Acesso consultório Cadastre grátis seu consultório

Relacionamento de casais: Resolução de conflitos

<strong>Artigo revisado</strong> pelo

Artigo revisado pelo Comitê de MundoPsicologos

Relacionar-se é uma arte. Uma relação de casal é uma construção, não nasce pronta, para que se possa viver de modo mais satisfatório a relação amorosa é bom saber lidar com os conflitos.

2 NOV 2019 · Leitura: min.
Relacionamento de casais: Resolução de conflitos

Uma relação de casal é uma construção, não nasce pronta. Para que essa relação vá se formando, crescendo e se aperfeiçoando é necessário um longo caminho. Nesse caminho para a construção de uma relação madura, sadia e prazerosa, os conflitos são inevitáveis.

Engana-se quem pensa que uma relação saudável está livre de conflitos, pois, o que faz uma relação ser saudável não é ausência de conflitos, mas sim a forma de se lidar com eles. Uma boa relação terá certamente mais momentos de paz do que momentos conflituosos, mas divergir muitas vezes é inevitável.

Como lidar com as divergências de maneira construtiva? Uma forma que pode ajudar é distanciar-se da raiva e da situação de modo que as atitudes não sejam tomadas pela raiva. Melhor se acalmar para só então discutir as divergências.

Importante se faz não trazer para a discussão conteúdos que não dizem respeito ao tema em questão, acrescentar fatos do passado que nenhuma relação tem com o que se está discutindo usando isso como arma não ajudará em nada.

O ideal é resolver um problema por vez e no devido tempo para que não se acumulem assuntos mal resolvidos, pois mesmo pequenos, quando somados transforman-se em gigantes.

Importante lembrar que ao conversar, o casal, deve se olhar nos olhos, estando no mesmo nível, tendo em mente que ninguém é superior à ninguém. Também se faz necessário lembrar que gritar ou mesmo agredir com palavras ou ações só afasta a possibilidade de entendimento.

Uma boa dica para que a conversa seja mais produtiva é deixar para se falarem quando os dois estiverm bem fisicamente, ou seja, livres do sono, cansaço, fome, pois essas condições podem influenciar negativamente o modo de se expressar as ideias. Conversar estando sob a influência de bebida alcoólica é algo que não deve ser feito, pois as consequências certamente serão desastrosas.

Outro ponto a ser considerado na conversa para solucionar o conflito é não ficar comparando ou relativizando, o famoso "eu fiz isso, mas você...".

É importante se colocar no lugar do outro e suportar o fato de que ninguém é perfeito, não colocar para baixo e muito menos humilhar a pessoa.

O ideal é ter sempre em mente que o objetivo da discussão é resolver o conflito e não provar que está com a razão. Mesmo discordando deve-se lembrar que são um casal em busca de compreensão mútua e não inimigos se degladiando.

É fato que conflitos fazem parte da vida de um casal, mas em uma relação a dois nem sempre tudo precisa terminar em briga. Se conhecer e conhecer o outro é muito importante para saber se está com a "Pessoa certa", pois, nem tudo é passível de mudança, por isso é sempre bom saber se o que está causando o conflito é algo solucionável ou algo que faz parte da personalidade do outro e que não se cogita a possibilidade de alteração.

Embora não se deva deixar acumular pequenos problemas para que juntos não se transformem em um "Problemão", vale lembrar que nem tudo que se diverge em uma relação deve ser motivo pra discutir a relação, é preciso discernimento para escolher discutir somente o que realmente vale a pena ser discutido.

Para uma relação relativamente saudável é necessário manter o diálogo sempre, fazer programas a dois, evitar a rotina desgastante, dedicar mais tempo para o casal e bem menos tempo às redes sociais, ter vida social e cultivar boas amizades.

O que resolve conflitos são as boas surpresas, o diálogo sempre aberto, a possibilidade de "Ser você mesmo e aceitar o outro como ele é", sem julgamentos.

Saber quando procurar ajuda profissional é fundamental, o ideal é que não se deixe acumular muitos desencontros e ressentimentos, pois eles corroem a relação e diminuem a consideração e afeto entre o casal.

A psicoterapia de casal propicia um espaço de comunicação, cria condições favoráveis para que o casal possa se ver mais claramente, permite avaliar a qualidade da relação que estão vivendo e assim, atua para que se possa considerar a continuação ou não na relação, mas de modo saudável e satisfatório.

Escrito por

Luciano Rocha

Ver perfil
Deixe seu comentário

Últimos artigos sobre Casais