.

Aline Medeiros Psicólogo em Florianópolis

49 respostas

4376 pontuações positivas

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

Boa tarde, Samara!
Na maior parte dos casos, quando verificamos que o ciúme, bem como a ansiedade não estão ocorrendo em compatibilidade com a situação, quer dizer quando não ocorrem dentro do contexto, verificamos que há dificuldades emocionais do sujeito que padece dos mesmos. A ansiedade é gerada por uma situação de tensão, é a urgência para sair de uma dificuldade. Mas é preciso verificar se a urgência procede, ou se temos aí uma situação de insegurança de ser, gerando tal tensão. Quando a insegurança é uma complicação psicológica, encontramos o paciente padecendo da mesma ao longo de sua vida. Claro que esta dificuldade vai acarretando prejuízos vida em fora, e que é preciso se recuperar de tal impasse. Para esta recuperação, o indicado é trabalho profissional, como uma intervenção na vida de relações, identificando a situação emocional e seus desencadeadores. Procure um profissional da psicologia, este tem por objeto profissional complicações como as que você padece!

Abraços
Psicóloga Ana Cláudia de Souza
Consultório Relações - Psicologia e Psicoterapia

Relações Psicologia e Psicoterapia Psicólogo em Florianópolis

31 respostas

3134 pontuações positivas

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

Boa tarde Samara,

De suas palavras construo a seguinte hipótese: sua vida se realiza no viver dos outros, em especial no de seu marido.

O que deixa de fazer, pensar e desejar quando se ocupa com o comportamento do outro, de uma forma que você reconhece como exagerada (“sou muito ciumenta”)? Quanto mais feliz poderia ser se usasse o tempo gasto com as preocupações para a realização de seus desejos e sonhos?

Essas perguntas são cabíveis de serem colocadas em seu processo analítico (terapêutico), elas objetivam transformar queixas em certezas que lhe permitam ter a vida que deseja.

Por fim, ressalto que a pergunta mais importante foi a que você fez ao escreve nesse portal.

Att.
Paulo Cezar de Oliveira

Paulo Cezar De Oliveira Psicólogo em Sorocaba

6 respostas

1656 pontuações positivas

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

Samara,
numa relação amorosa a confiança é primordial, é inviável sustentar um relacionamento sem confiar no parceiro, portanto procure conversar bastante, vivenciar momentos agradáveis, acompanhar a vida do seu parceiro e pense: será que é difícil gostar de você? Será que nenhum homem se apaixonaria por você, de verdade? E o quanto às outras mulheres: são melhores que você, para você ser facilmente trocada assim? Será que você não tem virtudes que são louváveis? De 0 a 10, qual a probabilidade do seu parceiro te trair? Pondere o quanto é real essa possibilidade e o quanto é fruto da sua imaginação, proveniente de uma insegurança que não se justifica.

Dínerson Fiuza Psicólogo em São Paulo

258 respostas

14432 pontuações positivas

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

Compartilho da ideia da colega. É importante que sejam trabalhados em terapia, aqueles pontos que fazem com que a desconfiança apareça com tanta frequência. Torna-se fundamental trabalhar sua ansiedade e também o autoconhecimento. Tendo em vista que você é hoje aquilo que aprendeu desde sua primeira infância. Portanto, conhecer-se e tentar descobrir de onde vêm essa ansiedade e insegurança, auxiliará no controle de seus comportamentos.

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

Samara, o ideal é que você trabalhe essa sua ansiedade e ciúme, o processo terapêutico é o mais indicado. É normal sermos ansiosos e ciumentos, porém, quando isso passa a trazer prejuízos para as nossas relações pessoais e para nós mesmos, é hora de buscar ajuda.
Para tentar se acalmar nesses momentos procure lembrar quem é o seu parceiro, quais as características dele, em tudo que vocês construíram juntos, quais os aspectos positivos dessa relação, a fim de desconstruir esses pensamentos fantasiosos.

Psicóloga Renata Picchi Psicólogo em Jundiaí

5 respostas

517 pontuações positivas

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

Psicólogos especializados em Terapia de casal

Ver mais psicólogos especializados em Terapia de casal

Outras perguntas sobre Terapia de casal

Explique seu caso aos nossos psicólogos

Publique a sua pergunta de forma anônima e receba orientação psicológica em 48h.

50 Você precisa escrever mais 7200 caracteres

Sua pergunta e as respectivas respostas serão publicadas no site. Este serviço é gratuito e não substitui uma sessão de terapia.

Enviaremos a sua pergunta a especialistas no tema, que se oferecerão para acompanhar o seu caso pessoalmente.

A sessão de terapia não é grátis e o preço estará sujeito às tarifas do profissional.

A sessão de terapia não é grátis e o preço estará sujeito às tarifas do profissional.

Coloque um apelido para manter o seu anonimato

Sua pergunta está sendo revisada

Te avisaremos por e-mail quando for publicada

Esta pergunta já existe

Por favor, use o buscador para conferir as respostas

Psicólogos 10500

Psicólogos

perguntas 7200

perguntas

respostas 28850

respostas