Por que me comporto como uma...

Feita por >Júlia Ferreto · 17 mar 2017 Psicologia clínica

Tenho um namorado. Eu o amo demais. Mas sinto necessidade de provocar outros homens, de me insinuar, fazer com que eles sintam tesão em mim. Chego a falar bobagens, pedir p/ que eles se imaginem transando comigo, uso meu corpo e rosto para instigá-los e me sinto muito bem fazendo essas provocações. Mas, segundos depois, penso no meu namorado e no meu comportamento. Fico muito mal, me sinto um lixo, uma vagabunda. Nunca teria coragem de contar isso p/ ele, mas ao mesmo tempo sei que é covardia esconder. Amo meu namorado, mas não consigo controlar esse meu lado "perverso". Isso está me matando. O que faço? O que pode ser?

Resposta enviada

Em breve, comprovaremos a sua resposta para publicá-la posteriormente

Algo falhou

Por favor, tente outra vez mais tarde.

A melhor resposta 20 MAR 2017

Olá Julia!
Segundo seu relato já pensou em buscar psicoterapia?
Será uma experiência enriquecedora para que você possa falar sobre as suas questões e de certa forma compreende-las e lidar da melhor maneira. Procure um profissional em sua região que sinta-se a vontade para falar sobre isso.

Fico a disposição!

Jessica Moreira Carvalho Psicólogo em Londrina

170 respostas

8417 pontuações positivas

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

18 ABR 2017

Olá Júlia...procure orientação para estas questões...tenho certeza que você se sentirá bem melhor falando com um profissional...grata....Rosana.

Anônimo-296738 Psicólogo em Leme

4 respostas

1214 pontuações positivas

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

19 MAR 2017

Júlia, recomendo que você inicie psicoterapia, na abordagem comportamental. Com a terapia você poderá ter mais conhecimento sobre você mesma, sobre o porquê mantém este tipo de comportamento mesmo amando seu namorado, e com isso compreender melhor de “onde vem” esta necessidade.

Patrícia Martins Psicólogo em Belo Horizonte

312 respostas

14865 pontuações positivas

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

17 MAR 2017

Ola Júlia, pelo seu relato percebo que este tipo de pensamento e comportamento negativos vem lhe causando sofrimento e pode interferir na sua vida afetiva com seu namorado porque há um sentimento de culpa e um descontrole nas suas ações. Por isso, oriento-a a procurar uma terapia da abordagem cognitivo-comportamental para trabalhar sobre o que está desencadeando estes pensamentos automáticos disfuncionais geradores de comportamentos inadequados entende? Espero ter ajudado, att. à Psicóloga Ussénade.

Ussénade Maria de Oliveira Psicólogo em Recife

709 respostas

27286 pontuações positivas

Fazer terapia online

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

17 MAR 2017

Júlia, esse desejo de se insinuar, de estar sempre querendo atenção de outros homens pode ser apenas um sintoma de alguma outra coisa, ou pode ser um comportamento referente a algo que você sente, inconscientemente,e não consegue realizar com seu namorado. Ou pode ser algo completamente diferente dessas hipóteses, é difícil saber com um relato tão simples. O que você pode fazer é conversar com seu namorado acerca da relação de vocês, do que você sente falta nessa relação e também ouví-lo. Esse comportamento seu pode lhe prejudicar no futuro, caso isso vá se tornando mais intenso aconselho a buscar um psicólogo. Boa sorte.

Leonardo Viana de Vasconcelos Martins Psicólogo em Fortaleza

1038 respostas

28786 pontuações positivas

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

Psicólogos especializados em Psicologia clínica

Ver mais psicólogos especializados em Psicologia clínica

Outras perguntas sobre Psicologia clínica

Explique seu caso aos nossos psicólogos

Publique a sua pergunta de forma anônima e receba orientação psicológica em 48h.

50 Você precisa escrever mais 11350 caracteres

Sua pergunta e as respectivas respostas serão publicadas no site. Este serviço é gratuito e não substitui uma sessão de terapia.

Enviaremos a sua pergunta a especialistas no tema, que se oferecerão para acompanhar o seu caso pessoalmente.

A sessão de terapia não é grátis e o preço estará sujeito às tarifas do profissional.

A sessão de terapia não é grátis e o preço estará sujeito às tarifas do profissional.

Coloque um apelido para manter o seu anonimato

Sua pergunta está sendo revisada

Te avisaremos por e-mail quando for publicada

Esta pergunta já existe

Por favor, use o buscador para conferir as respostas

Psicólogos 11450

Psicólogos

perguntas 11350

perguntas

respostas 35700

respostas