Acesso consultório Cadastre grátis seu consultório

Aprenda a aumentar a sua autoestima

<strong>Artigo revisado</strong> pelo

Artigo revisado pelo Comitê de MundoPsicologos

Se você acredita que ter uma baixa autoestima tampouco é algo demasiado problemático, precisa rever seus conceitos. Confira todos os problemas que ela pode acarretar e aprenda a trabalhá-la.

6 JUL 2018 · Leitura: min.
Aprenda a aumentar a sua autoestima

Muitas pessoas não dão o devido valor à autoestima, ignorando que se trata de uma questão fundamental para o bem-estar emocional. A baixa autoestima pode trazer uma série de implicações negativas para a rotina da pessoa, desencadeando quadros de ansiedade, problemas de relacionamento, sensação de inadequação e até depressão.

Segundo especialistas, quando se fala em autoestima, o caminho mais eficaz para seguir é iniciando o processo de autoconhecimento, que permitirá a aquisição do equilíbrio entre reconhecer fraquezas e dificuldades, possibilitando desenvolvimento e aperfeiçoamento, e valorização das suas qualidades, o que possibilitará bem estar e segurança para tomada de decisões.

Sabia que a maioria das pessoas com baixa autoestima não são capazes de identificar por que se sentem desta forma? Para verificar como anda a sua autoestima, responda as perguntas do teste aqui e confira o resultado:

0-14 pontos: Baixa autoestima

Você ainda não tem sua autoestima bem desenvolvida. Pode ser que você ainda não consiga reconhecer seus aspectos positivos desvalorizando sua aparência física, sucesso pessoal, as conquistas profissionais ou sobre seus relacionamentos. É importante que continue trabalhando os pontos centrais da autoestima para que possa se sentir mais segura/o e com mais autoconfiança. Neste artigo compartilhamos alguns conselhos de como melhorar sua autoestima. E se você sente que precisa de ajuda profissional, pode encontrá-la aqui:

15-25 pontos: Sua autoestima vai bem

Você conseguiu encontrar um equilíbrio entre diferentes aspectos da sua vida e aprendeu a viver respeitando seus próprios valores. É uma pessoa bastante confiante, o que faz com que sua autoestima esteja em níveis satisfatórios. A maior parte do tempo você se aceita como é, sabe controlar suas emoções e enfrentar dificuldades ou conflitos. No entanto, lembre-se que a autoestima pode diminuir quando os comportamentos começam a perder coerência. Para evitar que isso ocorra, não perca os conselhos que compartilhamos neste artigo.

26-30 pontos: Autoestima elevada

Seu nível de autoestima é alto. Você se permite viver intensamente, se atreve a novos desafios e não deixa que a opinião dos demais tenha um impacto negativo na sua autoconfiança. Você conhece seus limites, mas não tem medo do fracasso. Seu desafio é ter sensibilidade para que a autoestima não ultrapasse limites se aproximando de um nível em que você não reconheça fraquezas e dificuldades que requerem desenvolvimento. É importante manter a coerência, respeitar a individualidade dos demais ou você poderá se ver imersa/o em um cenário tão negativo quanto o provocado pela baixa autoestima.

5 atitudes para aumentar a autoestima

Se você sabe que tem um problema de autoestima baixa e deseja mudar este quadro, comece por colocar em prática alguns dos comportamentos que listamos abaixo:

shutterstock-146202530.jpg

1) Diferencie pensamentos e realidade

Não é possível mudar algo se não reconhecemos a necessidade de fazê-lo. Por isso, esteja atento a todos os pensamentos negativos que você insiste em perpetuar e simplesmente comece a questionar sua veracidade. Quando se está mais consciente do que acontece ao seu redor, fica mais fácil entender quepensamentos não estão necessariamente ligados a realidade e fatos práticos);não refletem necessariamente a realidade. (excluiria essa ultima frase e incluiria: vale também entender quais padrões você tem utilizado para referência do que busca ou não ser, avaliando a possibilidade real de desenvolvimento e aumento a chance de diminuir o fluxo de pensamentos negativos a seu respeito.

2) Mude a perspectiva de sua história

Conscientemente ou não, todos criamos narrativas que moldam as percepções que temos de nós mesmos e sobre as quais estabelecemos as bases da nossa autoestima. Para ser capaz de mudar a sua história, o primeiro passo é entender de onde vem essas percepções, quais são os pensamentos negativos repetidos de forma automática e começar a construir um novo caminho começando por questionamentos como: qual é a percepção que desejo ter de mim? Faça esse exercício de análise todos os dias e use afirmações positivas, pois ajudarão você a avançar.

3) Não caia na armadilha da comparação

É necessário exercitar a autoaceitação e deixar de se comparar com os demais. Não é porque uma pessoa parece viver uma vida mais feliz que a sua, seja porque isso é o que ela explica ou porque é o que você acredita ver nas redes sociais, sem que isso seja realmente verdadeiro. Esse tipo de comparação somente serve para gerar ansiedade, tristeza e stress. De uma coisa você pode ter certeza: todos temos problemas, e quase nunca estamos satisfeitos com o que temos.

4) Não guarde rancor

Sabe aquela frase: quem pratica o perdão está ajudando a si próprio? É a mais pura verdade. Quando você decide deixar a mágoa sair do seu pensamento, perdoando os "culpados" ou simplesmente entendo que essas coisas passam, você está rompendo um campo de negativismo, uma espiral que pode chegar a ser paralisante. Trata-se de um lastre que você precisa deixar atrás.

5) Trata-se com respeito, sempre!

Independente de suas potencialidades, de todos os pontos que necessita otimizar para ser a pessoa que almeja, você merece ser feliz. Parece uma obviedade, mas o respeito e o carinho com os que deseja ser tratado devem partir de você. Respeite-se, aprenda a querer-se em todo momento e essa onda de otimismo chegará a contaminar os demais.

Fotos: MundoPsicologos

psicólogos
Linkedin
Escrito por

MundoPsicologos.com

Deixe seu comentário
5 Comentários
  • Midi Sousa

    Preciso perdoa pra ser feliz ainda estou precisando pra realmente seguir minha vida

  • Taciana Pereira

    Amei as dicas,me senti bem mais confiante e segura de si! Acredito estar no caminho certo

  • Enilda Menezes de.Lima

    Obrigada pelas dicas. Foram valiosas. Vou buscar por em prática

  • Paula cristina

    Gostei muito destes ensinamentos

  • DalluReal

    A tem me ensinado muito sobre o assunto,aprendi e quero continuar aprendendo,temos que confiar em nós mesmos e valorizar também os demais,pois cada individuo é único,HUMILDADE SEMPRE,muita LUZ a todos e tudo de BOM.

últimos artigos sobre autoestima