Acesso consultório Cadastre grátis seu consultório

Sou casado e obcecado por sexo. Como me tratar?

Feita por >Cesar em 4 Abr 2016 Psicologia clínica

Sou casado há 10 anos e tenho uma obsessão por sexo. Amo minha esposa e, se dependesse de mim, faria sexo todo dia. E percebi que isso está atrapalhando meu casamento. Tenho um filho de dois anos e, depois do nascimento dele, ela perdeu a vontade de fazer sexo com a mesma frequência que antes. Já pensei em trair por sentir falta. Mas acho que não tenho coragem, pois eu sei do meu amor por ela. Me ajudem. Não quero perder minha esposa e nem acabar com meu casamento. O que faço nessa situação.

Resposta enviada

Em breve, comprovaremos a sua resposta para publicá-la posteriormente

Algo falhou

Por favor, tente outra vez mais tarde.

A melhor resposta

Boa tarde, Luis. O diálogo na relação é sempre muito indicado para dissolver qualquer dificuldade. Você pode experimentar abrir suas questões pra ela para que, juntos, vocês possam encontrar um equilíbrio e buscar caminhos para resolver este incômodo. Ouvir como ela se sente também é bom para que você possa a compreender melhor e ter mais paciência.

De qualquer forma, se esta é uma situação que te angustia e você está com dificuldade em saber como lidar com isso, procure uma psicoterapia para lhe ajudar a compreender essa necessidade que você diz ser exacerbada e poder trabalhar emocionalmente essas questões para, assim, lidar melhor com essa situação. Tanto para você se sentir melhor quanto para você poder contribuir positivamente para os ajustes na relação de maneira a melhorar essa questão para os dois.
Boa sorte! :)

Luisa Restelli Psicólogo em Rio de Janeiro

1 resposta

32 pontuações positivas

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

Existem grupos terapêuticos com esse tema, pode ajudar muito, porque funciona como um vício também, mas pode estar servindo para você como uma defesa para não entrar em contato com seus sentimentos. Reflita sobre isso.

José Carlos Bastos Psicólogo em Rio das Ostras

132 respostas

11306 pontuações positivas

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

Oi Luis. Boa noite. Entendo seu desconforto frente à situação gerada pela necessidade desenfreada por sexo. Inicialmente, não poderíamos nos valer de dizer que isso seja um problema, pois seria necessário verificar o que acontece com você quando fica sem sexo e por quais motivos você pensa que sua esposa não esteja realizando o ato sexual como antes do nascimento do filho como você mesmo diz. É necessário que você procure pela ajuda de um psicólogo para que juntos possam refletir sobre o que está acontecendo. Também seria interessante que sua esposa procurasse por outro psicólogo para que também pudesse levar suas questões à ele.
Espero ter ajudado.
Estou à disposição.
Att,
Psicólogo Christian Gabalde.

Psicólogo Christian Gabalde Psicólogo em Ribeirão Preto

22 respostas

7517 pontuações positivas

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

Olá Luis, tudo bem? vamos por partes então. Um casamento de 10 anos requer certos cuidados para não cair na mesmice da repetição sexual (rever conduta sexual, gostos individuais, rituais, habitos que continuam os mesmos, pode incluir inclusive habitos sociais e os propriamente ditos sexuais: posições, variações, experimentações e fantasias). Isso que você chama de obsessão por sexo pode ser considerado fetiche, desejo, ânsia, que no geral geram desconforto quando não atendida a necessidade-vontade sexual (sentir vontade de transar todo dia não é doença). Com o nascimento do filho, eis que surge um obstáculo para o sexo (demanda, atenção para a criança, perda de libido da esposa entre outros fatores). Importa vocês dois avaliarem as vantagens e beneficios do sexo diário em proporção ao que a rotina diária permite (vocês tem tempo para ficarem sozinhos? manterem a intimidade? ela ainda sente tesao por você? você por ela?, avaliem juntos). Pense num diálogo que se inicia tendo como motivador a reflexão sobre a primeira década de união afetiva sexual. Me chamo Marcos, sou psicólogo e terapeuta sexual. fico a disposição. Att

Marcos Santos Psicólogo em Blumenau

25 respostas

944 pontuações positivas

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

Boa noite Luis,
tudo que é em excesso mostra um desequilíbrio, por trás desse desequilíbrio existe uma causa. É preciso descobrir a causa do seu problema para resolvê-lo. Minha indicação é que você procure um psicólogo que tenha formação em hipnose clínica para descobrir e tratar as causas da sua compulsão.

Edgard Tetsuo Utiama Psicólogo em São José dos Campos

99 respostas

2527 pontuações positivas

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

Olá Luis

Vc está sendo refém da sua obsessão e isso precisa ser trabalhado por um profissional, só assim vc entenderá o que está acontecendo e poderá ser orientado com o intuito de resolver essa questão.

Dínerson Fiuza Psicólogo em São Paulo

254 respostas

14420 pontuações positivas

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

Olá Luís, entendi a sua dificuldade e o que você está sentindo. Você já tentou ter uma conversa clara e objetiva com a sua esposa? Pontuar para ela a importância do sexo na sua vida? Realmente depois do nascimento de um filho existe uma certa mudança na dinâmica da família, e vocês começam a assumir um novo papel que é o de pai e mãe. E muitas mulheres têm dificuldades nas questões sexuais depois que são mães. Claro que isso não é legal, são papéis diferentes, e realmente o sexo é importante no relacionamento...
Como você relatou que faria sexo todos os dias, pensei se você tem algum componente compulsivo relacionado ao sexo, pois se tiver seria interessante você buscar ajuda de um psicólogo e dependendo até de um psiquiatra, mas como você disse também que não existe a traição apesar do desejo, percebo em você um controle.
Em um relacionamento o diálogo é muito importante, a comunicação tem que existir para que um consiga compreender as necessidades do outro.
Att.,

Alessandra D. Ricci Manganaro Psicólogo em Ribeirão Preto

40 respostas

3571 pontuações positivas

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

Ola Luis toda obsessão que temos no fundo ela tem um fundo emocional procure uma terapia para entender o que pode ser esta falta em que você está compensando no sexo.
Abraços

Psicóloga Natalia Martins Psicólogo em São Paulo

246 respostas

5116 pontuações positivas

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

ola luis!!!! saudaçoes!!!!!! busque uma terapia para te ajudar nesta situaçao,ok? inicialmente procure ajuda para vc...depois ela naturalmente tb vai se cuidar...meu nome é sandra elena carosio-psicologa-sexologa-hipnologa

Sandra Elena Carosio Psicólogo em São José do Rio Preto

480 respostas

21551 pontuações positivas

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

Bem completando a respostas dos colegas....
Pq será q depois q o bebê nasceu tudo mudou...pq muda mesmo...mas uma sugestão troque, dívida o lugar com ela para sentir o mesmo que ela em relação ao trabalho que uma criança dá... Assim vcs dois juntos talvez criem um tempo mais organizado p vida do casal.

Clínica de Bem Estar Psicólogo em Guarulhos

210 respostas

13964 pontuações positivas

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

Olá Luís: Você está insatisfeito com seu casamento, mas ao mesmo tempo ama sua esposa. Um diálogo franco com sua esposa a faria repensar o casamento de vocês. Percebo que você quer salvar seu casamento, converse com sua esposa e sugira uma terapia de casal para vocês. Um profissional de saúde ajudaria na relação de vocês. Você sofre em silêncio e isto gera mágoas. Falar dos seus sentimentos com sua esposa pode ser um caminho para esta crise no casamento.

Gizeuda Motta Machado Psicólogo em Nova Iguaçu

50 respostas

3789 pontuações positivas

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

Psicólogos especializados em Psicologia clínica

Ver mais psicólogos especializados em Psicologia clínica

Outras perguntas sobre Psicologia clínica

Explique seu caso aos nossos psicólogos

Publique a sua pergunta de forma anônima e receba orientação psicológica em 48h.

50 Você precisa escrever mais 6250 caracteres

Sua pergunta e as respectivas respostas serão publicadas no site. Este serviço é gratuito e não substitui uma sessão de terapia.

Enviaremos a sua pergunta a especialistas no tema, que se oferecerão para acompanhar o seu caso pessoalmente.

A sessão de terapia não é grátis e o preço estará sujeito às tarifas do profissional.

A sessão de terapia não é grátis e o preço estará sujeito às tarifas do profissional.

Coloque um apelido para manter o seu anonimato

Sua pergunta está sendo revisada

Te avisaremos por e-mail quando for publicada

Esta pergunta já existe

Por favor, use o buscador para conferir as respostas

Psicólogos 10150

Psicólogos

perguntas 6250

perguntas

respostas 27700

respostas