Não sei o que fazer com a minha vida amorosa

Feita por >Juliana Junqueira · 22 nov 2021 Terapia de casal

Namorei duas vezes na minha vida, o meu primeiro namoro se iniciou quando era muito nova, aos 16 anos e durou 3 anos. Terminei o namoro, pois entrei na faculdade e queria sair, viajar em família e aproveitar (sempre quis fazer isso com meu namorado) mas ele não podia(pais rígidos), então tomei a decisão de terminar depois de tentar inúmeras vezes.
Alguns anos depois, tive vontade de namorar novamente e conheci uma pessoa (Lucas) totalmente diferente do meu ex... ele era mais fechado, não compartilhava muito seus sentimentos comigo, mas sempre demonstrou muito carinho pela minha família e era bem mais maduro que meu ex, então me mostrou um lado diferente da vida... o de viajar juntos, ser parceiro na dor e na alegria, de fato estar junto em tudo! Ficamos juntos 3 anos, também, e há alguns meses atrás, tomei a decisão de terminar, pois eu sempre esperei dele uma demonstração de que queria algo além do namoro (não queria um pedido de casamento, mas esperava pelo menos uma fala de que queria ficar comigo no futuro). Além disso, fomos entrando na rotina, não saíamos mais, todo final de semana ele ficava comigo na casa dos meus pais, eu dentro de casa com a minha mãe e o Lucas lá fora bebendo com meu cunhado. E a cada dia que se passava, eu me sentia mais distante e menos amada!
Logo depois de terminar, o Lucas ficou com depressão, sofreu muito com o nosso término e me disse que se arrependia de como havia agido, mas eu com medo de voltar e ele continuar da mesma forma, preferi manter distância.
E agora, o meu ex (lá de quando eu tinha 16 anos) retornou a minha vida. Ele está bastante diferente, basicamente, tudo que fez com que eu terminasse com ele no passado, ele melhorou. E eu fiquei muito feliz por ele ter tentado mudar, então começamos a sair. Só que toda vez que fico sabendo de algo relacionado ao Lucas (ele conhecendo outra pessoa, etc - agora ele está evoluindo no tratamento de depressão) eu sinto um aperto tão forte no meu peito, que não consigo nem falar com o outro rapaz mais. Sinto muita aflição e dúvida. Preciso resolver isso, pois não quero machucar ninguém e acabo machucando sim. Sinto também, que o problema sou eu, que não sei me decidir sobre quem quero ficar, se é um dos dois ou se mereço mesmo é ficar sozinha. Preciso de ajuda para tentar entender meus sentimentos. Obrigada

Resposta enviada

Em breve, comprovaremos a sua resposta para publicá-la posteriormente

Algo falhou

Por favor, tente outra vez mais tarde.

A melhor resposta 28 NOV 2021

Olá! Por que merece ficar sozinha? Você demostra aqui motivos por qual terminou com o primeiro e com o segundo namorado. Entenda que o término do seu namoro não foi a causa da depressão dele.
A depressão como qualquer trantorno mental tem causa multifatorial, tem questões genéticas, experiências de vida, questões ambientais e questões de personalidade. É preciso que ele busque ajuda para fazer o tratamento dele.
E você nesse momento que está passando por esse período difícil pode buscar ajuda para te ajudar a superar essas dificuldades.
Estou à disposição

Cléa Andrade Psicólogo em Rio de Janeiro

252 respostas

159 pontuações positivas

Fazer terapia online

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

24 NOV 2021

Olá Juliana. Coloque na balança os lados positivos e negativos de cada um e não se esqueça de você mesma. Descubra quem você está sendo nesse momento e o que quer para sua vida futura, gente não se prender a relacionamentos, relacionamentos simplesmente acontecem, se você precisa forçar algo precisa rever o motivo. Além do mais, é importante que você converse com ambos para que veja o que cada um pretende, se atende as suas expectativas de alguma forma e se você conseguirá ter uma relação saudável com o mesmo. Procure sobre responsabilidade afetiva, a comunicação e a compreensão são os caminhos para que um relacionamento dê certo.

Abraços,

Psicóloga Isabella Bergamo
CRP: 06/173927

Psicóloga Isabella Bergamo Psicólogo em Ribeirão Preto

17 respostas

7 pontuações positivas

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

23 NOV 2021

Oi Juliana,
Quando voce diz "eu mereço ficar sozinha" soa como uma decisão, um destino... não seja tão radical.
Não é que o problema seja teu... talvez não tenha problema nenhum, mas sim desconhecimento de si mesma. desconhecimento dos seus namorados, de como a mente deles funcionam...
Mas principalmente com relação a ti mesma, como voce funciona, qual teu estilo de personalidade, como voce foi formada. Isto cria um padrão de comportamento que pode entrar em conflito com outras pessoas que tem um funcionamento diferente. E não é porque eles estejam errados, apenas desconhecimento de si mesmos e aí entram em conflito.
Namoro é tempo de se conhecer, conhecer a si mesma e conhecer como funcionam teus pretendentes.
Aí podes ter mais clareza se a convivência vai ser harmoniosa ou não; se podem combinar, planejar ou não.
Invista em si mesma, conheça-se e enquanto isso, usufrua da vida, aprenda morar sozinha, satisfazer-se, amar-se, sanear as próprias carências. Se puder, faça Psicoterapia que vai ajudar muito a voce.
Abraços

Geime Rozanski Psicólogo em Brasília

2213 respostas

2125 pontuações positivas

Fazer terapia online

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

23 NOV 2021

Olá Juliana! Grato por escrever. Na verdade, você está namorando a outros, falta namorar a si mesma. Você não relata turma consistente de colegas e conhecidos, turma do esporte, turma das viagens, do lazer do final de semana. Certamente teu jeito de escrever indica que você precisa amadurecer.
Estaremos à disposição para maiores aprofundamentos e esclarecimentos.
Abraços virtuais (em tempos de pandemia verdadeira, maioria de falsos políticos, grande parte de falsos religiosos (comerciantes da fé, opositores do conhecimento), vacinemo-nos. Sigamos instituições mais sérias: TVs Educativas, Universidades Públicas, Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência, Organização Mundial da Saúde!)

Ary Donizete Machado - psicólogo clínico.

Ary Donizete Machado Psicólogo em Limeira

4470 respostas

3334 pontuações positivas

Fazer terapia online

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

23 NOV 2021

Bom dia Juliana! O processo da análise dentro da ciência psicológica auxikia o analisando a reconfigurar sua subjetividade. Da forma que falas está se punido por alguma ração ficando evidente quando questionado se merece mesmo é ficar sozinha! Porque para você isso seria algo avassalador? Ter contato consigo mesmo? Entrar em sintonia com teu eu interior? Quais foram os momentos de desamparo que se sentiu tão insegura? Todas esses questionamento terás as respostas a partir de você mesma que tem o suposto saber da sua vida e o psicólogo conduzirá vc neste processo de conhecimento de si mesmo. Busque análise.

Lucileyde Sandra Alves de Carvalho Psicóloga Psicólogo em Manaus

4 respostas

1 pontuações positivas

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

23 NOV 2021

Ei, Juliana
Você está certa, buscar ajuda pode ser uma forma de evitar que a gente se machuque e machuque terceiros. Entretanto, penso que isso só é possível quando compreendemos nossos sentimentos, nossos medos, nossas evitações e nossos afetos.
Me parece que algo não ficou bem resolvido no passado e, de alguma forma, retorna no presente. Somente em um processo de terapia vamos poder conversa sobre isso de forma calma e segura.
Se permita explorar essa vivência, não deixe se buscar ajuda
Conte comigo se precisar
Um abraço

Eloisa Goronci Psicóloga Psicólogo em Vila Velha

287 respostas

240 pontuações positivas

Fazer terapia online

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

Psicólogos especializados em Terapia de casal

Ver mais psicólogos especializados em Terapia de casal

Outras perguntas sobre Terapia de casal

Explique seu caso aos nossos psicólogos

Publique a sua pergunta de forma anônima e receba orientação psicológica em 48h.

50 Você precisa escrever mais 16250 caracteres

Sua pergunta e as respectivas respostas serão publicadas no site. Este serviço é gratuito e não substitui uma sessão de terapia.

Enviaremos a sua pergunta a especialistas no tema, que se oferecerão para acompanhar o seu caso pessoalmente.

A sessão de terapia não é grátis e o preço estará sujeito às tarifas do profissional.

A sessão de terapia não é grátis e o preço estará sujeito às tarifas do profissional.

Coloque um apelido para manter o seu anonimato

Sua pergunta está sendo revisada

Te avisaremos por e-mail quando for publicada

Esta pergunta já existe

Por favor, use o buscador para conferir as respostas

Psicólogos 12550

Psicólogos

perguntas 16250

perguntas

respostas 46400

respostas