Acesso consultório Cadastre grátis seu consultório

Como atingir o autoconhecimento?

<strong>Artigo revisado</strong> pelo

Artigo revisado pelo Comitê de MundoPsicologos

Através do autoconhecimento, podemos dar espaço para a nossas qualidades atuarem mais intensamente, facilitando nossa vida, nosso aprendizado e diminuindo nossos problemas.

25 FEV 2019 · Leitura: min.
Como atingir o autoconhecimento?

Através do autoconhecimento, podemos tratar traumas e transtornos, solucionar nossos problemas e dar espaço para a nossas qualidades atuarem com maior intensidade, facilitando nossa vida e aprendizado. Dessa forma, a lucidez e a consciência ampliada facilitam o tratamento das emoções negativas, como tristeza, medo, rejeição, abandono, orgulho, depressão, angustia.

Como acessar o autoconhecimento?

Revendo nossas crenças, trabalhando a autoestima, a dependência, o apego. Elaborando traumas que tivemos no passado para ter uma nova visão sobre nós mesmos e sobre o caminho que queremos seguir. O autoconhecimento nos ajuda a reconhecer as causas de determinadas situações que nos incomodam e rever alguns conceitos e reações, principalmente, aquela em que insistimos sempre culpar o outro quando, na verdade, este outro só está nos mostrando a forma com que tratamos a nós mesmos.

Sua voz interior é o melhor guia para você atingir metas, se livrar das armadilhas que muitas vezes coloca em seu próprio caminho. E, para ouvi-la, entre em contato com a natureza, com sua voz interior, com seu seu sexto sentido, sua intuição, sua sabedoria individual interna. O nome não importa. O mais importante é que esse momento em que escutamos nossa voz interior nos ajude a expandir nossa consciência e buscar caminhos para sermos melhores. 

shutterstock-373236727.jpg

E, assim como podemos ver os benefícios desse contato com nosso eu, o contrário também ocorre quando nos afastamos dele. Se estamos diante de um problema e não conseguimos manter a calma, nossa reação mais habitual é contrair nossos músculos e alojar todas as nossas emoções negativas em cada parte do nosso corpo. Em casos assim, é comum termos dores nas costas, no pescoço, nos braços e nenhum exame médico detectar o problema. Na verdade, o problema encontra-se em nosso estado emocional, no psicológico que, ao contrário do físico, não é visível, palpável. 

Por outro lado, se focamos nas emoções positivas, teremos mais disposição, mais energia, sorriremos mais e isso também gera reações em nosso corpo e fica visível não só para nós como para as pessoas que nos cercam. Portanto se vivemos preocupados, tensos, ligados ao nosso passado, nossa voz interna fica bloqueada e não se manifesta. Mesmo que ela esteja sempre ali. É como se tivessemos água em abundância, mas só pudessemos tomá-la no ano que vem. Até lá, teríamos que ficar com sede, não poderíamos tomar banho, lavar nossas roupas, limpar nossa casa.... Será que conseguríamos sobreviver um ano assim? 

A ajuda que recebemos através da nossa sensibilidade é maravilhosa porque ela está sempre trabalhando a nosso favor. E quanto mais nos conhecemos, mais sabemos detectar estes sinais. Se aprendemos a usar esse poder que está dentro de nós, tornaremos nossa vida de agora muito mais prazeroza, ou seja, nossa energia estará mais positiva, teremos a autoestima mais elevada, nos valorizaremos mais e seremos mais honestos conoscos mesmos. 

Por Adriana Ribeiro, inscrita no Conselho Regional de Psicologia de Santa Catarina. CRP 12/11863  

Fotos: MundoPsicologos.com 

Escrito por

Psicóloga Adriana Ribeiro da Silva

Ver perfil
Deixe seu comentário

últimos artigos sobre desenvolvimento pessoal