MundoPsicologos.com
No Google Play Na App Store

5 estratégias para diminuir a ansiedade

Não é nada fácil driblar a tensão do dia a dia, lidar com as preocupações sem que a ansiedade tome conta. Quer saber como combatê-la? Veja nossas dicas.

1 Fev 2016 Atualidades sobre psicologia - Leitura: min.

psicólogos

A maioria das pessoas vive uma rotina de intensa pressão. Alcançar as metas estabelecidas, cumprir com as expectativas dos demais, destacar-se em alguma atividade, receber o reconhecimento que é merecido… A pressão não é imposta somente pela família, amigos ou companheiros de trabalho; também há muita cobrança pessoal.

Tantos objetivos e obrigações geram preocupação. E com ela vem a ansiedade, que não deixa de ser um sentimento positivo, quando em pequenas doses, mas que pode desequilibrar a sua vida se você não colocar os devidos limites.

Você pode estar pensando que falar é fácil, porém preparamos algumas dicas para lhe ajudar a controlar os níveis de ansiedade e viver uma vida mais harmoniosa. Confira!

1) Aceite que a vida é incerta

Tentar controlar tudo o que vai acontecer é impossível para qualquer pessoa. Quem não sabe lidar com a incerteza, acaba alimentando a ansiedade até que essa se converte em algo crônico.

Você precisa aceitar que há dúvidas na vida, que há imprevistos, que nem tudo está sob o seu controle. Faça um exercício prático com perguntas e respostas, para racionalizar o processo de incerteza. Tente perguntas como:

  • é possível prever tudo de ruim que passa em nossa vida?
  • é possível saber o que passará, exatamente, em cada situação?
  • somos capazes de controlar as reações dos demais?
  • quais as vantagens em controlar "tudo" na vida?
  • o que se perde ao tentar controlar "tudo" na vida?

Escreva as respostas, guarde-as com você. Releia, reveja e complete-as sempre que necessário.

2) Aprenda a relaxar

Você não pode estar preocupado o tempo todo. A melhor forma de relaxar é dedicar parte do seu dia para se preocupar e, também, reservar um momento para se tranquilizar.

Isso significa aprender a adiar suas preocupações. Crie uma lista de preocupações e vá apontando aí todas as situações incômodas que surgirem ao longo do dia. No momento e tempo estabelecido que você determinou para se preocupar, poderá rever as situações, refletir e chegar a conclusões. Isso sim, nunca supere o tempo reservado para as preocupações, para evitar ser dominado pela ansiedade.

Criando o hábito de ter um momento de relaxamento, você ajuda a evitar as reações físicas da ansiedade, tais como taquicardia, tensão muscular e respiração alterada. Recorra às técnicas de meditação, controle respiratório e, inclusive, massagens.

3) Lute contra os pensamentos negativos

A melhor forma de lutar contra o negativismo e os pensamentos catastróficos é aprender a dimensionar a gravidade real das situações. Pergunte-se constantemente se a interpretação que está fazendo dos fatos é a melhor ou se existe uma análise alternativa.

E não tenha vergonha de pedir a opinião de outra pessoa, para ir sentindo se você tem tendência a superestimar/subestimar seu papel nas distintas situações. Desta forma, será mais fácil corrigir sua postura e substituir os pensamentos negativos.

4) Pratique exercícios físicos

Trata-se de um dos grandes aliados no controle da ansiedade. A prática de exercícios físicos aumenta a produção de serotonina, substância que proporciona a sensação de prazer no cérebro.

Você pode escolher a modalidade que mais tem a ver com você, já que qualquer atividade é positiva: caminhar, correr, nadar, fazer academia… Porém, é importante ter constância na atividade, ao menos três vezes por semana.

E mais: aproveite o momento da prática do esporte para também fazer uma meditação ativa, pensando em todos os pontos que você precisa melhorar para superar a ansiedade.

5) A alimentação a seu favor

Há dois pontos fundamentais para quem quer tirar todo o proveito da alimentação na hora de combater a ansiedade:

  • fazer uma alimentação rica em triptofano, tendo cuidado com as calorias, para não provocar um aumento indesejado do peso. Algumas opções são banana, aveia, castanha de caju, couve-flor, grão de bico, batata, abacate e chocolate.
  • utilizar os chás de ervas como tranquilizantes naturais. Camomila, melissa, passiflora e valeriana são as plantas mais conhecidas e que comprovadamente atuam como sedativos suaves.

Foto: por Javier Prazak (Flickr)

4 Curtir

Deixe seu comentário

INFORMAÇÃO BÁSICA SOBRE PROTEÇÃO DE DADOS
Responsável: Verticales Intercom, S.L.
Finalidades:
a) Envio de solicitação ao cliente anunciante.
b) Atividades de publicidade e prospecção comercial, por diferentes meios e canais de comunicação, de produtos e serviços próprios.
c) Atividades de publicidade e prospecção comercial, por diferentes meios e canais de comunicação, de produtos e serviços de terceiros de diferentes setores de atividade, podendo implicar repasse dos dados pessoais a esses terceiros.
d) Segmentação e elaboração de perfis para fins publicitários e para prospecção comercial.
e) Gestão dos serviços e aplicativos oferecidos pelo Site ao Usuário.
Legitimação: Consentimento do interessado.
Destinatários: Está previsto o repasse dos dados aos clientes anunciantes para atender suas solicitações de informação sobre os serviços anunciados.
Direitos: Tem o direito a acessar, retificar e eliminar os dados ou se opor ao tratamento dos mesmos ou a alguma das finalidades, bem como outros direitos, como se explica na informação adicional.
Informação adicional: É possível consultar a informação adicional e detalhada sobre Proteção de Dados em br.mundopsicologos.com/proteccion_datos

Comentários (2)

Você não pode deixar de ler...