Acesso consultório Cadastre grátis seu consultório

Qual abordagem da psicologia eu devo procurar? O que eu tenho?

Feita por >Melícia em 3 Mar 2018 Ansiedade

- Ansiedade

- Agitação

- Inquietação

- Nervosismo

- Insegurança

- Dificuldade em tomar decisões

- Medo de sair na rua e ser julgada

- Medo de falar com as pessoas e falar algo errado e ser julgada

- Medo de ser mal interpretada

- Medo de ser desprezada

- Medo de ser culpada

- Medo de ser vista de forma ruim

- Medo de ser descartada

- Medo de dizer algo errado

- Medo de errar e ser julgada

- Medo de carregar uma culpa

- Medo de assumir responsabilidade sobre algo ruim

- Medo da rejeição

- Medo de levar "não"

- Medo de ser mal vista

- Medo de ser julgada como inferior

- Medo do abandono

- Não gosto de ficar sozinha

- Necessidade de aprovação

- Relações interpessoais muito intensas

- Impulsividade

- Agressividade

- Altamente sensível

- Paranóias

- Acredito em coisas que talvez não sejam verdadeiras

- Muitas vezes, não consigo identificar o que é real ou não

- Não consigo identificar a real intenção das pessoas, pois posso ver negatividade onde não há

- Realidade alternativa

- Se eu penso, é real. Se alguém fala sobre algo, na minha mente, aquilo já aconteceu.

- Insegurança e baixa autoestima

- Não saber lidar com frustrações

- Sofrimento = desconto na comida

- Pensamentos suicidas constantes

- Explosão de raiva e agressividade

- Ver tragédias, fazer trabalhos árduos ou estar presente em momentos de dificuldade, assistir séries tristes me deixa melhor, pois acho melhor sentir dor física que dor emocional

- Sentimento de vazio

- Pequenos incômodos provocam uma tempestade de emoções

- Dificuldade para controlar a raiva

- Guardo rancor por muito tempo

- Às vezes, um comportamento neutro de alguém pode me fazer enxergar um comportamento malvado

- Dificuldade em racionalizar sentimentos e emoções

- Personalidade fluida

- Para cada pessoa com quem falo, eu me mostro uma pessoa diferente afim de me adaptar a ela

- Muito intensa, ou 8 ou 80

- Uma só palavra mal colocada, uma situação inesperada sem relevância ou uma leve frustração pode levar a um acesso de raiva e ódio que duram algumas horas

- As relações interpessoais são o foco da minha vida

- Qualquer problema no campo afetivo, me destrói

- Minhas emoções giram em torno das minhas relações com as pessoas e do que elas acham ou pensam de mim

- Acessos de raiva que podem durar horas ou dias

- Necessidade de ter o controle de tudo

- Desconfiança exagerada nas intenções e sentimentos das pessoas

- Falo demais e impulsivamente e muitas vezes me arrependo do que falei e isso fica guardado comigo, me martirizo, me culpo e posso passar dias, semanas pensando em algo que falei

- Guardo rancor e mágoas terríveis que me assombram e tomam meus pensamentos

- Julgo as ações (ou falta ações) dos outros no impulso e não consigo fazer uso da empatia, costumo achar negatividade, me ofender e depois guardar um rancor que se acumula

- Não aceito posições negativas sobre mim

- Não aceito que falem injustiças

- Não aceito que me digam o que fazer

- Acho extremamente injusto se alguém me julga ou assume o que se passa comigo sem realmente saber e isso faz surgir um ódio e uma raiva que sou incapaz de controlar e acabo por chorar, gritar e o pensamento foca em machucar aquela pessoa

- Quando tenho uma crise de raiva, na minha mente se passam pensamentos como cortar a garganta da pessoa que disse algo que achei negativo, ou enforcá-la, bater a cabeça dela contra a parede, cortar com cacos de vidro, socar, bater etc.

- Se não isso, tenho vontade de me machucar ou me cortar, mas não tenho coragem

- Frequentemente, quando um gatilho surge, sinto várias coisas ao mesmo tempo: pena de mim, vergonha, raiva, ódio, indignação, tristeza, todos numa intensidade enorme que chega a me sufocar

- Quando alguém machuca meus sentimentos ou me magoa (geralmente por meio de atitudes triviais), eu sinto uma dor enorme que parece queimar e isso me faz perder o controle ou simplesmente querer morrer

- Qualquer mínimo detalhe é suficiente pra me fazer perder a cabeça e ficar descontrolada de raiva

- Eu choro, pelo menos, umas 3 vezes por dia

- Tenho muita facilidade pra chorar e me sentir emocionada

- Ou eu sinto tudo muito intensamente ou então sinto um vazio completo, o "meio termo" é o vazio

- Às vezes, evito falar ou sair de casa e conversar porque não quero que as pessoas me julguem

- Não suporto me sentir diminuída ou vencida

- Tenho essa obsessão por fazer as pessoas se sentirem culpadas e colocarem a mão na consciência

- Eu nunca recebo uma reclamação das pessoas, a não ser sobre minhas crises, mas fora isso, eu tento ser o melhor que posso pra ser sempre aceita, acolhida ou admirada e nunca culpada, então, quando alguém me magoa de alguma forma, eu já me sinto no direito de culpá-lo e só sossego quando derramar toda a culpa em cima da pessoa e fazer ela se sentir mal

- Eu não suporto carregar culpa

- Eu nunca me perdoo pelos erros que eu cometo

- Todas as coisas "ruins" que alguém diz ficam repassando em minha mente num eterno loop e me maltratando e isso pode durar dias

- Sinto que o tempo nunca passa, o passado é o presente e o futuro também é o presente

- Pensamentos que se acumulam aceleradamente em questão de segundos e me fazem explodir

- Não adianta quanta positividade exista, o mínimo de negatividade põe tudo a perder

Resposta enviada

Em breve, comprovaremos a sua resposta para publicá-la posteriormente

Algo falhou

Por favor, tente outra vez mais tarde.

A melhor resposta

Olá Melícia, não importa qual a abordagem do psicólogo, mas a relação terapêutica, ou seja, se você se sente confortável e confia naquele profissional e sente que as intervenções dele estão te ajudando. Se você não se sentir assim a terapia fica "empacada", então quanto mais segura você se sentir com o profissional, melhor. Você pode escolher um psicólogo(a), fazer algumas sessões e ver se você se identificou ou não, e trocar caso queira. Espero ter ajudado.

Leonardo Viana de Vasconcelos Martins Psicólogo em Fortaleza

1038 respostas

27931 pontuações positivas

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

O trabalho do analista junguiano consiste em despertar aquilo que já existe dentro da pessoa. É a arte de despertar o sujeito para seu potencial criativo genuíno. A finalidade não é curar, e sim favorecer o crescimento interior por meio das dificuldades pessoais.
No decorrer do trabalho analítico de psicoterapia há a proposição de que pelo falar, pelo escutar e pelo fazer criativo nos confrontamos com nós próprios. Pôr-se em processo analítico é possibilitar o existir permeável a outros saberes. É despertar para o próprio caminho de vida como processo natural com sentido, finalidade e objetivo; é a experiência interior.
A experiência interior se torna experiência de vida quando vivida com todas as suas implicações. A psicoterapia tem como objetivo auxiliar pessoas que sofrem ou estão com dificuldades na vida e não conseguem resolver sozinhas. Na terapia o analisando é convidado a, num espaço seguro e sigiloso, explorar seus afetos, pensamentos e fantasias que compõem o cenário de seu sofrimento.
O processo de psicoterapia analítica possibilita que o analisando se familiarize com os sintomas que produz.
Atenciosamente,
Aline M De Coster.

Espaço Aline De Coster Psicólogo em Rio de Janeiro

575 respostas

22787 pontuações positivas

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

O trabalho do analista consiste em despertar aquilo que já existe dentro da pessoa. É a arte de despertar o sujeito para seu potencial criativo genuíno. A finalidade não é curar, e sim favorecer o crescimento interior por meio das dificuldades pessoais.
No decorrer do trabalho analítico há a proposição de que pelo falar, pelo escutar e pelo fazer criativo nos confrontamos com nós próprios. Pôr-se em processo analítico é possibilitar o existir permeável a outros saberes. É despertar para o próprio caminho de vida como processo natural com sentido, finalidade e objetivo; é a experiência interior.
A experiência interior se torna experiência de vida quando vivida com todas as suas implicações. A psicoterapia tem como objetivo auxiliar pessoas que sofrem ou estão com dificuldades na vida e não conseguem resolver sozinhas. Na terapia o analisando é convidado a, num espaço seguro e sigiloso, explorar seus afetos, pensamentos e fantasias que compõem o cenário de seu sofrimento.
O processo de psicoterapia analítica possibilita que o analisando se familiarize com os sintomas que produz.

Att,
Aline De Coster.

Espaço Aline De Coster Psicólogo em Rio de Janeiro

575 respostas

22787 pontuações positivas

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

O importante não é a abordagem e sim a afinidade e segurança em relação ao profissional , você deve se sentir segura e a vontade com o profissional , procurar essas condições até encontrar, mas deve dar um tempo para que essas condições aconteçam .para que possa retomar seu crescimento, sua segurança e auto estima. Boa sorte.

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

Boa tarde Melicia. Abordagem é importante para quem já se direcionou para iniciar um processo terapêutico. O mais importante é a empatia ocorrida entre cliente e terapeuta. Nem sempre o primeiro será o melhor, as terapias acompanham o perfil do profissional. Boa sorte. Célia Jovanka.

Célia Jovanka Psicólogo em Salvador

124 respostas

6544 pontuações positivas

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

Vc precisa ser ouvida, tem mtos pontos a se trabalhar, vc precisa ser compreendida e amparada, procure um psicologo e ele vai te ajudar, facilitar a sua cida e te direcionar para um dia a dia mais tranquilo, mais em paz.

Atenciosamente

Dínerson Fiuza Psicólogo em São Paulo

252 respostas

14419 pontuações positivas

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

Oi Melícia!
Vai gostar de iniciar uma psicoterapia. Vai poder elucidar e trabalhar muitos pontos importantes.
Vai ficar tudo bem. Dê o primeiro passo num sentido diferente.
Abraços! Kelly Marques - Psicóloga

Kelly Marques Psicologia Psicólogo em Maceió

8 respostas

268 pontuações positivas

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

Boa noite Melicia. Sugiro que você procure um psicologo para conversar. Esse profissiopnal poderá auxiliá-la neste momento. Boa sorte.

Maria Eni de Mattos Psicólogo em Guarapuava

234 respostas

8249 pontuações positivas

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

Melícia, boa noite! Seria muito importante que vocé procurasse ajuda de um psicólogo para ser corretamente avaliada e diagbosticas. Através do atendimento psicoterapêutico será possível compreender seu funcionanento, as coisas que sente e as dificuldades que enfrenta para então poder responder a questão levantada por você do que é que você tem. Estamos à disposicão para ajudá-la. Att, Equipe Afetto Psicologia

Psicóloga Renata Brito Psicólogo em Rio de Janeiro

365 respostas

2873 pontuações positivas

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

Psicólogos especializados em Ansiedade

Ver mais psicólogos especializados em Ansiedade

Outras perguntas sobre Ansiedade

Explique seu caso aos nossos psicólogos

Publique a sua pergunta de forma anônima e receba orientação psicológica em 48h.

50 Você precisa escrever mais 6300 caracteres

Sua pergunta e as respectivas respostas serão publicadas no site. Este serviço é gratuito e não substitui uma sessão de terapia.

Enviaremos a sua pergunta a especialistas no tema, que se oferecerão para acompanhar o seu caso pessoalmente.

A sessão de terapia não é grátis e o preço estará sujeito às tarifas do profissional.

A sessão de terapia não é grátis e o preço estará sujeito às tarifas do profissional.

Coloque um apelido para manter o seu anonimato

Sua pergunta está sendo revisada

Te avisaremos por e-mail quando for publicada

Esta pergunta já existe

Por favor, use o buscador para conferir as respostas

Psicólogos 10150

Psicólogos

perguntas 6300

perguntas

respostas 27600

respostas