Você sabe o que é a psicomotricidade?

<strong>Artigo revisado</strong> pelo

Artigo revisado pelo Comitê de MundoPsicologos

A Psicomotricidade, hoje uma nova profissão que atua nas áreas de saúde e de educação

5 Set 2019 · Leitura: min.
Você sabe o que é a psicomotricidade?

A Psicomotricidade, hoje uma nova profissão que atua nas áreas de saúde e de educação, surgiu como forma de atendimento às crianças que apresentavam distúrbios de ordem neurológica como dislexia, hiperatividade, distúrbios de comportamento; quadros que se referem a dificuldades de adaptação e ou de aprendizagem.

A Psicomotricidade é, por suas características, um estudo psicológico sobre o desenvolvimento motor e psíquico da criança desde a fase intrauterina. Sua proposta básica se sustenta no conhecimento do corpo físico e do corpo psíquico. Ela pode ser utilizada como prevenção das dificuldades de desenvolvimento na infância ou como tratamento para todas as idades.

A psicomotricidade abrange os estudos relativos ao movimento corporal, a ação que este exerce ou que se deixa afetar interna e externamente, compreendendo o comportamento e a conduta, a gestualidade e a expressividade que são a representação de nossas emoções. A prática psicomotora, resultante da visão globalizada da pessoa e de seu objeto de estudo, o fenômeno psicomotor, caracteriza-se por ser uma forma de comunicação por meio do corpo, que se dá pela consciência de si, do objeto e do outro.

Estudos psicológicos demonstram a ação do meio sobre o desenvolvimento

Um bebê com poucos estímulos motores e psíquicos tende a ficar limitado no seu processo de amadurecimento. A saúde da criança está diretamente ligada às experiências que o meio oferece quanto ao domínio e conhecimento do corpo, o que ocorre quando ela brinca livremente.

Está ligada à vivência afetiva: a criança reflete o que recebe do meio, sendo que o prazer do brincar a coloca nessa experimentação, o que resulta no seu potencial cognitivo, capacidade de entender o mundo das coisas e das pessoas. O mesmo ocorre com o adulto. É preciso ter conhecimento e domínio do corpo, desenvolver a afetividade e por conseguinte a capacidade viva de aprender.

Os desequilíbrios orgânicos e/ou emocionais levam o ser humano, em todas as idades, à necessidade de ajuda. A Psicomotricidade apresenta práticas que atuam diretamente e de forma eficaz restituindo o equilíbrio mente/corpo nas dificuldades de aprendizagem, como nas dislexias, disgrafias, hiperatividade, autismo, alzheimer, síndromes psiconeurológicas, distúrbios de conduta, depressão, psicossomatizações.

Nos quadros apresentados, a Psicomotricidade irá atuar no corpo, mais especificamente na motricidade por meio de propostas, situações relacionais, que permitem uma melhor integração do indivíduo com o seu corpo e suas emoções pelo puro prazer de agir. Pode-se, portanto, perceber a psicomotricidade, como possibilidade de reconstrução da arquitetura humana, no seu mecanismo corporal e no seu mundo interno, sede dos sentimentos.

Trata-se, portanto, de uma prática que pode ser educativa com crianças que estão se iniciando na escolaridade, para que tenham um bom início. Com idosos, na prevenção a estados demenciais, às questões de equilíbrio, posturais e tônicas. Será terapêutica, quando voltada para estados onde dificuldades de ordem orgânica e emocional se apresentem, dificultando a relação da pessoa de um modo geral.

Atualmente, médicos e equipes multidisciplinares, indicam a psicomotricidade na infância por ser um tratamento que atua na criança, na família e na escola. Para adolescentes, por ser uma técnica que usa o movimento e só atua com a palavra ao final da sessão para dar sentido mais profundo às experiências vividas e sentidas. Com idosos, pela possibilidade de trazer de volta a criança adormecida.

O Espaço GerAção, oferece atendimento psicomotor educacional e clínico, cursos de formação em Psicomotricidade Heurística e supervisão.

Escrito por

Martha Lovisaro

Deixe seu comentário