MundoPsicologos.com
No Google Play Na App Store

5 formas de aumentar o desejo sexual

Falta de desejo sexual é sinal de que o relacionamento chegou ao fim? Nem sempre, já que uma convivência longa pode ter esse impacto na dinâmica do casal. Veja o que fazer para reagir.

9 Jul 2018 Casais - Leitura: min.

psicólogos

Quando um casal leva muito tempo junto, uma das realidades que costuma ser relatada com frequência é a queda no desejo sexual. As preocupações do dia a dia, as discussões e a tensão acumulada não deixam de ser fatores que contribuem para afetar a intimidade do casal.

A rotina pode ir afastando os momentos de curiosidade e experimentação do desejo, algo que acaba afetando a ambos os envolvidos, especialmente se a comunicação entre o casal não é fluida e a expressão das emoções e sentimentos não acontece com naturalidade.

A falta de desejo sexual também pode estar associada a desequilíbrios hormonais, preocupações excessivas, stress, disfunções sexuais, depressão e consumo de medicamentos. É importante entender o que a está provocando e tratar de encontrar uma solução que satisfaça a ambos.

Psicólogos especializados em casais reafirmam a necessidade de cuidar da libido, de erotizar a mente e buscar vivências que favoreçam a experimentação da sexualidade e da paixão, já que se trata de uma parte importante da vida a dois e que precisa ser alimentada. Há algumas posturas que são simples de serem colocadas em prática e que podem ser bastante efetivas na hora de aumentar o desejo sexual:

1) Pense em sexo, fale sobre sexo

O primeiro passo para aumentar o desejo sexual é parar e dedicar tempo a pensar no sexo, em como está e em como você gostaria que estivesse. Pensar em fantasias, em coisas que você gostaria de colocar em prática. Depois disso, conversar com o seu companheiro(a) sobre o sexo, sem rodeios. É fundamental que cada um seja capaz de entender e identificar aquilo que dá prazer ao outro.

shutterstock-589652363.jpg

2) Explore o poder dos alimentos

Manter uma dieta saudável é importante para a sua vida como um todo. Mas, na hora de aumentar o desejo sexual, você também pode explorar as características afrodisíacas dos alimentos. Chocolate, pimenta, açafrão, gengibre, ginseng, mel e canela, por exemplo, estimulam a circulação sanguínea e a produção hormonal. Por isso, são considerados estimulantes naturais.

3) Faça atividades físicas

Além de ser importante para aumentar a sua autoestima, praticar uma atividade física regularmente tem impacto positivo no seu bem-estar em geral, o que se reflete na disposição para o sexo. Além disso, melhora a musculatura, reduz o nível de stress, e aumenta a flexibilidade. Tudo isso ajuda a desfrutar de uma relação íntima de forma mais plena e satisfatória.

4) Cultive interesses em comum

A conexão de um casal precisa acontecer dentro e fora da cama. Por isso, é muito importante ter interesses em comum e reservar tempo para desfrutar de atividades diversas junto com o companheiro/a, seja de lazer, esporte ou pequenos afazeres domésticos. O carinho e o toque físico nestes momentos de conexão servem para aumentar a disposição e o desejo sexual.

5) Permita-se pedir ajuda

É importante entender que podem estar interferindo na falta de desejo sexual questões mais profundas que uma mera "rotina apática". Essas questões podem ter origem na dinâmica do casal ou dizer respeito à individualidade de cada um. Por isso, quando há a sensação de que já foi feito tudo o que está ao seu alcance, é importante permitir-se pedir ajuda a um psicólogo especializado em terapia de casal, por exemplo. Muitas vezes, o entendimento depende dessa mudança de perspectiva.

Fotos: MundoPsicologos

0 Curtir

Deixe seu comentário

INFORMAÇÃO BÁSICA SOBRE PROTEÇÃO DE DADOS
Responsável: Verticales Intercom, S.L.
Finalidades:
a) Envio de solicitação ao cliente anunciante.
b) Atividades de publicidade e prospecção comercial, por diferentes meios e canais de comunicação, de produtos e serviços próprios.
c) Atividades de publicidade e prospecção comercial, por diferentes meios e canais de comunicação, de produtos e serviços de terceiros de diferentes setores de atividade, podendo implicar repasse dos dados pessoais a esses terceiros.
d) Segmentação e elaboração de perfis para fins publicitários e para prospecção comercial.
e) Gestão dos serviços e aplicativos oferecidos pelo Site ao Usuário.
Legitimação: Consentimento do interessado.
Destinatários: Está previsto o repasse dos dados aos clientes anunciantes para atender suas solicitações de informação sobre os serviços anunciados.
Direitos: Tem o direito a acessar, retificar e eliminar os dados ou se opor ao tratamento dos mesmos ou a alguma das finalidades, bem como outros direitos, como se explica na informação adicional.
Informação adicional: É possível consultar a informação adicional e detalhada sobre Proteção de Dados em br.mundopsicologos.com/proteccion_datos

Você não pode deixar de ler...