MundoPsicologos.com
MundoPsicologos.com
No Google Play Na App Store

Perdi o desejo sexual por meu marido. O que fazer?

Feita por >Fernanda>. 4 Jul 2016 5 respostas  · Anorgasmia

Bom, sou casada há sete anos e tenho uma filha de quatro anos. Me casei aos 20 anos e no inicio do namoro era tudo muito prazeroso. Minha vida sexual e minha vida pessoal. Porém, logo depois de um ano descobri a primeira traição, o que mexeu muito comigo. Fiquei sem chão, mas decidi passar uma borracha em tudo e dar mais uma chance. Com o tempo ele me deixava em casa sozinha com minha filha pequena e ia para festas, bares e só chegava durante a madrugada.

Sempre fiquei muito sozinha e minha companhia sempre foi a televisão e o celular. Isso me magoou profundamente, justamente porque sempre fui muito alegre e cheia de amigos. Entáo descobri a segunda traição e com isso o meu desejo sexual foi se dissolvendo. Há pouco tempo ele tentou a terceira traição, porém, se mostrou arrependido. Não que eu goste de ser traída, mas no fundo ainda existe um sentimento. Mas tenho mágoa e até pode ser forte o que vou dizer agora, mas às vezes sinto até nojo de o beijar e ter relações com ele, porque lá no fundo ainda tenho rancor por isso!

Agora ele mudou de atitude, fica em casa e exige atenção. Parece que esqueceu de quantas noites e madrugadas eu esperava ele chegar até pegar no sono de tanto chorar. Ele reclama que não sou mais aquela mulher fogosa que ele conheceu e fica bravo quando recebe uma negativa da minha parte. Justamente agora nesse período reapareceu um amigo muito querido meu e esse sim me desperta desejo, mesmo que nunca tenhamos nos relacionado de fato. Ele durante todo esse tempo tem se mostrado um bom amigo, um conselheiro do bem, escutando meus problemas de trabalho, pessoais, sempre pergunta como foi meu dia, se interessa pelas mesmas coisas que eu, mesmos gostos, e me encantei.

Aí vem as comparações, pois meu marido nunca pergunta sobre meu dia, nem o que eu gosto de fazer. Durante esses sete anos ele nunca fez questão de me conhecer realmente. A única coisa que ele sempre enfatiza são meus pontos negativos. Não é uma pessoa com quem eu possa me abrir. Ele diz me amar loucamente e começou a ter crise de ciúmes, mas diz também que está ficando de saco cheio. Será que tem alguma coisa que posso fazer para que esse desejo volte? Preciso de uma ajuda!

A melhor resposta

Oi Fernanda,

Pelo seu relato é possível ver que o que você sente hoje é resultado desses sete anos de relacionamento, com todos esses sentimentos e experiências se costurando pra dificultar a sua visão do seu caminho à frente, inclusive do ponto de vista afetivo pela via do desejo sexual.

É importante ter um momento e um espaço para poder ver o que nessa sua experiência de vida lhe faz bem e o que não faz, e de que formas isso acontece. Você relata não apenas as dificuldades do seu relacionamento que são consequência da atitude do seu esposo, mas também como os seus próprios sentimentos foram colocados de lado por um tempo para poder continuar nessa relação, o que também trouxe mágoas suas. Dessa forma, existem muitos fatores contribuindo para que esse desejo sexual esteja "perdido" no momento, e uma das formas mais saudáveis de reencontrar essa parte de você e ver como você quer vivê-la novamente é via um processo psicoterápico.

A psicoterapia é um espaço e momento para precisamente olhar para o que você viveu e vive junto de um profissional preparado para ajudar você a "descosturar" esses fatores que estão dificultando seus próximos passos e a visualizar uma forma mais saudável de viver enquanto pessoa e enquanto parte de um relacionamento. Com isso, você terá recursos melhores e mais eficazes para colocar essas novas reflexões em prática e a serviço de você mesma.

Tudo de bom pra você.

A resposta foi útil a você?

Sim Não

Obrigado pela sua avaliação!

Olá Fernanda!

A perda do desejo sexual é comum a muitas mulheres em todo mundo. O desejo sexual feminino é diferente do masculino é há muitos fatores que levam à diminuição do desejo tanto feminino como masculino sem que isso signifique que já não exista amor entre o casal. Esta dificuldade está associado a problemas emocionais. De um modo geral quando o casal não está bem emocionalmente há uma forte probabilidade de a intimidade sexual é afetada.
A maioria dos homens precisam da estabilidade sexual para conseguir se sentirem seguros em relação à intimidade emocional. Sem estabilidade emocional as cobranças, acusações e a repulsa podem tornar-se constantes no dia a dia da vida do casal. Para sair desse ciclo vicioso é necessário perceverança e capacidade de conversar abertamente sobre os sentimentos mútuos do casal. No início pode ser difícil para ele falar sobre as suas emoções por se sentir rejeitado devido a algum de seus comportamentos. Mas este é o melhor caminho para o casal se sentir motivado a fazer mudanças que os ajudem a sentirem-se mais próximos.
Converse com o seu marido sobre coisas que ele faz que te incomodam e o incentivar a fazer o mesmo em relação a você. Procurem ver como o comportamento de um influência o comportamento do outro. Se os dois dialogarem mais e expuserem um ao outro aquilo que os incomoda no parceiro e aquilo que cada um tem necessidade aumenta a chance de você se sentir mais segura para se entregar plenamente do ponto de vista da intimidade sexual.
Se o casal não conseguir ultrapassar as suas dificuldades conjugais sozinhos seria importante que recorresse à ajuda da terapia de casal.

Um abraço
Maria José

A resposta foi útil a você?

Sim Não

Obrigado pela sua avaliação!

18 JUL 2016

Logo Maria José Machado Jorge Maria José Machado Jorge

44 respostas

3618 pontuações positivas

Fernanda, não há uma única solução para o dilema que está vivendo. Contudo é fundamental que antes de mais nada perceba que a vida conjugal é basicamente um dialogo constante mesmo sem palavras entre os cônjuges de modo que a atitude de ambos reflitam na "atmosfera" geral da casa. Portanto, não há um "culpado" para deterioração da relação mas uma corresponsabilidade. De maneira ampla é possível buscar um novo rumo para sua vida, na medida que esteja preparada para encarar desafios,contradições e questionamentos dentro de seus objetivos de vida.

A resposta foi útil a você?

Sim Não

Obrigado pela sua avaliação!

13 JUL 2016

Logo Samy Roizman Samy Roizman

4 respostas

250 pontuações positivas

Cara Fernanda, pelo seu relato você tem diversas duvidas sobre seus sentimentos, que podem ser melhor trabalhados por uma terapia individual, mas também há as dificuldades no relacionamento, e o fato de seu marido, não entender seu ponto de vista. Neste caso um psicólogo que trabalhe com terapia de família ou terapia sistêmica pode lhe auxiliar muito e à sua família.
Atenciosamente

Fernanda Guadagnin

A resposta foi útil a você?

Sim Não

Obrigado pela sua avaliação!

6 JUL 2016

Logo Consultório Fernanda Guadagnin Consultório Fernanda Guadagnin

47 respostas

3280 pontuações positivas

Olá Fernanda!
Embora você tenha tentado ''passar uma borracha'' racionalmente em tudo que aconteceu, todos estes acontecimentos e episódios de solidão e traição lhe trouxeram muitas mágoas que você ainda carrega.
Todos esses acontecimentos a deixaram indisponível emocionalmente para continuar investindo nesta relação e ao reencontrar este amigo, parece que você se identificou com um novo modelo de relacionamento que vai muito além do desejo e envolvimento sexual, envolvendo atenção, interesse, compartilhamento e valorização de quem você é.
Se tiver disponibilidade e interesse, procure a ajuda de um psicólogo para entender melhor os sentimentos e expectativas que está vivendo, não só em relação a este amigo como também um novo tipo de relacionamento que você percebe trazer mais realização pessoal em sua vida.
Através do auto conhecimento você poderá traçar seu próprio direcionamento, seja buscando outro relacionamento ou após tentar elaborar suas mágoas e houver interesse e disponibilidade de seu marido, experienciar com ele uma nova maneira de se relacionar - sentindo-se realizada em outros aspectos do seu relacionamento, o seu desejo sexual pode despertar.

Fico a disposição,

Maitê Hammoud

A resposta foi útil a você?

Sim Não

Obrigado pela sua avaliação!

6 JUL 2016

Logo Maitê Hammoud Maitê Hammoud

1295 respostas

38892 pontuações positivas

Perguntas similares

Ver todas as perguntas
Perdi o desejo sexual pelo meu marido desde que tive nosso único filho

7 respostas, última resposta em 18 Outubro 2017

Perdi o desejo sexual. O que fazer?

4 respostas, última resposta em 22 Junho 2016

Amo meu marido, mas perdi aquele apetite sexual. O que devo fazer?

6 respostas, última resposta em 01 Maio 2017

Não amo o meu marido e nem sinto desejo sexual

2 respostas, última resposta em 26 Março 2018

Não sinto mais desejo sexual pelo meu marido. O que eu faço?

16 respostas, última resposta em 27 Março 2018

Perdi totalmente o desejo sexual, tem solução?

1 resposta, última resposta em 29 Junho 2017

Falta de desejo sexual pelo meu marido

6 respostas, última resposta em 23 Fevereiro 2016

Meu marido diz que me ama, mas não sente mais desejo sexual por mim

8 respostas, última resposta em 07 Março 2018

Como faço para voltar a ter desejo sexual com meu marido?

5 respostas, última resposta em 02 Março 2016

Não sinto desejo sexual pelo meu marido

5 respostas, última resposta em 30 Março 2017