Tenho receio de ser encaminhada a um psiquiatra e depender de remédios

Feita por >Vi em 8 Abr 2016 Depressão

Olá. Tenho 20 anos e faz bastante tempo que venho passando por problemas que sempre me levaram a um estado depressivo. Ultimamente, esse estado agravou-se a ponto de me tirar o desejo de viver e levar-me a pensamentos suicidas (algo que já tentei no passado). Penso em ir a um psicólogo, mas temo ser encaminhada a um psiquiatra e acabar tendo que aderir aos medicamentos. Eu vejo esses tipos de medicamento como algo "que indica que fui vencida pela situação", e também tenho medo da dependência que eles podem causar. Me deem sugestões de como devo proceder nesta situação alarmante, por favor. Grata.

Resposta enviada

Em breve, comprovaremos a sua resposta para publicá-la posteriormente

Algo falhou

Por favor, tente outra vez mais tarde.

A melhor resposta

Vi

Você está com preconceito e isso poderá custar sua vida. Os remédios em muitas situações são necessários e no seu caso você tem que contar o medicamento como um aliado. Se o medicamento for bem receitado, por um médico que tenha um bom conhecimento, a chance de você se viciar é mínima. Você precisa ser medicada, o seu caso é muito sério.

Dínerson Fiuza Psicólogo em São Paulo

249 respostas

14416 pontuações positivas

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

Quando os sintomas depressivos chegam a envolver os pensamentos em tirar a própria vida é importante que se busque ajuda profissional. Não precisa ter medo de procurar um psiquiatra, pois em geral as medicações não causam dependência como se fala por ai. As medicações são reavaliadas pelo médico periodicamente. É importante que busque um psicólogo para iniciar o tratamento e se ele julgar necessário a intervenção do psiquiatra ele tem capacitação para perceber esta necessidade.

Consultório Fernanda Guadagnin Psicólogo em Joinville

47 respostas

3282 pontuações positivas

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

Boa noite, Vi.
Seu relato é bastante comum: o medo dos medicamentos e da ida ao psiquiatra. Mas como alguns de meus colegas disseram, às vezes, a medicação ajuda no processo terapêutico. Existem duas alternativas, e ambas podem te ajudar: ou você procura primeiro um psiquiatra - que certamente lhe encaminhará para um psicologo, ou você procura um psicólogo - que no decorrer dos atendimentos, verificará se você necessita de tratamento medicamentoso também. Como disse, medicação, quando bem receitada pode ser uma aliada ao processo terapêutico. Procure um profissional de saúde para um acompanhamento. Espero ter ajudado.

Ticiana Araújo Carnaúba Psicólogo em Salvador

40 respostas

3937 pontuações positivas

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

Olá! Não se intimide... procure primeiramente ajuda psicoterapêutica através da terapia cognitivo comportamental, ela é excelente para tratar de transtornos mentais, o profissional que te atender irá te acompanhar nesse processo e se necessário te encaminhará ao psiquiatra se for necessário.

Bárbara Alves de Paiva Psicólogo em Araguari

46 respostas

777 pontuações positivas

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

Bom vou te dar uma notícia boa...VC pode melhorar, e agora uma ruim...sozinha VC não vai melhorar... Não pense vá fazer psicoterapia.

Clínica de Bem Estar Psicólogo em Guarulhos

210 respostas

13961 pontuações positivas

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

Olá!
Li o seu relato e percebi o medo que você está sentindo...
A depressão ela é uma doença e como toda a doença ela tem tratamento e tem cura! Não se assuste com os medicamentos.
Eu entendo a sua resistência do tratamento, o medo da dependência medicamentosa, mas posso te afirmar que hoje em dia os médicos psiquiatras tem muitos recursos.
Em primeiro lugar busque sim um psicólogo para te ajudar a elaborar melhor as suas questões emocionais, que são as causas que levam a uma Depressão
Converse com ele sobre os seus medos, medos dos medicamentos, suas ansiedades, pois se for necessário os medicamentos podem te ajudar muito.
O primeiro passo é buscar ajuda. O restante vai acontecendo.
Você tem apenas 20 anos e muita vida pela frente, melhore a qualidade desta vida!
Pense nisso.
Att.,

Alessandra D. Ricci Manganaro Psicólogo em Ribeirão Preto

40 respostas

3570 pontuações positivas

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

Oi Vi, sabe , talvez o sofrimento de sofrer sozinha seja bem maior do que a luta contra se tratar e "se sentir vencida". Acho que você deveria sim procurar um psicólogo/psicanalista, como já foi indicado, que te escutará e pensara junto contigo o que esta acontecendo, o que esta te machucando e fazendo sofrer tanto. Dou psicóloga e trabalho há muito tempo na saúde mental publica, junto com psiquiatras e vemos que, caso seja necessário o uso de medicação, saiba, antidepressivos não viciam. Os que podem viciar são os benzodiazipinicos, mas sendo bem acompanhada a medicação será dada por um período, tudo combinado contigo. A medicação ajuda a mexer na Química que esta alterada , mas com certeza se sentir escutada, acolhida, podendo falar de tudo que esta passando contigo te ajudara muito. Esta fase de vida que passas é cheia de impasses, escolhas, situações difíceis: não sofra sozinha , como você mesma disse isto só piora e te deixara mais imobilzada. Coragem, de o primeiro passo e veras que o caminho fica mais fácil, menos penoso.

Consultório Olga Facciolla Psicólogo em São Paulo

7 respostas

1144 pontuações positivas

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

Boa noite Vi. Eu posso imaginar o sofrimento em que possa estar nesse momento em que nos escreve e tenho certeza que o mais adequado a se fazer é procurar por um psicólogo para que possa receber a devida ajuda no sentido de conhecer melhor a si mesma e também realizar um trabalho de busca interno aos motivos que te levam a um estado depressivo. O psiquiatra é um médico que pode lhe auxiliar de vários modos dependendo de como anda o seu caso. Não pense que ele vai te dar qualquer remédio e de manter dopada como você aponta ter receio, mas antes de mais nada, ele está ali para te ouvir e juntos decidirem qual será o melhor caminho a se tomar e isso acontece do mesmo modo com o psicólogo, onde, juntos, irão refletir sobre as demandas que você leve até ele (a).
Espero ter ajudado de algum modo.
Att,
Psicólogo Christian Gabalde.

Psicólogo Christian Gabalde Psicólogo em Ribeirão Preto

22 respostas

7516 pontuações positivas

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

Mesmo que não tenhas um diagnóstico claro sobre o que tu tens, não hesite em procurar um profissional, pois tu relatas estar sofrendo. Sugiro que procures um psicólogo/psicanalista para que possa te ajudar. Estes profissionais não indicam remédios, dependendo da situação podem te encaminhar ao psiquiatra para que este sim te sugira remédio concomitantemente com uma psicoterapia, mas isso vai de você. Pois não temos como resolver nossos problemas com cápsulas, não é mesmo?!

Tamires Passos Decimo Psicólogo em Passo Fundo

114 respostas

9728 pontuações positivas

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

Olá Vi, boa noite! Você comenta sobre um estado depressivo, porém nunca passou por um psicólogo ou psiquiatra para obter um diagnóstico, correto? Penso que este deve ser o primeiro passo a ser dado.
Sendo depressão, esta é um distúrbio afetivo que acompanha a humanidade ao longo de sua história. Há presença de tristeza, pessimismo, baixa autoestima, que aparecem com frequência e podem combinar-se entre si. É imprescindível o acompanhamento médico e psicológico, tanto para o diagnóstico quanto para o tratamento adequado.
Devemos considerar também o remédio, que tanto teme, como um facilitador do tratamento, pois sendo uma doença há alterações químicas no cérebro que precisam ser cuidadas. Penso também que você enxerga a doença e a mantém por algum motivo e não procurar ajuda é um meio de se sabotar na sua melhora.
Espero ter ajudado, estou a disposição.

Clínica de Psicologia Márcio Ferreira Psicólogo em Ribeirão Preto

32 respostas

6116 pontuações positivas

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

Ola vi, compreendo perfeitamente o seu receio de ter que depender de medicamentos, porém quando se faz um tratamento com acompanhamento psicológico nem sempre será preciso fazer uso de medicação e se vier a fazer, não será para sempre, dependendo do grau da depressão, será só até você se restabelecer e depois aos poucos se retira. Agora a depressão é um transtorno (doença) séria e precisa ser tratada, quanto mais tempo você resiste, mas pode agravar-se. Para mim você é uma vitoriosa e merece todo meu elogio por procurar nossa ajuda, agora vá enfrente e procure ama ajuda de um psicólogo.
Atenciosamente à Psicóloga Ussénade.

Ussénade Maria de Oliveira Psicólogo em Recife

694 respostas

26821 pontuações positivas

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

Não tenha receio. A depressão é uma doença e tem tratamento. Apesar do imenso sofrimento causado por esta doença, que não pode ser medido, o tratamento é relativamente simples. O médico especialista é o psiquiatra. A terapia, sobretudo a Cognitiva-comportamental, é bastante eficiente. A prática diária de exercício físico é recomendada e colabora tb muito. O tratamento é longo mas a pessoa pode ter uma vida normal. Deve evitar o consumo de drogas e álcool, pois estes alteram sensivelmente o humor. O medicamento é fundamental. Mas não tenha medo. O médico psiquiatra definirá o período, as doses, todo o tratamento. Os medicamentos modernos são bastante eficientes. Não causam dependência. Mas é
Muito importante não suspender por conta própria. É muito importante seguir a risca as orientações do médico. E vc, certamente ficará bem.

Cynthia Sabino Psicólogo em Belém

1 resposta

32 pontuações positivas

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

Vi, pela sua pergunta, e descrição da sua situação, realmente "parece" que você não deve estar muito bem psicologicamente. Todas essas situações colocadas por você, precisam ser trabalhadas com um profissional que lhe ajude na sua saúde emocional, e que em alguns casos, precisam da parceria de outro profissional que intervenha com a medicação para que o tratamento possa ser mais eficaz e eficiente, o que não significa que você ficará dependente. Outra coisa, não pense no medicamento como algo "que indica que fui vencida pela situação", mas sim como um fator a mais que irá lhe ajudar a vencer a situação, ok?!
Na minha opinião, a primeira atitude que deveria ter é procurar um psicólogo para lhe ajudar com a sua saúde emocional, "o depois" fica mais fácil para resolver. Ok? Abraço!!!

Consultório de Psicologia Leania Zaché Reis Psicólogo em Vitória

13 respostas

2118 pontuações positivas

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

Olha. Esta situação depende muito do caso, há situações em o remédio,é necessário e se bem administrado não terá mal algum. No entanto se for o caso
Existe outras alternativas como equivales homeopáticos de um bom médico , eu já presenciei pessoas saírem do quadro psiquiátrico. Uma psicoterapia na linha cognitiva comportamental ajudaria a lidar com estes desafios de forma mais natural possível . Boa sorte

Arlete Maria dos Santos Psicólogo em São Paulo

110 respostas

5485 pontuações positivas

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

Vc deve procurar um Psicólogo mas o retorno do processo psicoterápico não é imediato. Qto ao encaminhamento ao Méd. Psiquiatra, pelo seu relato, ele vai se fazer necessário. Os remédios antidepressivos não causam dependência e vai tirá-la do risco de cometer suicídio.

Psicóloga Maria Zelinda Machado Psicólogo em Brasília

7 respostas

206 pontuações positivas

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

Psicólogos especializados em Depressão

Ver mais psicólogos especializados em Depressão

Outras perguntas sobre Depressão

Explique seu caso aos nossos psicólogos

Publique a sua pergunta de forma anônima e receba orientação psicológica em 48h.

50 Você precisa escrever mais 6000 caracteres

Sua pergunta e as respectivas respostas serão publicadas no site. Este serviço é gratuito e não substitui uma sessão de terapia.

Enviaremos a sua pergunta a especialistas no tema, que se oferecerão para acompanhar o seu caso pessoalmente.

A sessão de terapia não é grátis e o preço estará sujeito às tarifas do profissional.

A sessão de terapia não é grátis e o preço estará sujeito às tarifas do profissional.

Coloque um apelido para manter o seu anonimato

Sua pergunta está sendo revisada

Te avisaremos por e-mail quando for publicada

Esta pergunta já existe

Por favor, use o buscador para conferir as respostas

Psicólogos 10050

Psicólogos

perguntas 6000

perguntas

respostas 27050

respostas