MundoPsicologos.com
No Google Play Na App Store

Você sabe o que é assédio moral?

Um quadro de assédio moral é caracterizado por situações constrangedoras, que se repentem periodicamente. Veja como surge este problema e entenda como enfrentá-lo.

29 Abr 2016 Trabalho - Leitura: min.

psicólogos

Momentos constrangedores no trabalho? Sente que constantemente é alvo de situações embaraçosas, até mesmo humilhantes? Pois fique atento, você pode está sendo vítima de assédio moral.

Neste artigo explicamos como se configura esse tipo de violência, quais os sinais mais comuns do assédio moral e como você deve reagir diante de um quadro assim.

Como surge o assédio moral?

Ao contrário do que muitos imaginam, não precisa vir do seu chefe. O assédio moral pode inclusive ser sustentado por mais de uma pessoa. O que sempre vai haver é uma exposição prolongada a situações vexatórias, que se repetem ao longo da sua rotina laboral, expondo você aos demais trabalhadores da empresa, com o claro objetivo de inferiorizar, ridicularizar, amedrontar e punir.

Este tipo de violência sempre desestabiliza emocionalmente a pessoa, e obviamente afeta seu desempenho no trabalho. Isso acaba alimentando o ciclo vicioso, já que a o abusador aproveita qualquer deslize para repetir e recriar as situações de assédio.

Ações diretas e indiretas

É preciso saber reconhecer que, nem sempre, o assédio moral assume formas diretas. Ações indiretas também podem qualificar este tipo de violência, desde que sejam repetidas e frentes.

As manifestações diretas mais comuns são os gritos, os insultos, as acusações em público e as humilhações. No caso de indiretas, podem ser a disseminação de boatos e fofocas, o estímulo a uma exclusão social e isolamento.

shutterstock-290823764.jpg

Mecanismo de pressão

Um dos motivos para que exista o assédio moral é exercer pressão sobre a pessoa, a fim de:

  • fazer com que ela renuncie a seu posto de trabalho e peça demissão;
  • fazer com que ela se sujeite às situações já mencionadas, de forma passiva, e aguente as más condições de trabalho.

Reconhecer-se vítima para superar

Não há qualquer fraqueza em uma vítima de assédio moral. Ao contrário, muitas vezes a pessoa é alvo justamente porque o agressor se sente ameaçado por ela.

Confirmado um quadro de assédio moral, é importante atuar para garantir seus direitos legais, mas também para cuidar da sua saúde psíquica e do seu equilíbrio emocional.

A psicoterapia pode ajudar a entender todo o processo, afastar qualquer ideia de culpabilidade e caminhar rumo à superação. Para isso, entre em contato com psicólogos especializados em assédio moral.

Fotos (ordem de aparição): por Found Animals e rishibando (Flickr)

4 Curtir

Deixe seu comentário

INFORMAÇÃO BÁSICA SOBRE PROTEÇÃO DE DADOS
Responsável: Verticales Intercom, S.L.
Finalidades:
a) Envio de solicitação ao cliente anunciante.
b) Atividades de publicidade e prospecção comercial, por diferentes meios e canais de comunicação, de produtos e serviços próprios.
c) Atividades de publicidade e prospecção comercial, por diferentes meios e canais de comunicação, de produtos e serviços de terceiros de diferentes setores de atividade, podendo implicar repasse dos dados pessoais a esses terceiros.
d) Segmentação e elaboração de perfis para fins publicitários e para prospecção comercial.
e) Gestão dos serviços e aplicativos oferecidos pelo Site ao Usuário.
Legitimação: Consentimento do interessado.
Destinatários: Está previsto o repasse dos dados aos clientes anunciantes para atender suas solicitações de informação sobre os serviços anunciados.
Direitos: Tem o direito a acessar, retificar e eliminar os dados ou se opor ao tratamento dos mesmos ou a alguma das finalidades, bem como outros direitos, como se explica na informação adicional.
Informação adicional: É possível consultar a informação adicional e detalhada sobre Proteção de Dados em br.mundopsicologos.com/proteccion_datos

Você não pode deixar de ler...