Acesso consultório Cadastre grátis seu consultório

Sem tesão pelo marido

Feita por >PaulaSF · 2 jun 2014 Terapia de casal

Sou casada há 3 anos, conheci meu marido ainda grávida. Até então não tínhamos problemas, porém de uns tempos pra cá não sinto mais, nem sei se o amo mais, por causa de discussões e a falta de experiência nele no quesito casamento e como tratar uma mulher. Ele é meio grosso e nada romântico. Tivemos que morar juntos, pois não tinha outro jeito, não tinha para onde ir depois de grávida (morava com a minha irmã e depois que engravidei e conheci ele, ela praticamente me empurrou pra cima dele entregando a casa que morávamos). Não tivemos tempo de nos conhecer. Não sei se é falta de paciência minha ou falta de amor, pois quando ele está longe, às vezes sinto falta, e sinto tesão, mas não por ele. Às vezes me masturbo sem pensar em ninguém, só pela sensação. Prefiro assim do que fazer amor. O que eu faço? Será que vale a pena insistir? Tenho 30 anos, 2 filhas de 15 e 2 anos e ele tem 26 anos (sem filhos comigo e fora do casamento).

Resposta enviada

Em breve, comprovaremos a sua resposta para publicá-la posteriormente

Algo falhou

Por favor, tente outra vez mais tarde.

A melhor resposta

Paula só você pode responder a pergunta sobre se vale a pena continuar investindo no seu relacionamento.
Ao falar do seu marido, apresenta ele como meio grosso, nada romântico além de não saber como tratar uma mulher.
Deveria se perguntar o que está pesando para que você ainda fique com ele, que aspectos dele aportam coisas positivas para você, quais qualidades dele que ainda fazem sentir admiração por ele, quais características dele oferecem a você felicidade, alegrias, seguranças.
Se os aspectos positivos são ainda importantes, poderiam começar uma terapia de casal e continuar investindo no casamento. Se pelo contrário sente que não tem motivos suficientes e reais que valha à pena então o melhor seria terminar.
Atenciosamente
Susana.

Susana Rodriguez Iglesias Psicólogo em Balneário Camboriú

39 respostas

8673 pontuações positivas

Fazer terapia online

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

Querida xará! Tesão está na cabeça, verifique seus pensamentos repetitivos se acaso está fantasiando demais, principalmente no que não tem ou teve.Coloque a atenção no momento presente e use a cabeça (imaginação) para ter e dar prazer, geralmente as pessoas egoístas ficam aguardando o prazer cair do céu. Concentre-se na sua missão que é cuidar da construção de sua família, seus desejos e do esposo. Lembre-se de que inventamos nossa sexualidade. Abraços carinhosos. Psicóloga Aparecida de Paula Santos

Doutora Aparecida Paula Santos Psicólogo em Rio de Janeiro

21 respostas

2977 pontuações positivas

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

Para ser mais clara, fiz uso da pílula do dia seguinte, porém, sem êxito. Jamais pensei em abortar. Engravidei de uma pessoa que tive um relacionamento breve antes de conhecer meu marido.

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

Querida Paula, sei exatamente como se sente. Acontece quando não nos conhecemos profundamente e queremos as respostas no externo, como aconteceu quando engravidou. Já se perguntou por que com tantas pílulas e facilidades engravidou? Por que casou sem namorar e conhecer melhor a pessoa? Precisa realmente de muita reflexão e precisa urgente falar com quem entende da dor da alma. Agende um psicólogo.
Torcendo por você!
Treinadora Cida Santos

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

Olá Paula, acredito que seria fundamental você fazer uma terapia individual, primeiro para saber o que você realmente quer e sente por ele. A partir de sua terapia individual, você poderá pensar na possibilidade de uma terapia de casal e assim, como um casal, tentar resgatar a relação de vocês.
Pelo breve resumo que você apresentou, me parece que vocês não escolheram casar, você foram levados a isso, tanto pela gravidez, quanto pela atitude da sua irmã. Você cita que sente falta quando ele está longe, mas falta do que? Da companhia (como amigo)? Da presença como marido? Do corpo dele para abraçar, beijar? Você tem medo de ficar sozinha Veja que estas são apenas algumas perguntas que a terapia individual poderá te ajudar a pensar. Com relação a sentir tesão, você cita que sente, mas não por ele, o que você pensa disso?
Não entendi uma coisa, você comenta que teve que morar com ele por causa da gravidez, mas que vocês não têm filhos juntos. O quanto isso afeta a relação de vocês?
Você não precisa responder nada aqui, são perguntas para você pensar e perceber a importância de procurar uma ajuda profissional.
Até mais.

Conhecer e Agir Psicólogo em São Paulo

10 respostas

4105 pontuações positivas

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

Por se tratar de algo que não causa impacto de uma só vez, num único momento, você corre o risco do entorpecimento, paralisia e de sufoco.
Isso lembra a receita do preparo de um prato muito especial com rãs saudáveis e crescidas: 'Em determinada região do oriente, o preparo de um prato composto de rãs ainda vivas consiste em deixá-las confortáveis dentro de uma grande panela com água fria. A panela vai ao fogo que é tão suave e baixo que não as incomoda no início. Por outro lado, depois de confortavelmente acomodadas, o ambiente passa do muito agradável ao crítico para suas vidas, de uma maneira tão lenta que elas não conseguem reagir, pulando para fora da panela antes de perderem a consciência e serem cozidas'. Fique atenta e cuide para não passar do ponto de ação.
Valmor B. Psicólogo Clínico.

Espaço Mandala Psicologia Psicólogo em Juiz de Fora

11 respostas

5386 pontuações positivas

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

De fato Paula, sua situação é muito delicada, merecendo um cuidado e atenção especial. Você relata a falta de tesão pelo seu marido, associando o fato dele ser grosseiro, não sabendo tratá-la adequadamente, porém, quando ele está longe você sente falta. É necessário criar a sua independência nos vários aspectos, isso muitas vezes leva tempo. Só sendo independente poderemos estar com a pessoa livremente, de modo a nos sentir felizes, satisfeitos.

Psicóloga Martha Veloso Psicólogo em Salvador

8 respostas

1184 pontuações positivas

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

Bom dia Paula, tudo bem?
É uma situação que merece ser revista e conversada.
Você parece bem indecisa em relação aos sentimentos.
Hoje é importante você saber o que quer da sua vida, se é realmente necessário ficar ao lado dele, independente da situação.
Abraços,
Marcia Eliane
Psicóloga Clínica e Especialista em Sexualidade Humana

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

Paula

Seria bom se vocês fizessem uma terapia de casal, pois você e ele tem pontos a serem resolvidos. Seria bom também se você criasse junto a ele uma intimidade maior, se vocês conversassem mais, se abrissem um com o outro, mas não sei se ele está disposto a isso. Enfim, creio que o seu caso seja resolvível, mas você vai precisar da ajuda e disponibilidade dele.
É isso.

Dínerson Fiuza Psicólogo em São Paulo

258 respostas

14443 pontuações positivas

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

Psicólogos especializados em Terapia de casal

Ver mais psicólogos especializados em Terapia de casal

Outras perguntas sobre Terapia de casal

Explique seu caso aos nossos psicólogos

Publique a sua pergunta de forma anônima e receba orientação psicológica em 48h.

50 Você precisa escrever mais 7700 caracteres

Sua pergunta e as respectivas respostas serão publicadas no site. Este serviço é gratuito e não substitui uma sessão de terapia.

Enviaremos a sua pergunta a especialistas no tema, que se oferecerão para acompanhar o seu caso pessoalmente.

A sessão de terapia não é grátis e o preço estará sujeito às tarifas do profissional.

A sessão de terapia não é grátis e o preço estará sujeito às tarifas do profissional.

Coloque um apelido para manter o seu anonimato

Sua pergunta está sendo revisada

Te avisaremos por e-mail quando for publicada

Esta pergunta já existe

Por favor, use o buscador para conferir as respostas

Psicólogos 10600

Psicólogos

perguntas 7700

perguntas

respostas 29000

respostas