Acesso consultório Cadastre grátis seu consultório

Não perdoei a traição, mas voltei por medo de ficar sozinha

Feita por >Ana Shinca · 28 mai 2017 Terapia de casal

Eu e meu noivo estamos morando juntos à 6 meses. Quando nos conhecemos estávamos terminando a faculdade, ele de engenharia e eu de administração, mesmo ele não sendo um homem bonito sempre foi muito bom e atencioso, era gentil e cavalheiro.. foi me conquistando aos poucos e me apaixonei. Porém a família dele falava que eu era pobre e ele não teria um bom futuro comigo, pois achavam que por ele estar se preparando para ser engenheiro merecia "algo melhor", a avó dele falava claramente pra mim que ele me deixaria se eu ficasse gorda e sempre dizia que se eu o amava devia deixá-lo pois não era mulher pra ele. Apesar de tudo ele sempre se fez de desentendido e continuamos. Eu sofria mas não ligava, pois tinha certeza que ele me amava. Eu me formei e no outro semestre ele se formou, já era um ano de namoro e imaginei que ficaríamos noivos pois agora o dinheiro da nossa faculdade poderia ser pra gente ir se preparando pra casar. Não aconteceu. Ele foi para sua primeira obra como engenheiro e em menos de um mês começou a mudar, me tratava mal, não me atendia e nem ligava mais.. não voltava para nossa cidade nos finais de semana, falando que estava trabalhando demais.. na verdade ele estava tendo um caso com sua estagiária. Eu desconfiava, mas não acreditava.. finalmente ele falou que viria no fim de semana e saímos, natural para um casal, porém ele estava frio, chorando falou: "não vejo mais a gente juntos" ( essa frase é uma faca no meu coração, toda vez que brigamos lembro da frase e da amante ) "nossa vida tomou rumo diferente"

Por fim terminamos, um mês depois ele voltou arrependido e eu o amava muito, muito mesmo, perdoei e apaguei da minha mente. A estagiária saiu da empresa e ficamos juntos novamente, porém quando a obra terminou mandaram ele para uma obra no Pará! Chorei muito, sofri, mas tentamos ficar bem..

O tempo passou, me cansei de esperar e falei que se ele não queria se casar eu preferia terminar, pois acredito que se ele não me amava eu merecia conhecer alguém que eu pudesse ser feliz.

Entre idas e vindas acabamos terminando. Ele ficou mto feliz, saia, ia para festas e gastando muito dinheiro que havia ganhado em seu acerto, pois com o desastre da Lava Jato muitos engenheiros ficaram sem emprego. Por outro lado eu arrumei o melhor emprego da minha vida. Meu salário é bom, tenho um carro importado alugado pra eu trabalhar, uma transformação.. O famoso "o mundo dá voltas". Depois do primeiro mês distante eu liguei, ele não quis me ver, sofri mas fiquei firme.

Dois meses depois do término eu estava totalmente recuperada, e pronta para conhecer outra pessoa.. nesse tempo sofri muito, mas como vi que ele não me procurou, toquei o barco. Mas quando a ficha caiu, o dinheiro foi acabando ele começou a me procurar desesperadamente. Procurou minha família pedindo ajuda e dps de semanas conversando acabamos voltando e fomos morar juntos. Eu estava disposta a esquecer tudo, pensando positivamente que agora ele estava me dando mais valor e apesar de tudo eu tbm era alguém melhor pq a família dele me fez muito mal. Porém, ele esqueceu o Facebook aberto e acabei achando uma mensagem de uma mulher do Pará, a obra que ele havia ido no ano anterior.. comecei a tremer, fiquei sem ar, conversei com ela fingindo ser ele.. foi horrível.. traumatizante. Em meio a milhões de explicações, desculpas, lágrimas e etc. fui covarde e não fui embora.

Não tenho mais desejo sexual por ele, mas o grande motivo que me faz sempre perdoar é pq nos divertimos muito juntos.. somos individualmente engraçados e quando estamos juntos é geralmente muito bom. As pessoas vêem e falam que "nascemos um para o outro" porém ninguém sabe oq eu passei..

Não sei se devo continuar com isso e me tratar ou se devo cortar o mal pela raiz e terminar com isso antes que eu tenha outra decepção.

Resposta enviada

Em breve, comprovaremos a sua resposta para publicá-la posteriormente

Algo falhou

Por favor, tente outra vez mais tarde.

A melhor resposta 29 MAI 2017

Ana,
Quem sofre de dependência precisa de tratamento, não de um amor. Depender do amor de alguém é reduzir o sentimento amoroso à condição de uma droga, uma substância química escravizadora, muleta que a gente usa para atravessar a vida, porcaria que nos ilude e nos arranca o poder de escolha. Coisa que nos vicia, aprisiona e mata devagar, com toda sorte de sofrimento e dor. Sentir amor é outra coisa. Amar independe da retribuição do outro, dispensa reciprocidade. Se fizer mal, deixa de ser amor. Uma pessoa é dependente afetivamente quando sua autonomia está prejudicada, quando precisa de algo ou alguém para se sentir segura e tranquila...
Aprendemos a nos relacionar com o mundo pelas regras que recebemos em nossa família. A dependência afetiva, muitas vezes, nasce e é sustentada por problemas no sistema familiar, pelos conflitos pessoais.
Procure ajuda (pessoalmente) de um psicólogo na sua cidade para se descobrir, descobrir esses sentimentos que te deixam tão dependente dessa relação infiel. Quando crianças aprendemos com nossos pais a termos responsabilidades e a superar frustrações, isso é realizado através dos limites e das responsabilidades impostas por eles, uma falha nesse processo, podemos modificar nossa condição inata.
Marci Kraft

Marci Kraft Psicólogo em Joinville

190 respostas

13065 pontuações positivas

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

29 MAI 2017

Parece que voce se preocupa com opiniões de outras pessoas no seu relacionamento ou uma desculpa para ficar num relacionamento de dependência afetiva presa ao passado. Procure um psicólogo para ajuda-la. Psicóloga Ana Lúcia da Silva Ciancio CRP - 05/10916

Ana Lucia da Silva Ciancio Psicólogo em Rio de Janeiro

7 respostas

24 pontuações positivas

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

29 MAI 2017

ana procure uma psicologa. todas as grandes decosoes de vida merecem atençao, ok? procure ajuda ......

Sandra Elena Carosio Psicólogo em São José do Rio Preto

480 respostas

21600 pontuações positivas

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

29 MAI 2017

Boa tarde.
É importante procurar um psicólogo para lhe auxiliar a desenvolver seu autoconhecimento e sua autoestima, para que você possa criar novas possibilidades diante da situação em que tem "se colocado".
Espero ter ajudado, me coloco a disposição.

Psicóloga Karina Remisio de Oliveira Psicólogo em Joinville

260 respostas

3214 pontuações positivas

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

29 MAI 2017

Olá Ana. Bom dia
Ana, essa relação tem lhe trazido muitos desgastes emocionais e sofrimento ao longo desses anos! É importante se conhecer melhor e se fortalecer para conseguir quebrar essa dependência da relação com seu namorado. Procure uma ajuda psicológica para conseguir viver bem, e se cuidar.
Espero ter ajudado.
Psicóloga Marijara Pereira

Café, Psicologia e Mulher Psicólogo em Araguari

67 respostas

874 pontuações positivas

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

29 MAI 2017

Ola Ana!
É fundamental que você procure ajuda de um psicólogo para elaborar traumas do passado, se fortalecer emocionalmente e compreender o que a mantém nesse relacionamento.

Fico a disposição

Maitê Hammoud

Maitê Hammoud Psicólogo em São Paulo

1524 respostas

39361 pontuações positivas

Fazer terapia online

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

29 MAI 2017

Olá Ana Shinca, após ler o seu relato e perceber todo seu sofrimento por causa desta relação de dependência afetiva que a impede dar um corte sadio nesta relação desgastada e prosseguir a sua vida sem recaídas desgastantes. Acredito que você deve procurar um tratamento psicológico para trabalhar e encontrar caminhos de elaborar a relação de ganhos e perdas nesta relação, além de buscar o autocontrole de seu equilíbrio emocional.
Att. à Psicóloga Ussénade.

Ussénade Maria de Oliveira Psicólogo em Recife

700 respostas

27114 pontuações positivas

Fazer terapia online

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

Psicólogos especializados em Terapia de casal

Ver mais psicólogos especializados em Terapia de casal

Outras perguntas sobre Terapia de casal

Explique seu caso aos nossos psicólogos

Publique a sua pergunta de forma anônima e receba orientação psicológica em 48h.

50 Você precisa escrever mais 9300 caracteres

Sua pergunta e as respectivas respostas serão publicadas no site. Este serviço é gratuito e não substitui uma sessão de terapia.

Enviaremos a sua pergunta a especialistas no tema, que se oferecerão para acompanhar o seu caso pessoalmente.

A sessão de terapia não é grátis e o preço estará sujeito às tarifas do profissional.

A sessão de terapia não é grátis e o preço estará sujeito às tarifas do profissional.

Coloque um apelido para manter o seu anonimato

Sua pergunta está sendo revisada

Te avisaremos por e-mail quando for publicada

Esta pergunta já existe

Por favor, use o buscador para conferir as respostas

Psicólogos 10800

Psicólogos

perguntas 9300

perguntas

respostas 31300

respostas