Dificuldades Em Ambito Social

Feita por >Alessandro · 13 jul 2022 Autoestima

Olá! Tudo bem?
Eu sou uma pessoa que vivo com medo de levar broncas de qualquer pessoa por qualquer motivo. Se chega alguém em casa, uma visita, eu permaneço no quarto porquê eu tenho receio de ir cumprimentar, de imaginar que as pessoas vão estar olhando para mim, que podem falar algo de mim e eu caso faça isso, eu me sinto incomodado porque quero sair logo do local mas não quero parecer deselegante. O que será que pode ser isso?

Resposta enviada

Em breve, comprovaremos a sua resposta para publicá-la posteriormente

Algo falhou

Por favor, tente outra vez mais tarde.

A melhor resposta 11 AGO 2022

Olá Alessandro,
que bom que chegou até aqui!
Seu questionamento realmente é bem importante e pode ser o início de uma investigação que pode te trazer muito mais funcionalidade e qualidade de vida em seus enfrentamentos. O convívio social requer de nós muitas habilidades e recursos internos. E por vezes, ao longo de nossas histórias de vida, vamos criando gatilhos inconscientes, mecanismos de ações e reações diante algo "conhecido", através de nossas experiências. Então sinta-se confirmado, isso tudo o que sente é muito real e entendido. A pergunta é: isso está funcionando, está saudável para você hoje? O problema de tudo isso é que as vezes continuamos agindo de modo automático, ainda com reações e ideias obtidas lá na infância, no passado, em momentos em que ainda não tínhamos o amadurecimento mental e emocional que temos hoje ou que podemos ainda aprimorar e desenvolver.
Já pensou em fazer terapia? O processo de autoconhecimento pode te ajudar muito nesse processo! Terapia com psicóloga é para além de distúrbios mentais, precisamos transcender isso! Psicoterapia é desenvolvimento pessoal, amadurecimento, ampliar de consciência, é fortalecimento de autoestima!

Espero ter te ajudado!
Conte comigo..
Psicóloga Chris
(atendimento online)

Psicóloga Christiane Teixeira dos Santos Psicólogo em São Carlos

77 respostas

69 pontuações positivas

Fazer terapia online

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

10 AGO 2022

Olá Alessandro, primeiramente é importante que você se permita ficar no quarto, deixar de cumprimentar quem você não quer, deixar de se colocar sob o olhar do outro caso isso te incomode... você não deve ser obrigado a fazer algo que não gosta, e não tem problema algum parecer 'deselegante'. De qualquer forma, isto aponta pro fato de que você não gosta de ser olhado, provavelmente porque não gosta do que você mesmo vê em você, neste momento. É importante tentar elaborar essa questão: se você acha que os outros estão te olhando de uma forma que te incomoda, é porque você mesmo se olha de uma forma incômoda. Que tantos julgamentos sobre si mesmo você carrega? Estou à disposição para te acompanhar numa psicoterapia, caso você queira elaborar estas questões. Abraço

Oliver Schmidt Silva Psicólogo em Curitiba

100 respostas

128 pontuações positivas

Fazer terapia online

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

19 JUL 2022

Oi Alessandro.
O que te faz pensar que as demais pessoas merecem estar neste mundo mais do que você? Que merecem se locomover, amar, viver, crescer, buscar seu lugar, seus sonhos, acertar, errar... mais do que você? O que tem de diferente deles para achar que não merece e que tem que se esconder no quarto? São questões a se pensar. Você é responsável pela sua vida, e a Vida quer se manifestar através de você, e ela deve entender que você merece. Te proponho pensarmos juntos. Forte abraço!

Alessandra Luiza Junta Psicóloga Psicólogo em Americana

21 respostas

6 pontuações positivas

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

19 JUL 2022

Olá Alessandro!
Você precisa dialogar, entender seus medos, revisitar suas crenças e acolher a sua criança interior.
Tudo isso é a forma como você se vê.
Buscar um acompanhamento psicológico vai ajudar a entender esses medos e fortalecer a sua autoimagem e autoconfiança!

Camila Yume Bertoluzzi Psicóloga Psicólogo em São Paulo

14 respostas

6 pontuações positivas

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

15 JUL 2022

Olá, Alessandro
Somente pelas informações que descreveu pode ser que tenha alguma questão de baixa autoestima, de não se achar suficiente para os demais. Pode também significar apenas que você é uma pessoa introvertida e tímida, que prefere estar com você mesmo. Contudo, em ambos os casos esse comportamento pode acarretar dificuldades no futuro, pois vivemos em uma sociedade e é importante aprendermos a nos relacionar com os demais de forma saudável, sabendo que somos pessoas únicas e que sempre temos algo a oferecer, sem medo de julgamentos. Sugiro que você faça terapia para poder melhor compreender esses seus sentimentos. Fico à disposição.
Maíra Priscinotti Sahão
Psicóloga - CRP 08/35528

Maíra Priscinotti Sahão Psicólogo em Londrina

152 respostas

170 pontuações positivas

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

15 JUL 2022

Ola Boa noite, meu nome é Bianca , sou psicologa e será um prazer lhe auxiliar nesse caminhar ...
Analisando seu caso , me parece muito que você pode ter sido muito reprimida ou repreendida quando mais nova e sendo assim criou uma crença com um medo de que isso ocorra novamente em situações parecidas , porém só tendo mais detalhes que conseguiria te auxiliar mais ... Sera um prazer lhe ajudar

Bianca Panvequi Liberati Psicóloga Psicólogo em São Paulo

5 respostas

2 pontuações positivas

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

14 JUL 2022

Sua história pode ser complexo de inferioridade que é definido como aquele sentimento de não estar à altura dos padrões sociais. Está diretamente relacionado a uma dúvida constante e incerteza sobre si mesmo, além de falta de autoestima.
É um comportamento desenvolvido por pessoas com baixa autoestima, que passaram por situações ruins. Ele surge do sentimento de extrema desvalorização do ser.
A pessoa pode começar a cultivá-lo ainda quando criança ou adolescente, se apegando a ocasiões em que foi criticada, rejeitada, sofreu bullying ou se sentiu pressionada para agir de determinada maneira. Assim, desenvolve uma opinião negativa (e também irreal) sobre si mesma.
Uma ferramenta que pode ser espetacular nesse sentido é a psicoterapia. Um psicólogo pode ajudar, e muito, a olhar para dentro de si, trabalhar os medos, se desafiar e avançar em busca de uma versão melhor. É apenas com o enfrentamento, no seu ritmo e na maneira que você fique mais confortável, que você conseguirá modificar comportamentos e pensamentos. Além disso, com um pouco de reflexão, conseguirá perceber que a realidade não é tão ruim e que você é muito mais capaz do que pensou.

Branca Marques Thome Psicólogo em Manaus

189 respostas

6222 pontuações positivas

Fazer terapia online

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

14 JUL 2022

Olá, Alessandro
Imagino que seja bem difícil viver sem querer ser visto, não é? A parte ruim de "ser invisível" (além de uma imagem ruim de si mesmo) é que não é possível construir relações mais profundas, uma vez que sempre ha uma parte de mim que fica escondida, que fica atrás das câmeras, entende?
Para que essas relações sejam mais sólidas, é preciso ir descamando alguma proteções e permitir que as pessoas nos toquem também. Estamos no mundo e o afetados da mesma forma que somos afetados.
Recomendo que considere um processo de terapia, assim talvez será possível explorar essas questões, encontrando uma saída do que é válido para ti.
Boa sorte no teu caminho
Fico a disposição

Eloisa Goronci Psicóloga Psicólogo em Vila Velha

754 respostas

768 pontuações positivas

Fazer terapia online

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

14 JUL 2022

Olá Alessandro.
Você pergunta o que pode ser isso. Para que tenha consciência do que está acontecendo é necessário que tenha maior conhecimento de si mesmo, além de fazer uma investigação detalhada dos seus pensamentos entendê-los melhor, isto é possível nos atendimentos psicológicos.
Jane Assunção.

Jane Assunção Psicólogo em São Paulo

1139 respostas

1577 pontuações positivas

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

14 JUL 2022

Olá Alessandro! Obrigado por escrever. Situações assemelhadas com a tua são bastante comuns. Todo desconhecido vira objeto de observação, de curiosidade. Então, se você evita, as pessoas, para elas, quando te verem, quererão saber coisas. Isso envolve, em termos básicas, por parte delas, saber quem para ver como lidar; é algo esperado. Como você teme ser observado ou questionado, vê isso muito maior e mais ameaçador do que realmente é. Após a persistência em alguns exercícios de fazer participante e conhecido você se sentirá mais confortável, desenvolverá formas de lidar com as situações de novidade.
Os primeiros passos são os mais difíceis, mas compensam muito, ser dados. Ouse interagir. Se precisar, fale do seu nervosismo com honestidade. Isso ajuda a elaborar e será compreendido pela maioria das pessoas.
Caso precisa ajuda para dar os primeiros passos, conte com a assessoria científica de um psicólogo.
Abraços virtuais (A covid e a dengue são reais. A maior parte dos políticos é falsa, a grande maioria dos ditos, "líderes religiosos" querem é dinheiro, são atores, falsos, comerciantes da fé, opositores do conhecimento - preste atenção. Há até alguns falsos cientistas. Diante disso, sigamos recomendações de instituições como: Anvisa, TVs Educativas, Universidades Públicas, Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência, Organização Mundial da Saúde!)
Vacine-se! Vacine as crianças! Retome as máscaras, evite aglomerações e elimine os criadouros de mosquitos.

Ary Donizete Machado - psicólogo clínico e orientador ocupacional

Ary Donizete Machado Psicólogo em Limeira

5834 respostas

4903 pontuações positivas

Fazer terapia online

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

14 JUL 2022

Bom dia!
Na maioria das vezes, esses comportamentos tem origem em traumas. Procure uma terapia que possa te ajudar trabalhando seus traumas. A abordagem EMDR tem essa função, além de trabalhar outras questões ou conflitos quaisquer.
Boa sorte! Seu caso tem tratamento!!!

Roberly Freitas Vaz Psicólogo Psicólogo em Goiânia

30 respostas

15 pontuações positivas

Fazer terapia online

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

14 JUL 2022

Precisa ser investigado melhor, mas algumas hipóteses: questões de autoestima, insegurança, medo de exposição, timidez…
no processo de psicoterapia poderia desbravar e consequentemente descobrir melhor isso

Joana Anjos Bastos Psicólogo em Salvador

6 respostas

3 pontuações positivas

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

Psicólogos especializados em Autoestima

Ver mais psicólogos especializados em Autoestima

Outras perguntas sobre Autoestima

Explique seu caso aos nossos psicólogos

Publique a sua pergunta de forma anônima e receba orientação psicológica em 48h.

50 Você precisa escrever mais 20150 caracteres

Sua pergunta e as respectivas respostas serão publicadas no site. Este serviço é gratuito e não substitui uma sessão de terapia.

Enviaremos a sua pergunta a especialistas no tema, que se oferecerão para acompanhar o seu caso pessoalmente.

A sessão de terapia não é grátis e o preço estará sujeito às tarifas do profissional.

A sessão de terapia não é grátis e o preço estará sujeito às tarifas do profissional.

Coloque um apelido para manter o seu anonimato

Sua pergunta está sendo revisada

Te avisaremos por e-mail quando for publicada

Esta pergunta já existe

Por favor, use o buscador para conferir as respostas

Psicólogos 13250

Psicólogos

perguntas 20150

perguntas

respostas 54050

respostas