Meu marido é infeliz e se nega ao diálogo, o que fazer?

Feita por >Luiza · 22 jul 2023 Terapia de casal

Casada à 19 anos e mãe de dois adolescentes, estou vivenciando a pior fase do meu relacionamento. Meu marido é uma pessoa infeliz. Nunca sorri, o bom dia ou boa noite não existe e toda vez que tento conversar sobre nós ou o que está acontecendo com ele, é um monólogo. Ele escuta, não diz uma única palavra e aí são dias sem nem olhar nos meus olhos.
Já sugeri que ele converse com amigos ou faça uma terapia, já que conversar comigo, ele se nega.
Sei que minha felicidade não pode depender dele, mas conviver com uma pessoa infeliz e com uma negatividade latente, está me fazendo mal.

Resposta enviada

Em breve, comprovaremos a sua resposta para publicá-la posteriormente

Algo falhou

Por favor, tente outra vez mais tarde.

A melhor resposta 26 JUL 2023

Entendo o quanto essa situação está afetando você e a importância de buscar apoio emocional para lidar com esse momento difícil em seu relacionamento. Como psicóloga, posso oferecer algumas orientações para você considerar:

-Auto-cuidado: Lembre-se de que, mesmo estando em um relacionamento, é fundamental cuidar de si mesma. Priorize sua saúde física, emocional e mental. Encontre atividades que te tragam prazer e relaxamento, mesmo que seja reservando um tempo para si mesma todos os dias.
-Comunicação: A comunicação é essencial em qualquer relacionamento. Mesmo que seu marido se mostre fechado, é importante continuar tentando expressar seus sentimentos e preocupações de maneira calma e respeitosa. Tente encontrar o momento adequado para conversar e reforçar que você se importa com o bem-estar dele e com o relacionamento de vocês.
-Empatia: Procure entender os motivos por trás do comportamento dele. Às vezes, as pessoas podem estar passando por dificuldades internas que afetam sua capacidade de expressar emoções. Mostrar empatia pode abrir caminho para que ele se sinta mais confortável em compartilhar suas preocupações.
-Estímulo à busca de ajuda profissional: Insista na importância de ele buscar ajuda terapêutica, mas faça isso de maneira delicada, reforçando que a terapia pode ser uma ferramenta poderosa para compreender e lidar melhor com suas emoções e conflitos internos.
-Busque suporte emocional fora do relacionamento: Ter alguém com quem conversar sobre seus sentimentos pode ser muito útil. Amigos próximos, familiares ou até mesmo um psicólogo individualmente podem ser boas opções para você compartilhar suas preocupações e receber apoio.
-Reflexão pessoal: Analise suas próprias expectativas e necessidades no relacionamento. Às vezes, pode ser útil avaliar se você está colocando toda a sua felicidade nas mãos dele, o que pode ser um fardo difícil de carregar para ambas as partes.
-Considerar terapia de casal: Se ele estiver disposto a tentar, a terapia de casal pode ser uma oportunidade valiosa para ambos trabalharem juntos nas questões do relacionamento e encontrarem formas mais saudáveis de se comunicar e se entenderem.

Lembre-se de que cada pessoa e relacionamento são únicos, então essas são apenas sugestões gerais. Se sentir que está sobrecarregada e não consegue lidar com a situação sozinha, não hesite em procurar o suporte de um psicólogo, que pode ajudá-la a atravessar esse momento com mais clareza e bem-estar emocional.

Caroline Paula da Silva Psicólogo em São Paulo

48 respostas

58 pontuações positivas

Fazer terapia online

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

25 JUL 2023

Olá Luiza, pelo seu relato você vem tentando o diálogo sem sucesso e ele não leva em consideração a sua indicação a terapia ou se abrir a um amigo. Acredito que está na hora de você buscar uma psicoterapia pra ver o que você pode fazer, uma vez que não controlamos o outro. Vamos falar mais sobre isso? Fico a disposição, abraços

Adriana Gonçalves Psicólogo em Belo Horizonte

299 respostas

115 pontuações positivas

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

25 JUL 2023

Oi Luiza, obrigado por compartilhar. Infelizmente não podemos obrigar ninguém a buscar ajuda profissional. Quanto mais empurramos uma pessoa para ela buscar um tratamento, mais podemos estar gerando na pessoa uma resistência quando ficamos insistindo num tratamento. O que fazer então? A orientação que uso com meus pacientes é de sensibilizar a pessoa, de deixar claro para ela os prejuízos que estão ocorrendo com o comportamento/ postura dela, de como esses prejuízos estão afetando áreas da vida da pessoa (trabalho, estudo, relacionamento) e de que isso pode ser revertido, porque existe uma solução. Mesmo que ele não te responda num primeiro momento, tente falar dessa maneira com ele. Isso vai exigir de você bastante paciência, mas é uma alternativa e uma estratégia nova para você tentar. Espero ter ajudado, boa sorte.

Leonardo Viana de Vasconcelos Martins Psicólogo em Fortaleza

1353 respostas

31221 pontuações positivas

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

25 JUL 2023

Oi Luiza, boa noite - é uma situação complexa, mas talvez você possa iniciar você mesma um processo terapêutico. Para cuidar de você.

Você já sugeriu que ele fizesse isso. O que ele lhe respondeu? - Em que momento da vida de casado de vocês, esses comportamentos dele iniciaram? - Algumas questões para entender melhor o perifil do seu marido, mas também para fazer você refletir sobre seu desejo manisfestado.

Carla Glenda Souza da Silva Psicólogo em São Gonçalo do Amarante

15 respostas

1 pontuações positivas

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

24 JUL 2023

Olá, Luiza. Obrigada por nos escrever.

Compreendo como essa situação está afetando você e sua saúde emocional. Conviver com um parceiro que está constantemente infeliz e se recusa a se abrir para a comunicação pode ser extremamente desafiador e desgastante.

É válido reconhecer que sua felicidade não deve depender exclusivamente do comportamento ou estado emocional de seu marido. No entanto, é igualmente importante entender que o ambiente conjugal e a qualidade do relacionamento podem ter um impacto significativo no bem-estar emocional de ambos os parceiros.

A comunicação é uma peça fundamental em qualquer relacionamento saudável. O fato de ele não estar disposto a conversar com você sobre o que está acontecendo com ele pode ser frustrante e desencadear sentimentos de isolamento e falta de conexão. Sugerir que ele procure ajuda, como a terapia, é uma atitude positiva, pois isso pode proporcionar um espaço seguro para que ele explore suas emoções e preocupações.

Enquanto ele decide ou não buscar ajuda profissional, é importante que você cuide de si mesma. A convivência com um parceiro infeliz pode ser desafiadora e potencialmente desestabilizadora para sua própria felicidade. Busque apoio emocional por meio de amigos, familiares ou terapia individual, caso sinta que isso possa ser útil.

Lembre-se de que você tem o direito de se sentir bem e encontrar felicidade em sua vida. Priorizar sua saúde emocional é importante, e encontrar maneiras de lidar com essa situação pode ser benéfico para você e para o relacionamento.

Como psicóloga, incentivo você a buscar o apoio necessário e a cuidar de suas necessidades emocionais durante esse período. Seu bem-estar é fundamental, e encontrar maneiras de lidar com as dificuldades pode ser um passo importante rumo a uma vida mais saudável e feliz.

Um grande abraço.

Larissa Darck Psicólogo em Alfenas

7 respostas

5 pontuações positivas

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

24 JUL 2023

Luiza
De acordo que faz mal conviver com uma pessoa assim...
Porém, ele não vai mudar enquanto voce não mudar! Ele tem seus ganhos permanecendo assim.
O que te impede de mudar? O que te impede de sair da convivência com ele?
Qual o teu grau de dependência?
A quanto tempo ele está assim?
Condicione a continuidade da relação com ele procurar ajuda da Psicoterapia.
Voce não é obrigada a conviver neste clima, além do que, só faz mal aos filhos também.
Faça Psicoterapia para si mesma e depois, pode incluí-lo e fazer de Casal.

Abraços

Geime Rozanski Psicólogo em Brasília

6208 respostas

12054 pontuações positivas

Fazer terapia online

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

24 JUL 2023

Olá Luiza, obrigada por nos procurar. Sinto muito por passar por isso. Oriento que indique a psicoterapia para seu marido. Acredito que ele possa está passando por uma fase difícil e pode está em um quadro delicado de saúde mental. Então sim, ele precisa fazer a psicoterapia e a depender, ir num médico(a) psiquiatra.
Qualquer coisa estou aqui, abraços.

Daynara Almeida Psicólogo em Jequié

28 respostas

47 pontuações positivas

Fazer terapia online

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

24 JUL 2023

Olá Luiza, espero que esteja tudo bem com você.

Pelo seu relato é muito interessante que seu marido possa ter um acompanhamento junto a um profissional de Psicologia, para que ele possa ter um espaço profissional para conversar e expor seus sentimentos. Muitas pessoas não falam exatamente porque não querem, mas sim porque não aprenderam a expor seus pensamentos, sentimentos, de forma assertiva, clara, e empática. Embora você aparente ter mais habilidade para se colocar, e colocar seus sentimentos em um diálogo de casal, pode ser que seu marido não saiba realmente como se expressar, nem quando, nem os meios que ele pode utilizar para estar realizando essa troca em um diálogo aberto e construtivo. Por isso que é interessante seu marido buscar um profissional de Psicologia, para que ele possa ter a oportunidade de refletir sobre seus sentimentos, e aprender maneiras de comunicar suas intenções de maneira mais produtiva para ambos. Se houver possibilidade, pensando no melhor relacionamento do casal, incentive seu marido a buscar esse profissional. E, independente dele, você também pode iniciar um processo de psicoterapia. Isso pode ser muito benéfico para você, além de funcionar como um incentivo para que ele também possa fazê-lo. Além disso, você pode abordar questões importantes para ambos durante seu acompanhamento, o que pode, sem dúvida, beneficiar os dois.

Espero ter te ajudado, e desejo que fique bem.

Um abraço!

Clóvis Neto - Psicólogo Clínico CRP 17/1518

Clóvis Neto Psicólogo em Natal

974 respostas

2159 pontuações positivas

Fazer terapia online

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

Psicólogos especializados em Terapia de casal

Ver mais psicólogos especializados em Terapia de casal

Outras perguntas sobre Terapia de casal

Explique seu caso aos nossos psicólogos

Publique a sua pergunta de forma anônima e receba orientação psicológica em 48h.

50 Você precisa escrever mais 20450 caracteres

Sua pergunta e as respectivas respostas serão publicadas no site. Este serviço é gratuito e não substitui uma sessão de terapia.

Enviaremos a sua pergunta a especialistas no tema, que se oferecerão para acompanhar o seu caso pessoalmente.

A sessão de terapia não é grátis e o preço estará sujeito às tarifas do profissional.

A sessão de terapia não é grátis e o preço estará sujeito às tarifas do profissional.

Coloque um apelido para manter o seu anonimato

Sua pergunta está sendo revisada

Te avisaremos por e-mail quando for publicada

Esta pergunta já existe

Por favor, use o buscador para conferir as respostas

Psicólogos 21900

Psicólogos

perguntas 20450

perguntas

respostas 70050

respostas