Por que preciso da aprovação dos outros?

Todos gostamos de ser admirados pelas pessoas que nos cercam. Mas o que acontece quando a necessidade de aprovação domina a nossa vida? Saiba mais neste artigo!

3 NOV 2020 · Leitura: min.

PUBLICIDADE

Por que preciso da aprovação dos outros?

Saber se relacionar para viver bem em sociedade requer flexibilidade. Muitas vezes, temos que ceder porque só assim é possível conviver com as outras pessoas. Além disso, todos nós gostamos nos sentir queridos e gerar simpatia em nosso entorno. Logo, ter certo cuidado com nossa imagem social e com o que os outros pensam a nosso respeito é algo positivo e natural do ser humano.

No entanto, o problema começa quando essa necessidade de aprovação passa a ser constante e diante de qualquer sinal mínimo de desaprovação, deixamos de acreditar nas nossas convicções, nos nossos valores e nos nossos sonhos para agradar os outros. 

Se sempre estamos atendendo às demandas externas, isso significa que a nossa felicidade e realização estará na mão das outras pessoas. Assim, se não tomamos cuidado, passamos a viver uma vida que particularmente não queremos, mas que se encaixa com as expectativas alheias. No longo prazo, quem tem essa necessidade de aprovação deixa de traçar o seu próprio caminho, deixa de correr riscos e de seguir os seus instintos. Devido ao medo da rejeição e de ser julgada, a pessoa acaba perdendo a sua individualidade, vivendo uma vida que não é sua.  Ilene Strauss Cohen, psicoterapeuta.

Por que buscamos a aprovação dos outros?

Segundo os psicólogos, em algum momento da vida, uma pessoa que depende da aprovação alheia aprendeu a abrir mão das suas próprias necessidades. Alguma situação marcante fez com que ela concluísse que evitaria muitos problemas e que seria amada se cumprisse com o que os outros esperam dela. No entanto, estar sempre satisfazendo as vontades das outras pessoas é uma forma de anulação individual que pode trazer muitas consequências negativas. 

Os principais motivos que levam alguém a ter essa necessidade de aprovação são: 

  • Baixa autoestima
  • Insegurança
  • Rejeição dos pais na infância
  • Complexo de inferioridade
  • Vazio interior
  • Medo da solidão
  • Dependência emocional
  • Traumas

Como saber se tenho necessidade de aprovação?

Às vezes, estamos tão acostumados com nossos hábitos e forma de agir que não paramos para pensar sobre nossos comportamentos e suas consequências. Vivemos no piloto automático. Assim, se você deseja saber se é uma pessoa que necessita da aprovação dos demais, o primeiro passo é refletir e responder as perguntas abaixo:

  • Você sente medo antes de contar a alguém uma decisão que tomou?
  • Você evita constantemente dar a sua opinião por medo de não agradar?
  • Você sempre dá prioridade às necessidades dos outros?
  • Você não consegue dizer não, inclusive quando sabe que está indo contra as suas crenças e valores?
  • Você se preocupa muito com o que os outros dizem sobre a sua aparência ou forma como se veste?
  • Você sempre tem que postar nas redes sociais algo sobre a sua vida e fica triste quando não ganha muitos likes?
  • Você tem dificuldade em estabelecer limites, ser direta ou em comunicar-se de forma clara e verdadeira?

Se você respondeu sim a maioria das perguntas, é provável que a aprovação alheia tenha um papel importante na sua vida. E talvez seja o momento de tentar se libertar para viver de uma forma plena. 

Não permita que o ruído das opiniões alheias matem a sua voz interior. Steve Jobs

Como se libertar da necessidade de aprovação

O primeiro passo para acabar com a necessidade constante de aprovação é começar, pouco a pouco, a dar prioridade aos seus interesses. Certamente, ao mudar de atitude, algumas de suas relações pessoais ficarão abaladas, podendo, inclusive, acabar. No entanto, você se dará conta que quando for aceita será algo muito genuino.

Não perca tempo em relações onde você só é valorizada se segue certos padrões de comportamento.

Também é muito importante que você passe a se responsabilizar pelas suas decisões e a assumir as consequências dos seus erros e acertos. Ser adulto significar bancar nossas escolhas. Lembre-se que quando todos os nossos atos estão pensados para satisfazer as exigências das outras pessoas, não somos o dono da nossa própria vida. 

Além disso, passe a expressar suas opiniões e sentimentos. Tenha em mente que é impossível agradar a todo mundo, mas há muita gente que admira as pessoas autênticas, que seguem suas próprias convicções. 

Também é fundamental trabalhar a sua autoestima e não permitir que a sua felicidade e realização pessoal dependam da opinião das outras pessoas. Com o tempo, se você segue estes passos, um mundo cheio de descobertas e novas oportunidades abrirá diante dos seus olhos. E você ganhará a confiança necessária para ser uma pessoa mais autoconfiante e realizada. 

PUBLICIDADE

psicólogos
Linkedin
Escrito por

MundoPsicologos.com

Bibliografia

Stacy Brookman, Let go of the Need for Approval and Get on With Your Life: https://medium.com/real-life-resilience/let-go-of-the-need-for-approval-and-get-on-with-your-life-b197498d0798

Martha Beck,  The Halo Effect: Are You Too Good for Your Own Good?: https://www.oprah.com/omagazine/why-you-should-stop-seeking-approval-from-others

Deixe seu comentário

PUBLICIDADE

Comentários 4
  • PAULO MARQUEZ

    Bom achei válido o conteúdo no entanto não me identifiquei com as causas porém sinto que de vez por outro gosto de agradar as pessoas que considero importantes pq gosto de servir ser útil sem deixar de me sentir bem e de fazê-lo. As vezes a vontade é o querer ter e ser é maior que poder de fato e não sei bem claro as vezes como proceder embora tenho consciência do que precisa ser feito, planejado e quais ações podem mudar mas depende de outros fatores sem os quais tornam a meu ver uma barreira para mim muito grande então me inferiorizo ou não me fico tão bem

  • Márcio Vallini Pereira

    Muito bom, eu já fui este tipo, às vezes ainda sou para der bem honesto, venho trabalhando isso em minha vida, já melhorei muito, mas eu acredito que essa libertação do que os outros pensam é um exercício que pratico todos os dias e tem funcionado muito bem, por exemplo aprendi a dizer não, quando necessário e há respeito do que os outros pensam sobre mim já não é problema meu, não me preocupo tanto com isso, pois levo a minha vida da maneira mais honesta que eu consigo, devido a isso, ninguém tem o que me acusar por isso não tenho mais tanta preocupação com o que os outros pensam ao meu respeito.

  • Liliane Carpes

    Eu li o texto e me abriu a memória, e puder ver que minha vida sempre foi em agradar aos outros. Ser aceita pelo outro. Sinceramente é a primeira vez que me deparo comigo mesma, com o que acabei de ler. Vou seguir buscando mais conhecimentos, pois preciso me libertar.

  • Conceição de Maria Silva

    Amei o texto e, sinceramente, me vi nele po anos na minha vida. Mas graças a Deus, me libertando. Vcs são show!!

últimos artigos sobre autoestima