Acesso consultório Cadastre grátis seu consultório

Minha esposa me deu uma facada. Devo perdoar?

Feita por >Lucas em 11 ago 2019 Terapia de casal

Minha relação com minha esposa sempre foi conturbada, ela sempre foi muito ciumenta, mesmo não dando motivos, percebi que elanera controladora, mas por gostar tanto dela eu aceitei isso, e penseinque ela fosse mudar, e eu por ser mais novo que ela e tb por nunca ter me relacionado com outra mulher antes dela eu acabei deixando ela me "dominar", a ponto de eu parar de ter amigos, pois ela achava que eles iriam me levar para mal caminho, e não poder sair sozinho, a não ser para o trabalho, vivo assim a 8 anos. Ontem eu quis ir na cidade aqui perto de casa para comprar um produto de cabelo para mim mesmo, como ela não poderia ir eu quiz ir sozinho e pressionei ela e almentei o tom, pois não tinha motivo para eu não ir, discutimos e no calor do momento eu disse que eu iria sair de casa para sempre, foi ai que a surpresa aconteceu, ela veio com uma faca e enfiou no meu ombro, fez um buraco e sangrou muito, como eu estava discutindo sentado não deu tempo de eu sair do caminho.
Na mesma hora ela pediu perdão e começou a chorar e disse para eu não ir na polícia pois não queria ir presa. Eu creio que a intenção dela não era me ferir, mas o fato é que me feriu muito fisicamente e psicologicamente, pois des de ontem eu só penso nisso. Ela disse que me ama e que vai mudar, e tem medo de me perder.
Não denunciei e nem contei nada a ninguém, disse para minha visinha que ouviu o barulho e para a enfermeira que eu cai e uma ponta de ferro entrou.

A dúvida e: devo perdoa-la ou me separar e seguir em frente?

Resposta enviada

Em breve, comprovaremos a sua resposta para publicá-la posteriormente

Algo falhou

Por favor, tente outra vez mais tarde.

A melhor resposta

Lucas, um episódio de agressão familiar sempre deixa marcas - sejam elas físicas e/ou psíquicas. Num relacionamento conjugal, é natural que haja um certo nível de controle, de possessividade e de ciúme por alguma das partes. Entretanto, esses fatores devem ser muito bem equalizados na relação dentro dos limites que envolvem o respeito mútuo e a dignidade dos entes. Discussões e desentendimentos existem em qualquer casal, e podem ser até salutares quando ajudam a demarcar as diferenças e individualidades, mas não podem nunca ser confundidos com uma situação de violência doméstica.

Para se ter chegado a esse nível de agressão, suponho eu que vocês não tenham o hábito de dialogar um com o outro, posto que muitas dessas tensões podem perfeitamente ser minimizadas por meio da fala aberta, sincera e respeitosa entre si. Há que se ter, obviamente, uma abertura de ambos para que esse diálogo aconteça de modo livre e espontâneo. Se houver prejulgamento, paradigmas invencíveis ou disputa de poder por algum dos lados, a possibilidade de diálogo fica enormemente prejudicada e cada um vai somente querer sobrepor o próprio discurso.

Uma situação de conflito, por outro lado, também pode gerar uma reflexão acerca dos erros e das atitudes extremadas cometidas sobre o outro. Como a dinâmica conjugal é algo muito particular, caberá aos dois - mais uma vez, por meio do diálogo franco e sincero - analisar o que poderá ser suportado, perdoado e superado, bem como se há, de fato, um propósito mútuo de boa convivência, e se a confiança o amor e o respeito não foram comprometidos irremediavelmente. Qualquer decisão sua deverá levar em consideração todos esses fatores.

Seria muito aconselhável que vocês pudessem buscar o auxílio de um psicoterapeuta de casais, para que essas questões pudessem ser melhor aprofundadas e que juntos pudessem chegar a um consenso quanto à relação dos dois, visando sobretudo uma convivência que seja salutar para ambas as partes, sejam juntos ou separados.

Espero ter ajudado.

Saulo Cruz Rocha
Psicólogo.

Saulo Cruz Rocha Psicólogo em Fortaleza

11 respostas

20 pontuações positivas

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

Psicólogos especializados em Terapia de casal

Ver mais psicólogos especializados em Terapia de casal

Outras perguntas sobre Terapia de casal

Explique seu caso aos nossos psicólogos

Publique a sua pergunta de forma anônima e receba orientação psicológica em 48h.

50 Você precisa escrever mais 7200 caracteres

Sua pergunta e as respectivas respostas serão publicadas no site. Este serviço é gratuito e não substitui uma sessão de terapia.

Enviaremos a sua pergunta a especialistas no tema, que se oferecerão para acompanhar o seu caso pessoalmente.

A sessão de terapia não é grátis e o preço estará sujeito às tarifas do profissional.

A sessão de terapia não é grátis e o preço estará sujeito às tarifas do profissional.

Coloque um apelido para manter o seu anonimato

Sua pergunta está sendo revisada

Te avisaremos por e-mail quando for publicada

Esta pergunta já existe

Por favor, use o buscador para conferir as respostas

Psicólogos 10500

Psicólogos

perguntas 7200

perguntas

respostas 28850

respostas