Acesso consultório Cadastre grátis seu consultório

Meu filho pode ter um grau leve de autismo?

Feita por >Márcio · 10 mai 2016 Autismo

Ele tem 14 anos, é extremamente inteligente, mas tem uma enorme dificuldade em se socializar. Recentemente notamos falha em seu cabelo, que o próprio admitiu que arranca com frequência. Cético sobre religião e responde a perguntas de forma mecânica. Alguém conhece um especialista nesse assunto em São José dos Campos- SP? Obrigado

Resposta enviada

Em breve, comprovaremos a sua resposta para publicá-la posteriormente

Algo falhou

Por favor, tente outra vez mais tarde.

A melhor resposta 12 MAI 2016

Bom dia, Márcio.
Primeiro seria importante que você o levasse para uma avaliação, que pode ser feita por psicólogo que trabalhe com psicodiagnóstico ou um neuropsicólogo para ver a questão do Transtornos do Espectro Autista (TEA). Em relação a tricotilomania, que é o ato de arrancar fios de cabelo, necessita de intervenção de um psicólogo e de um psiquiatra, pois pode haver um quadro de ansiedade que se não for tratado adequadamente pode se intensificar. Espero ter ajudado. Boa sorte!

Gracilene Conceição Psicologia Familiar Psicólogo em Fortaleza

121 respostas

6701 pontuações positivas

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

13 MAI 2016

procure um hospital que tenha setor de psiquiatria infantil e psicologia, ok?

Sandra Elena Carosio Psicólogo em São José do Rio Preto

480 respostas

21587 pontuações positivas

Fazer terapia online

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

12 MAI 2016

Olá Marcio
seus questionamentos devem ser avaliados por um profissional da área, através de conhecimento adequado para tal. Apenas pelo seu relato, fica difícil se dizer algo.
Procure a Psicologa e Neuropsicóloga Bruna Terra em São José para que ela possa lhe ajudar.
Boa sorte

Camilla Monti Oliveira Psicólogo em Ribeirão Preto

7 respostas

1218 pontuações positivas

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

11 MAI 2016

Bom dia, Marcio.
Vocês tem algum profissional - pediatra, por exemplo - da confiança de vocês? Esse profissional pode indicar um psiquiatra para que seja feita uma avaliação inicial para os comportamentos que relatou.
Para o diagnóstico de Transtorno do Espectro Autista (TEA), os profissionais precisam conhecer bem as características desse transtorno, pois há vários graus. Tem um blog - "Lagarta Vira Pupa" - que é mantido por uma mãe de criança autista. Lá vocês podem encontrar vários textos escritos por ela, além de várias indicações de profissionais (neurologistas, psiquiatras, psicólogos, fonoaudiólogos...) de vários estados e cidades do Brasil. Essas indicações são feitas pelas próprias mães que passaram ou tratam com os respectivos profissionais. Dê uma olhada, pode ter algum aí na sua cidade ou nas proximidades.
Espero ter ajudado e me coloco a disposição.
Abraço.

Renata Leal Quaglio Psicólogo em Vinhedo

49 respostas

1508 pontuações positivas

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

11 MAI 2016

Olá Marcio!! É necessário que o leve para realizar uma avaliação. O hábito de arrancar cabelo é chamado de Tricotilomania e é um indício de ansiedade.
Pode não ser um caso de autismo, no entanto, o autismo existe em vários níveis: leve,moderado, grave, etc... será preciso analisar várias questões com um profissional: a história de vida dele e questões familiares, se ele faz ou não comunicação visual, como é a sua comunicação verbal, os seus relacionamentos sociais, se apresenta comportamentos esteriotipados ou repetitivos, como se sente diante de um contato físico...enfim uma variedade de questões que precisam ser avaliadas e caso se confirme o diagnóstico, seja tratados por uma equipe multidisciplinar. Você deve procurar inicialmente um psicólogo ou/e psiquiatra ou/e neurologista para avaliação.

Psicoaaprender Psicólogo em Contagem

4 respostas

237 pontuações positivas

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

11 MAI 2016

Olá...infelizmente ai não conheço ninguém. Deve procurar se certificar com diagnóstico, se pode ou não só vai saber fazendo uma rigorosa avaliação, tem outras patologias que restringem a vida social, uma delas é hebefrenia, mas de qualquer forma dê atenção merecida ao caso.

Clínica de Bem Estar Psicólogo em Guarulhos

210 respostas

13987 pontuações positivas

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

11 MAI 2016

Olá! Esse hábito de tirar o cabelo chama-se Tricotilomania e é um tipo de TOC. Algumas vezes esse hábito começa antes ou depois da puberdade, geralmente entre 12 ou 13 anos e os jovens encontram (em alguns casos) alívio ao puxarem os fios, podendo ser alívio de uma ansiedade ou outra dificuldade. Sugiro manter a calma e procurar ajuda sim de um psicólogo e psiquiatra, para que se investigue se ele faz isso para buscar alívio por conta de ser extremamente quieto. Nesse momento não adianta esperar que ele aceite buscar ajuda, sendo assim oriente informando a real necessidade de se resolver as angústias que ele tem. Espero ter ajudado!

Gláucia Maia Psicólogo em Americana

6 respostas

449 pontuações positivas

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

11 MAI 2016

Pode ser que não seja autismo, pode ser algum transtorno social que precisa ser avaliado. Além disso, o arrancar o cabelo mostra presença de ansiedade. Uma avaliação psicológica é necessária para um parecer mais preciso.

Rosana Teshima Psicólogo em São José dos Campos

4 respostas

4 pontuações positivas

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

Psicólogos especializados em Autismo

Ver mais psicólogos especializados em Autismo

Outras perguntas sobre Autismo

Explique seu caso aos nossos psicólogos

Publique a sua pergunta de forma anônima e receba orientação psicológica em 48h.

50 Você precisa escrever mais 8650 caracteres

Sua pergunta e as respectivas respostas serão publicadas no site. Este serviço é gratuito e não substitui uma sessão de terapia.

Enviaremos a sua pergunta a especialistas no tema, que se oferecerão para acompanhar o seu caso pessoalmente.

A sessão de terapia não é grátis e o preço estará sujeito às tarifas do profissional.

A sessão de terapia não é grátis e o preço estará sujeito às tarifas do profissional.

Coloque um apelido para manter o seu anonimato

Sua pergunta está sendo revisada

Te avisaremos por e-mail quando for publicada

Esta pergunta já existe

Por favor, use o buscador para conferir as respostas

Psicólogos 10750

Psicólogos

perguntas 8650

perguntas

respostas 30050

respostas