Acesso consultório Cadastre grátis seu consultório

Tenho uma amiga que sofre com dependência emocional, como posso ajudá-la ?

Feita por >Tainara Lima · 18 set 2019 Dependência emocional

É muito triste vê-la sofrendo desse jeito e presa a um relacionamento abusivo como o que ela vive.

Resposta enviada

Em breve, comprovaremos a sua resposta para publicá-la posteriormente

Algo falhou

Por favor, tente outra vez mais tarde.

A melhor resposta 19 SET 2019

Sugira a ela procurar um profissional, com certeza ela se sentirá bem melhor com a ajuda de um psicoterapeuta
Att

Dínerson Fiuza Psicólogo em São Paulo

262 respostas

14460 pontuações positivas

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

22 SET 2019

Olá,
indique uma psicoterapia para que ela possa se dar conta dos seu próprios sentimentos, entrar em contato com seus desejos e suas habilidades emocionais, para que se conheça melhor e consiga separar o que é dela e o que é da outra pessoa. Espero ter ajudado! Qualquer coisa estou à disposição!

Maria Virgínia Campos Rocha Psicóloga Psicólogo em Rio de Janeiro

9 respostas

4 pontuações positivas

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

19 SET 2019

Tainara
Ajude sua amiga a ir em busca de ajuda profissional.
Relacionamentos abusivos causam baixa na auto estima e a pessoa acredita que precisa permanecer no relacionamento, por isso a dependência.
Além de psicoterapia existem grupos de mulheres que amam demais.
O que não dá é pra sair dessa sozinha.
Sandra Colaiori
CRP06/34949

Sandra Colaiori Psicologia Psicólogo em São Paulo

108 respostas

6780 pontuações positivas

Fazer terapia online

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

19 SET 2019

Oi Tainara Lima! Obrigado por participar. Você descreveu pouco da sua amiga. O exercício da observação, da repetição da observação da autonomia de outras, pessoas; com a
consequente prática de convivência, serão os motores da aquisição de musculatura e autonomia social. Um abraço: Ary Donizete Machado.

Ary Donizete Machado Psicólogo em Limeira

1352 respostas

663 pontuações positivas

Fazer terapia online

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

19 SET 2019

Ola! Que bom ver que está disposta a ajudar sua amiga. Quando as pessoas estao em relacionamentos abusivos, é muito comum que não consigam enxergar isto. Tente mostrar para ela aos poucos o quanto os comportamentos do companheiro dela estão trazendo prejuízos para a vida dela, para a auto-estima e trazendo sofrimento. Se ela compreender, sugira que busque um psicólogo e se ofereça para apoia-la, seja ajudando a encontrar o profissional e até mesmo acompanhando-a no dia da sessão. É muito importante que ela não se sinta sozinha.

Patricia Canal Psicóloga Psicólogo em Chapecó

1 resposta

1 pontuações positivas

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

19 SET 2019

Bom dia Tainara,
Sua amiga precisa de ajuda profissional , fale com ela para procurar um psicologo ele irá ajuda-la a trabalhar a autoestima e saber como sair dessa situação.

Maria da Conceição Vasconcelos Gioia Psicólogo em Rio de Janeiro

469 respostas

8173 pontuações positivas

Fazer terapia online

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

19 SET 2019

Olá! Os amigos são pessoas super importantes nas nossas vidas, mas, tem algumas coisas que mesmo querendo muito não é possível e me parece que é esse seu caso. Mas você pode ajudar sim, aconselhando a ela buscar por ajuda profissional de um psicanalista/psicólogo, para que ela possa compreender os motivos que a mantém nesse relacionamento. Espero ter ajudado!

Cleide Marchiotti Psicóloga - Psicanalista Psicólogo em Maringá

27 respostas

24 pontuações positivas

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

19 SET 2019

Bom dia!

Acabo e escrever o texto da semana para o Jornal e Jaguariúna e o tema desta emana é justamente Amor Patológico/DEPENDÊNCIA AFETIVA.

Em caso de relacionamento abusivo a urgência em mudar é ainda maior, necessário se faz buscar ajuda. Segue o texto. ESPERO PODE AJUDAR NA REFLEXÃO.

TEMA DA SEMANA: RELACIONAMENTO E CASAL (AMOR PATOLÓGICO/DEPENDÊNCIA FETIVA).

Quando se ama é natural querer o carinho, a atenção, a companhia da pessoa amada, isso é o que nos faz seres humanos. Porém, quando existe a necessidade do outro para que se possa SER FELIZ, para pensar e até para resolver os menores problemas do cotidiano; quando se pensa que é preciso essa outra pessoa para "EXISTIR", e se acredita que a pessoa amada DEVE resolver carências e tem a OBRIGAÇÃO de preencher o VAZIO INTERIOR, fica claro que não se trata mais de amor saudável e sim de AMOR PATOLÓGICO, DEPENDÊNCIA AFETIVA
A dependência afetiva é caracterizada pelo MEDO (medo de ser abandonado, medo de ficar só), um medo que parece não passar jamais. Nessas condições, infelizmente, na grande maioria das vezes, ao invés de procurar ajuda para essa dependência, a pessoa vive esperando que a outra pessoa supra todas as suas carências. Mesmo quando encontra alguém que faça por elas o possível e o impossível para lhes transmitir segurança, elas continuam inseguras e isso só gera FRUSTRAÇÃO, CONFLITOS, BRIGAS, COBRANÇAS INJUSTAS.
Uma relação amorosa não serve para tapar buracos. É uma ilusão acreditar que o vazio interior pode ser preenchido por alguma coisa que exista fora do ser humano.
Para conseguir sair dessa condição de tanto sofrimento que impossibilita uma vida plenamente feliz é importante primeiramente reconhecer que possui a dependência afetiva, esse é um bom começo, pois, assim a responsabilização do outro pela própria felicidade tende a desaparecer, e a responsabilidade passa a ser da própria pessoa que assume o "LEME" da própria VIDA.
Importante também é não ficar se criticando, se julgando por ter agido dessa forma, pois isso não irá ajudar em nada.
Aprendemos a amar com quem nos criou desde pequenos e a raiz da dependência afetiva certamente se encontra nas relações com as figuras parentais, reflexos da nossa infância. Diante disso, é fundamental conscientizar-se dessa realidade e passar a SE colocar como prioridade reconhecendo o VALOR PRÓPRIO, trabalhar a AUTO-ESTIMA. Ter em mente que possui limitações, mas que também possui suas conquistas. Criar METAS, traçar OBJETIVOS, aceitar as próprias decisões, descobrir o que se pode fazer pela própria FELICIDADE é um caminho para a solução.
A independência vem quando se consegue perceber e vivenciar o VALOR que se possui, sentir que a alegria e bem estar depende de si e de mais ninguém.

DEPENDÊNCIA AFETIVA NÃO É DEPENDÊNCIA DO OUTRO, É A FALTA DE UMA BOA RELAÇÃO AFETIVA CONSIGO MESMO.

Não se pode controlar o amor que a outra pessoa nos dá, mas podemos e devemos controlar o amor ou a falta dele que damos a nós mesmos, portanto a dependência afetiva acaba no momento em que se aprende a SE DAR aquilo que se procura nos outros. ESSA É A FÓRMULA.
Para se desligar da dependência há um caminho a ser trilhado, uma boa dica é não programar tarefas cotidianas dependendo do outro e também dedicar mais tempo para si.
Para que as mudanças não afetem negativamente a relação é imprescindível que todo processo de mudança seja permeado pela COMUNICAÇÃO, tudo deve ser conversado, esclarecido e sempre de modo ASSERTIVO, para que o relacionamento se fortaleça. "Amar é partilhar do amor que se possui, é poder dizer EU PRECISO DE VOCÊ PORQUE TE AMO E NÃO EU TE AMO PORQUE PRECISO DE VOCÊ ".

Luciano Rocha Psicólogo em Jaguariúna

1 resposta

1 pontuações positivas

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

19 SET 2019

Nós como amigos, oferecemos nossa escuta acompanhada de conselhos que são de nossa vivência, as vezes isso pode não ajudar a amiga, pois ela precisa entender o que a faz permanecer nessa relação, o que ela mantem com isso, qual ganho? Pois deve ter algum, se coloque no lugar dela, a ajude, a escute, a encaminhe a um profissional qualificado para que ela possa se reorganizar, entender e se fortalecer para escolher.
Peça ajuda, se é amor, não machuca.

Att
Fernanda Mello

Psicóloga Fernanda Mello Psicólogo em Manaus

6 respostas

1 pontuações positivas

Fazer terapia online

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

19 SET 2019

Ela só conseguirá sair realmente disso fazendo terapia. Você pode ajudá-la orientando a procurar um profissional e dando todo o apoio, ouvindo-a nos piores momentos, sem julgamentos, para que ela não se sinta sozinha e tenha forças e apoio emocional pra procurar um profissional.

Soraya Karyme Psicóloga Psicólogo em Rio das Ostras

1 resposta

1 pontuações positivas

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

Psicólogos especializados em Dependência emocional

Ver mais psicólogos especializados em Dependência emocional

Outras perguntas sobre Dependência emocional

Explique seu caso aos nossos psicólogos

Publique a sua pergunta de forma anônima e receba orientação psicológica em 48h.

50 Você precisa escrever mais 8750 caracteres

Sua pergunta e as respectivas respostas serão publicadas no site. Este serviço é gratuito e não substitui uma sessão de terapia.

Enviaremos a sua pergunta a especialistas no tema, que se oferecerão para acompanhar o seu caso pessoalmente.

A sessão de terapia não é grátis e o preço estará sujeito às tarifas do profissional.

A sessão de terapia não é grátis e o preço estará sujeito às tarifas do profissional.

Coloque um apelido para manter o seu anonimato

Sua pergunta está sendo revisada

Te avisaremos por e-mail quando for publicada

Esta pergunta já existe

Por favor, use o buscador para conferir as respostas

Psicólogos 10750

Psicólogos

perguntas 8750

perguntas

respostas 30250

respostas