MundoPsicologos.com
MundoPsicologos.com
No Google Play Na App Store

É verdade que a pessoa pode não voltar da hipnose?

Artigo revisado pelo Comitê de MundoPsicologos

As técnicas de hipnose servem para influenciar o comportamento indiretamente, alterando as motivações, expectativas e interpretações do paciente.

23 Mai 2016 · Leitura: min.

Nunca houve na história relato de alguém que não tenha voltado de um estado hipnótico, por uma simples razão: ela não vai a nenhum lugar que já não tenha ido – o seu próprio subconsciente.

A hipnose nada mais é do que um mergulho no inconsciente, um processo de autoconhecimento. Para entender melhor, vamos fazer uma pequena distinção entre transe, relaxamento e hipnose.

O relaxamento é uma baixa atividade psíquica. O transe é um estado altamente focalizado de atenção, uma alta atividade psíquica, atenção direcionada, intensificada e pura. Já a hipnose, é a ocorrência dos diferentes fenômenos do pensamento, que ocorrem em intensidades diferentes, dependendo da comunicação empreendida pelo hipnoterapeuta (psicólogo, médico ou dentista) e pelo próprio paciente.

Durante o dia-a-dia estamos com nossa atenção dissipada, pensando em muitas coisas ao mesmo tempo. Como no transe o paciente fica focalizado em apenas uma coisa em especial, consegue visualizar aquilo que normalmente não perceberia o que lhe propicia possibilidades de escolha que o levarão à mudança.

A princípio, qualquer pessoa pode ser hipnotizada, porém, com algumas, encontramos maiores dificuldades ou, até mesmo, a impossibilidade, que ocorre, por exemplo, no caso de pessoas embriagadas, as quais têm dificuldade de focalizar sua atenção, assim como pacientes com deficiência mental ou portadores de patologias mais severas como a psicose. A contraindicação da hipnose tem maior relação com o hipnoterapeuta escolhido do que com o próprio paciente. Isto porque, se o profissional não realizar um bom trabalho, não possuir uma boa formação, poderá não ter controle sobre algumas situações.

Como na hipnose o efeito da comunicação é muito mais intenso, é extremamente importante estar ciente do que se vai comunicar, e os impactos que isso poderá causar no paciente. A rapidez dos resultados se dá basicamente pela forma de comunicação que é feita, e da disponibilidade do paciente em aceitar tais sugestões.

Na hipnose, o paciente tem a possibilidade de chegar a estados profundos de percepção e mudança, que em vigília, apenas numa conversa não chegaria. A hipnose é um processo que envolve um hipnotizador e uma pessoa disposta a ser hipnotizada. O estado hipnótico é geralmente caracterizado por concentração intensa, relaxamento extremo e alta sugestionabilidade.

Os clientes que procuram a hipnose são pessoas que buscam o autoconhecimento, melhorar suas relações intra e interpessoal, bem como sua autoestima e autoconfiança, superar um vício, uma fobia, etc. Alguns psicólogos utilizam para descobrir verdades ocultas da consciência normal, acessando a mente inconsciente, onde essas verdades supostamente residiriam.

Em geral, os procedimentos hipnóticos servem para influenciar o comportamento indiretamente, alterando as motivações, expectativas e interpretações do paciente.

Escrito por

Rangel Lima

Deixe seu comentário