MundoPsicologos.com
GRÁTIS - No Google Play GRÁTIS - Na App Store
Instalar Instalar

Minha namorada terminou comigo alegando depressão

Feita por >Anonimo>. 15 Abr 2018 · 1 resposta · Depressão

Estavamos num namoro de 1 e meio. Desde o início do namoro, ela havia me falado sobre a possibilidade de ir morar nos EUA, pois os pais e irmã dela moram lá. E isso representa uma oportunidade de vida pra qualquer um. Quando começamos a namorar fui conhecendo mais sobre o passado e sobre o estado de saúde dela. Ela me contou que foi diagnosticada com depressão aos 12 anos de idade, e que o psiquiatra que tinha começado o tratamento com ela passou um monte de medicamentos e não tratou da causa psicológica em si. Portanto, desde os 12 anos de idade ela faz uso de anti-depressivos, ela passou por momentos da vida que não conseguia sair de casa, que tinha muitas crises de pânico, pensou em se matar, e tentou também, e durante toda essa fase a mãe dela sempre esteve presente, sendo um anjo pra vida dela. Ela sempre foi muito frustrada por não ter sido atriz, embora ela tenha um talento absurdo pra isso. Diz ela que a depressão atrapalhou muito, e que os pais sempre a prenderam por causa do medo do meio artístico.
Ela está na mesma faculdade há sete anos, insatisfeita, trabalhando no mesmo lugar, com algo que ela não gosta. Ela se arrasta pra fazer tudo, diz estar sempre cansada, triste, e ainda foi diagnosticada com hipotireoidismo recentemente, o que piora ainda mais a situação.
Mas desde que ela me conheceu em 2016, eu tentei de tudo pra faze-la feliz, ajudei em tudo o que pude, dei todo o meu amor e carinho pra ela, estive com ela nesse momento de ausência dos pais, na qual ela não vê há um ano. Ela mora com uma tia de 90 anos, que exige muito dos cuidados dela. E os pais ainda deixaram uma casa aqui, que fica distante da casa da tia, e da muito trabalho pra cuidar, pois ela é muito grande. Fato é que o nosso namoro foi extremamente intenso, a ponto dela, que nunca tinha pensado com casar com ninguém na vida, por medo, me perguntar de mês em mês como eu ia pedir ela em casamento, e se eu queria ter filhos.
Durante o namoro, tivemos algumas brigas que a magoaram, e discutíamos as vezes por bobeira. Mas nada do que a gente não superasse. Certo momento, os pais dela ligaram dizendo que estava na hora dela ir pros EUA. Que estavam dispostos a pagar um curso pra ela. Com essa ligação ela ficou desnorteada, ficou mesmo maluca, e terminou comigo, dizendo que precisava pensar em tudo sobre a vida dela, que estava terminando contra o próprio coração, que ainda me ama muito, mas que precisava ouvir a razão, pra ela poder se tratar e pra dar rédeas pra vida.
Isso me destruiu, acabou comigo, tirou o meu chão. Emagreci uns 7kg, não consigo comer nada direitos, não tenho vontade de fazer nada. Procurei ajuda e estou fazendo terapia com o psicológo, mas ainda está bem no início.
Pra mim, essa menina é o amor da minha vida. Nós nos encontramos duas vezes nesses dois meses de término, e foi sofrido demais, pois ficamos juntos, falando que um ama demais o outro, que não queríamos que as coisas estivessem assim, choramos demais um no colo do outro.
Tentamos nos afastar pra evitar mais sofrimento, mas acabava que ela me procurava, e eu procurava ela, e toda vez que fazíamos isso a gente sofria, dizendo o quanto que um faz falta pro outro, e o quanto estávamos sofrendo.
E cada vez que voltávamos a conversar, ela dizia que precisava de liberdade agora, que ela tava tentando ficar com outras pessoas. Quando ela me disse isso, eu fiquei maluco, me jogou mais ainda no buraco. Ela me ligou chorando, dizendo que por mais tivesse ficando com outras pessoas, que a vida dela tava uma merda sem mim, que não queria que eu achasse que tava tudo bem com ela, e que o amor dela por mim não tinha acabado, que ela está fazendo isso por se sentir sozinha e carente.
Não sei o que pensar sobre tudo isso. Eu to destruido, achando que ela vai me esquecer, que vai achar outra pessoa, que terminou comigo pra isso. Eu pedi pra ela me bloquear em todas as redes sociais, e ela disse que precisava me bloquear no WhatsApp tambem, porque ela diz que não aguenta me ver online e não procurar saber de mim.
Não sei o que pensar disso tudo. Eu ainda ajudei ela, mesmo depois de tudo isso, a procurar um excelente psiquiatra aqui no Rio, e ela ja disse que está com consulta marcada. Eu fiz tudo o que eu podia, tudo por amor à ela, mesmo com todas essas mágoas no meu coração. Estive com ela na doença, e só na doença, fiz de tudo! Morei mais na casa da tia dela do que na dos meus pais, ajudei ela com as crises de depressão, ajudei com a tia, com a casa que ela precisava cuidar, ajudei-a com tudo o que vocês possam imaginar. Eu dei o meu melhor. Hoje eu fico duvidando se todos os sentimentos que ela diz ter por mim serem verdade, ela chegou a dizer que quer muito que a gente fique junto mais pra frente, quando tudo estiver melhor, pois ela acha que eu sou a pessoa certa pra vida dela. Mas, até onde acreditar nisso?
Hoje eu não posso mais falar com ela, nem procurar, pois sei que talvez ela precise de espaço, e porque eu sofro muito a cada vez que entro em contato.
Queria muito te-la de volta. Mas não sei mais o que fazer a respeito.

Assuntos relacionados

1 resposta

  • A melhor resposta

    Olá! Que bom quer está em terapia, como você mesmo falou no texto, " fiz tudo que eu podia", cuidar de você agora talvez seja a melhor forma de ajuda-la, aproveite esse turbilhão de sentimentos para aprender mais sobre você. Continue com a terapia, os ganhos são a médio e longo prazo, aproveite esse momento para se reconstruir. Att, Aline Lopes

    Upload feito 16 Abril 2018

    Logo Aline Lopes Psicóloga

    16 respostas

    8 pontuações positivas

Explique seu caso à nossa comunidade de psicólogos!

Qual é a sua dúvida? Psicólogos especializados no assunto respondem à sua pergunta
Verifique se há perguntas similares já respondidas:
    • Escreva de forma correta: evite erros de ortografia e não redija tudo em maiúsculas
    • Expresse-se de forma clara: use uma linguagem direta e com exemplos concretos
    • Seja respeitoso:não use vocabulário inadequado e mantenha as boas maneiras
    • Evite SPAM: não coloque informação pessoal (telefone, e-mail, etc.) nem publicidade

    Se o que você deseja é pedir informação como cliente, clique aqui
    Como você deseja enviar sua pergunta?
    Excluir
    Nome (será publicado)
    E-mail em que receberá as respostas
    Para que possam atender-lhe por telefone
    Para escolher expertos da sua região
    Para escolher aos expertos mais adequados
    • 7600 psicólogos à sua disposição
    • 3750 perguntas feitas
    • 22100 respostas dadas

    Perguntas similares Ver todas as perguntas