Acesso consultório Cadastre grátis seu consultório

Minha namorada terminou comigo alegando problemas com depressão e ansiedade

Feita por >Rodolpho Henriques · 16 fev 2020 Terapia de casal

Estava há cerca de 3 meses com uma pessoa, onde ficamos "oficialmente" namorando por cerca de 1 mês. Sempre nos demos muito bem na relação toda. A conversa era boa, a parceria era boa, o sexo era bom... E mesmo quando não rolava, só a companhia já bastava. Todo final de semana a gente se via, saiamos, comíamos e, no final, dormíamos juntos... Sempre fiz o possível pro relacionamento não entrar na rotina.

No último final de semana, ela esteve comigo e, como sempre, saímos e nos divertimos bastante. No entanto, ao acordar no outro dia, ela já estava muito estranha, como se tivesse um Transtorno Bipolar. Ela estava ansiosa para ir embora e foi, já que tinha algumas coisas para resolver na faculdade pela parte da tarde. Voltamos a nos falar de noite e, quando começamos a conversar, ela já disse que não estava "bem consigo mesma", e que não queria falar comigo nos próximos dias. Eu tentei conversar, mas ela não queria e já começou a dizer que achava que "não me preenchia", que eu era alguém "maravilhoso para ela", mas "ela não era comigo". Eu disse que ela era perfeita pra mim, mesmo no "pior" dela. Não adiantou. Insisti para nos vermos pessoalmente, mas ela não quis. Pediu espaço e que falaria comigo no momento certo. Disse que iria se isolar, que estava com problema de ansiedade e depressão, e que me ver só iria piorar a situação. Ela disse que estava assim a semanas e que essa sensação não vinha passando. Eu entendi e disse que ia esperar ela vir falar comigo no momento certo.

No outro dia, o susto: ela me bloqueou de TODAS as redes sociais e tirou status de relacionamento em todas elas. Apagou fotos. Bloqueou inclusive amigos em comum, para que eu não tenha qualquer informação sobre sua vida pessoal. Fiquei em choque, pois não esperava uma postura assim de quem tinha planos inclusive de morar comigo, quando íamos nos mudar para Paulínia-SP. De quem disse que me amava, que eu era o "homem da vida dela", e que ela "nunca tinha encontrado alguém como eu".

Sei onde ela está agora, mas não pretendo ir até lá, pois acredito que estaria rompendo esse espaço dela, mas sofro de ansiedade e quero muito entender o que houve para essa mudança súbita de comportamento por parte dela. Há 1 semana estou chorando, com ansiedade elevada e perdendo motivação para atividades simples (academia, sair com amigos), pois tinha um apego muito grande a ela. E esse sentimento escroto não passa, pois quando lembro dos bons momentos, dos planos e das declarações de amor, eu começo a pensar em mil coisas que podem ter acontecido para um término súbito e sem explicação plausível...

Eu pergunto a vocês: até que ponto eu devo respeitar o espaço dela, mesmo que isso tenha me causado uma angústia e um vazio muito grande, já que eu a amava e não fiz nada de errado para que chegasse a esse ponto? Será mesmo que a depressão e a ansiedade fizeram com que ela tivesse esse "impulso" em querer terminar algo que mal começou ou a motivação pode ter sido outra?

Resposta enviada

Em breve, comprovaremos a sua resposta para publicá-la posteriormente

Algo falhou

Por favor, tente outra vez mais tarde.

Psicólogos especializados em Terapia de casal

Ver mais psicólogos especializados em Terapia de casal

Outras perguntas sobre Terapia de casal

Explique seu caso aos nossos psicólogos

Publique a sua pergunta de forma anônima e receba orientação psicológica em 48h.

50 Você precisa escrever mais 7650 caracteres

Sua pergunta e as respectivas respostas serão publicadas no site. Este serviço é gratuito e não substitui uma sessão de terapia.

Enviaremos a sua pergunta a especialistas no tema, que se oferecerão para acompanhar o seu caso pessoalmente.

A sessão de terapia não é grátis e o preço estará sujeito às tarifas do profissional.

A sessão de terapia não é grátis e o preço estará sujeito às tarifas do profissional.

Coloque um apelido para manter o seu anonimato

Sua pergunta está sendo revisada

Te avisaremos por e-mail quando for publicada

Esta pergunta já existe

Por favor, use o buscador para conferir as respostas

Psicólogos 10600

Psicólogos

perguntas 7650

perguntas

respostas 28950

respostas