Acesso consultório Cadastre grátis seu consultório

Bullying e suicídio

Feita por >Depressiva em 15 nov 2019 Bullying

Estou sofrendo com bullying na escola, tentei suicídio por conta disso. A diretora da escola conversou cmg e me disse que eu saísse da escola agora iria reprovar de ano, não sei oq fazer não aguento mais isso, não vejo outra solução. E não aguento ficar na escola, não estou conseguindo comer e eu só choro quando penso em voltar para escola só choro

Resposta enviada

Em breve, comprovaremos a sua resposta para publicá-la posteriormente

Algo falhou

Por favor, tente outra vez mais tarde.

A melhor resposta

Olá, espero que esteja melhor.

Eu sei como tem sido difícil para você ter que se submeter a essas condições. Podemos pensar em algumas coisas juntos, por exemplo: qual o motivo do bullying? é algo que te envergonha realmente ou te incomoda pelo o que os outros dizem? É algo que você consegue mudar? É algo que você quer mudar?

Faço essas indagações por que as vezes o motivo que gera o bullying não seja um problema para você, e imagino que o que esteja te causando sofrimento seja a critica dos outros e no meio desses ataques se sentir sozinha e e sem ajuda.

Primeiro você pode tentar conversar com outras pessoas, para pedir ajuda e desabafar.

Segundo, o ano letivo está acabando, então talvez exista a possibilidade de trocar de escola ao que vem, o que significa que você ficara menos de um mês na escola atual.

Terceiro, entender quais os motivos do bullying. Quais deles te incomodam e você quer mudar? quais deles não te incomodam e você quer aprender a aceitar em você mesma?

Talvez seja uma tarefa pesada para fazer sozinha, se precisar de ajuda procure alguém em quem você possa confiar, um professor, um amigo, seus pais ou talvez um psicólogo.

Um grande abraço e espero, de verdade, que você fique bem!

Guilherme Fernandes Psicólogo em Uberlândia

20 respostas

10 pontuações positivas

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

Depressiva...
Não vai jogar fora um ano escolar por causa dos outros...
Tenha a coragem e reaja, responda com altivez... assuma teu Bullying sem arredar o pé. Por ex: se te chamam de gorda, responda: "Sou gorda sim, e é com esta gordura que eu vou vencer, voces terão que me engolir". Mas responda com raiva e se for necessário, reaja.
Cada um tem um corpo diferente, de um tipo que precisava para enfrentar os conflitos com os outros.
Este Bullying, a tua maior fraqueza hoje, vai se transformar na tua maior força. Pode acreditar.
Só que precisa reagir agora e não deixar que os outros te pisem em cima.
Nada de ficar deprimida, erga a cabeça e parta para o ataque.
Se puder te ajudar, conte comigo.

Geime Rozanski Psicólogo em Brasília

577 respostas

260 pontuações positivas

Fazer terapia online

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

Bom dia
Sua diretora resolveu o problema dela.
Pena que ela arrumou mais um problema pra vc.
Ela como diretora deve interferir junto à classe para resolver a sua dificuldade.
Bullying é desumano!
Você tem direito a essa vaga.
Vá à secretaria de Educação.
Busque seus direitos.
E vá pra terapia também.
Boa sorte

Sandra Colaiori Psicologia Psicólogo em São Paulo

105 respostas

6771 pontuações positivas

Fazer terapia online

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

Sua saúde sempre será mais importante acima de qualquer coisa.
Primeiro cuide-se, você provavelmente é jovem e terá tempo para recuperar o ano letivo, converse com seus pais sobre sua dor e procure um aparo psicológico você é importante demais não deixe suas emoções tomarem conta de você, tu és forte e vais conseguir passar por tudo isto. Estou torcendo por ti daqui.

Juliana Navarro Psicóloga Psicólogo em Fortaleza

1 resposta

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

Antes de qualquer coisa, recomendo que respeite seu sofrimento e valorize sua vida acima de qualquer outro assunto. Você pode recuperar o ano. Participar de palestras sobre as temáticas que agora te angustiam pode ajudar a encontrar forças enfrentar as dificuldades e sentido para continuar seguindo. Compartilhar coisas sobre você com muitas pessoas ou com pessoas pouco confiáveis pode levar você ao descontrole no gerenciamento de assuntos particulares de sua própria vida. O processo psicoterápico pode ajudar bastante na transformação da condição ruim em a pessoa se encontra. Busque ajuda de quem pode realmente dar tal suporte. Desejo que essa tempestade passe logo.

Ozanan M. Sobrinho Psicólogo em Teresina

18 respostas

7 pontuações positivas

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

Olá! Imagino o quanto está sendo difícil este momento, estudar nestas condições não deve ser fácil. A questão que me vêm é se a diretora sabe desta situação e seus pais. Caso não saibam do que você estão fazendo com você e como você está com isso diria que este seria o primeiro passo. Ajuda de um psicólogo também seria importante para que você consiga apoio e reestruturação. Busque estar com pessoas que você gosta e que gostem de você, está rede de apoio é essencial.

Carol Cruz Psicóloga Psicólogo em Campinas

7 respostas

2 pontuações positivas

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

Olá. O bullying, ainda que tratado em alguns espaços sociais, ainda esta presente em muitas escolas e provoca uma série de transtornos e efeitos em quem o sofre diretamente. Em geral, muitos atores precisam estar envolvidos para combatê-lo e a escola precisa estar muito atenta, para que possa promover diálogo entre alunos, pais e professores frequentemente. Sofrer, sem conseguir pensar em alternativas para sanar um determinado mal estar, pode gerar uma série de pensamentos negativos, e, a melhor saída é sempre procurar ajuda de amigos e/ou um familiar com quem possa dividir o que está acontecendo. Pensar em suicídio, revela, que há um sujeito em intenso sofrimento e que, não tem visto uma luz no fim
do túnel, portanto, falar é sempre a melhor alternativa. Procurar um profissional, é extremamente importante, para que possa levar e dividir o que esta sentindo. A escola e os responsáveis, precisam estar cientes da gravidade do momento e medidas podem ser aplicadas de modo que seu ano letivo não seja prejudicado. Mas, o diálogo é fundamental para que algo possa ser feito de modo preventivo. Além disso, o seu caso, pode ser o mesmo de outros colegas e é preciso alertar a escola sobre a questão para que medidas sejam tomadas e discutidas entre todos.

Fernanda Barbosa dos Santos Psicóloga Psicólogo em Rio de Janeiro

7 respostas

4 pontuações positivas

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

Boa noite.
O que está acontecendo?
Quais motivos do bullyng?
Ja conversou com a direção da escola e sua família?
Tente conversar com alguém e desabafar sobre isso.
Se estiver difícil va a um psicólogo ou psiquiatra e não fique sozinho.

Psicóloga Simone Alípio Psicólogo em Belo Horizonte

2 respostas

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

Psicólogos especializados em Bullying

Ver mais psicólogos especializados em Bullying

Outras perguntas sobre Bullying

Explique seu caso aos nossos psicólogos

Publique a sua pergunta de forma anônima e receba orientação psicológica em 48h.

50 Você precisa escrever mais 7200 caracteres

Sua pergunta e as respectivas respostas serão publicadas no site. Este serviço é gratuito e não substitui uma sessão de terapia.

Enviaremos a sua pergunta a especialistas no tema, que se oferecerão para acompanhar o seu caso pessoalmente.

A sessão de terapia não é grátis e o preço estará sujeito às tarifas do profissional.

A sessão de terapia não é grátis e o preço estará sujeito às tarifas do profissional.

Coloque um apelido para manter o seu anonimato

Sua pergunta está sendo revisada

Te avisaremos por e-mail quando for publicada

Esta pergunta já existe

Por favor, use o buscador para conferir as respostas

Psicólogos 10500

Psicólogos

perguntas 7200

perguntas

respostas 28850

respostas