MundoPsicologos.com
MundoPsicologos.com
No Google Play Na App Store

Qual é o meu problema? É um caso normal? Vou melhorar?

Feita por >Lucas>. 30 Jun 2018 2 respostas  · Psicologia clínica

Meu problema começou com a pornografia quando tinha mais ou menos uns 12 anos, não era uma coisa séria no começo, o tipo de
pornografia era homossexual, pois não sentia desejo em ver pornografia heterossexual, foi mais ou menos nessa idade que
descobri que era gay, até hoje nos meus 19 anos não contei pra ninguém da minha família por minha religião ser contra o assunto,
a pornografia começou a ser um hábito pra mim, necessitava ver todo o dia, me masturbava mais ou menos umas 3 ou 4 vezes por dia,
tinha sonhos eróticos e já me masturbava de manhã, comecei a ler contos eróticos, quadrinhos e fanfics envolvendo o assunto, sentia
(envolvendo heterossexualismo também) gostava mais de ver coisas envolvendo violencia (como tapa na cara, submissão, e estupro, sentia até
vontade de ser violentado sexualmente e apanhar de um homem,lia contos e fanfics envolvendo incesto e pedofilia também (tanto homossexual como heterossexual) eu sinto nojo e ódio de mim
só de lembar agora, mas isso me dava prazer,cheguei até ver assuntos envolvendo zoofilia, eu era curioso sobre os assuntos,
não tinha vontade ir na igreja, cheguei até me masturbar dentro do banheiro na igreja pensando nas pessoas que habitavam ela,
a minha mente era/é extremamente suja, resolvi parar de ver por um tempo, mas era difícil, tudo que eu assistia e tinha um
homem sem camisa ou bonito sentia vontade de se violentado por ele, etão voltei a ver pornografia de novo, até que tive problemas
com videos envolvendo pornografia extremamente nojentos e bizarros que atormentaram minha mente, eles ficam na minha mente e eu não consigo evitar de não lembrar, e um deles
atormente minha mente até hoje, eu tento esquecer mas eu sinto vontade de ver de novo, é tipo uma curiosidade que eu preciso ver ele pra lembrar de todos os detalhes mesmo
eu não querendo ver ele por ser extremamente nojento(por que quero lembrar de algo que na verdade quero esquecer),esse vídeo e a pornografia ficam em minha mente, eu não consigo esquecer, não consigo ler por minha mente estar cheia,
as vezes ela está vazia também, não consigo mais ter aquela imaginação que eu tinha antes, é como se minha mente estivesse boqueada e só coisas ruins aparecem nela, já tive tembém pensamentos religiosos envolvendo pornografia também,
não gosto nem de dizer pois me sinto realmente muito ruim, tenho crises de choro, sinto vontade de chorar todo dia por medo desses meus pensamentos e minha curiosidade ficarem na minha cabeça pra sempre.
Tenho problemas com toc também, esse meu problema começou acho que quando tinha 17 anos, começou com os problemas normais como verificar a porta varias vezes pra ver se ela estava fechada, ou verificava varias vezes se eu tinha dado duas voltas,
ver ser o gás realmente estava desligado eu necessitava descer as escadas e subir ela varias vezes pra ver por sentir medo de dormir e enalar gás ou com medo da casa explodir, problemas com a geladeira também pra verificar se realmente estava fechada
com medo de gastar luz, a pia do banheiro também colocava a mão embaixo dela pra ver se ela não esta vazando e contava até 10, mas meus problemas com toc e pornografia começarama piorar quando comecei a usar celular, instalava e exluia app por achar que baixei errado
ou se estavam com algum problema, resetei meu celular varias vezes por dia por achar que tinha feito algo errado com ele, e teve um dia que sentia necessidade de resetar de novo mas não podia pois era domingo, e achava que não podia fazer isso pois era um dia santo,
e tive uma crise de choro e roer as unhas pois queria resetar ele logo e queria que chegasse a senguda-feira logo, quando visitava algum site envolvendo algo perturbador(até o vídeo bizarro envolvendo pornografia que disse logo acima) sentia a necessidade de ver ele varias vezes
por medo de se se não ver ele algo de ruim ia acontecer com minha família, cheguei até a quebrar meu celular pois não aguentava mais esses problemas que eu tinha, mas não adiantava pois eu sentia vontade de fazer de novo, como se tivesse uma voz na minha cabeça mandando eu fazer,
por esses meus problemas, evitei de utilizar redes-sociais, exclui até elas,estou evitando até usar internet, mas o problema não adianta pois sinto vontade de ver os vídeos pertubadores de novo, sinto vontade de ver cada detalhe do vídeo mesmo eu querendo esquecer eles e querendo que eles saiam da minha cabeça.
Não tenho ânimo pra nada, não consigo ler mais por os pensamentos não saírem da minha cabeça, não tenho vontade de fazer as coisas que eu gosto, eu só tenho vontade de dormir, pois só assim consigo evitar esses pensamentos, pois consigo sonharcom coisas boas.
Eu não aguento mais, eu não me sinto bem, só tenho vontade de chorar, não tenho amigos e me sinto sozinho mesmo com a minha família ao meu lado, eu só queria ser EU de novo, pois me sinto diferente.
O que será que tenho? o meu problema é sério? já ocorreu casos assim? Só queria saber o que tenho e se vou melhorar com o tempo e se vou esquecer esses pensamentos que estão me matando, estou me sentindo péssimo, tenho muita dor de cabeça, estou surtando, vou me encontrar com um psicólogo mas estou com medo de não melhorar

A melhor resposta

Olá, Lucas.
Te agradeço de início por compartilhar questões que são tão importantes para você aqui conosco do Mundo Psicólogos.
Você já ter agendado um momento com um psicólogo já é um grande passo na direção de viver com tranquilidade e leveza! Você tem minha admiração por isso.
Sobre todo o contexto que você relatou, percebo algumas questões: a homossexualidade que não é vivida relacionalmente, você sente que não pode assumir quem realmente é para as pessoas próximas; a questão da religiosidade, que faz com que você sinta, talvez, um pouco de culpa por querer ser quem é; a pornografia e a masturbação, que vejo como o contato mais próximo que você tem com sua sexualidade; e o TOC, que pode ter vários outros significados na sua vida e na sua história.
O segundo passo agora é acolher quem você é, todo o caminho que percorreu até aqui e se ver com carinho.
Espero de coração que você consiga trilhar um caminho, daqui para frente, com mais tranquilidade, menos culpa e mais aceitação. Abraços!

A resposta foi útil a você?

Sim Não

Obrigado pela sua avaliação!

Lucas, consigo imaginar sua angústia através de suas palavras. Você tem se machucado num ciclo de sofrimento que parece inevitável, porque se você não faz, também sofre. Faça o acompanhamento psicológico, é um processo intenso e pode demorar, mas sim é possível você melhorar. Não será o tempo que vai curar e fazer você esquecer, porém, conforme você compreender melhor porque faz o que faz, você pode dar um novo significado a isso tudo e o que você viveu não terá o mesmo peso. Tente fazer meditação mindfulness para acalmar esses pensamentos (busque vídeos e apps), é uma estratégia que pode ajudar.

A resposta foi útil a você?

Sim Não

Obrigado pela sua avaliação!

3 JUL 2018

Logo Psicóloga Thatiana Fraga Psicóloga Thatiana Fraga

87 respostas

167 pontuações positivas

Perguntas similares

Ver todas as perguntas
Incontinência urinária após sair de casa para ir trabalhar é normal?

11 respostas, última resposta em 21 Novembro 2017

Ter dor de barriga ao sair de casa é normal?

5 respostas, última resposta em 04 Julho 2018

Minha filha de quase 10 anos roubou mil reais na casa da melhor amiga

2 respostas, última resposta em 12 Março 2018

É normal se sentir atraído pela psicóloga?

2 respostas, última resposta em 24 Maio 2019

Sempre que vou ter relação, me corto antes pra sentir dor

2 respostas, última resposta em 24 Janeiro 2018

Sou muito supersticioso, gosto de destruição. Tenho problema mental?

3 respostas, última resposta em 26 Novembro 2018

Vou acabar com minha familia?

2 respostas, última resposta em 20 Maio 2019

Queria ser uma pessoa melhor

3 respostas, última resposta em 22 Agosto 2017

É normal ter esse tipo de instabilidade emocional na adolescência?

1 resposta, última resposta em 18 Dezembro 2018