Acesso consultório Cadastre grátis seu consultório

Minha mãe faleceu há 5 meses e estou cada vez pior

Feita por >Isadora · 21 mar 2018 Psicologia clínica

Minha mãe tá repentinamente há 5 meses e tenho a impressão que meu estado emocional só piora cada dia mais. Sinto que não pude me despedir da minha mãe, conversei com ela e horas depois fiquei sabendo da sua morte. Não bastasse a dor que sinto em não tê-la mais comigo, ainda preciso arcar com as responsabilidades e afazeres que ela cumpria, como por exemplo cuidar da saúde do meu pai e da minha avó. Porém, o que tem me preocupado mais é o fato de que sinto muita raiva das pessoas depois que minha mãe morreu. Vejo as pessoas reclamando da vida por problemas diversos e sinto ódio!! Também fiquei extremamente insensível. Minha sogra descobriu um câncer e está com a saúde muito debilitada porém isso não me sensibiliza nem um pouco, apesar de estar vendo e acompanhando o sofrimento de toda a família. É como se eu penssasse: "não estou nem aí, já não tenho minha mãe aqui comigo mesmo, para mim nada mais importa"...

Meu rendimento no trabalho não é mais o mesmo pois não tenho vontade de fazer nada.

E é como se eu desejasse profundamente que todos perdessem suas mães para passarem pelo o que estou passando pois as vezes tenho a sensação de que não estão "nem aí " pra minha dor.

Não consigo mais ser educada e doce com as pessoas como era antes. Só sinto raiva e ódio de todos.

Vejo meu marido se lamentando pela doença da mãe e digo a ele: " pelo menos vc ainda tem mãe " e o pior é que penso comigo mesma: " uma pessoa se arrastando com uma doença dessa há anos e minha mãe que era tão jovem e saudável morrer de repente não é justo!!"

Esses pensamentos volta e meia me incomodam.... sei que não é certo.

Resposta enviada

Em breve, comprovaremos a sua resposta para publicá-la posteriormente

Algo falhou

Por favor, tente outra vez mais tarde.

A melhor resposta

Olá, Isadora.
Ter uma perda muito grande e repentina, causa muita dor e um luto mais difícil.
Sugiro que busque apoio psicológico, para te ajudar a superar essa perda.
Qualquer dúvida estou a disposição.

Fernanda Veronesi de Menezes Psicólogo em São Paulo

548 respostas

4468 pontuações positivas

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

Olá,Isadora,vejo que estás passando por um momento muito difícil,a perda da tua mãe ,repentinamente,assumir responsabilidades que eram dela além das tuas,ainda tem a doença da tua sogra.O luto é um processo que leva tempo pode ser saudável ou patologico.O luto tem algumas fases e uma delas é a raiva .Se sentires que a tua dor não está te deixando fazer as coisas que estavas acostumdas apesar do sofrimento procura um profissional da saúde mental para te ajudar .ok?

Elza Barros Psicólogo em Pelotas

68 respostas

387 pontuações positivas

Fazer terapia online

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

Olá Isadora!
Não se julgue pelos seus pensamentos de ódio, raiva, etc. Isso é normal e é só uma fase, perder uma mãe não é fácil, o luto é doloroso.
Aconselho você falar o que sente, botar para fora, pois dessa forma as palavras são levadas ao vento e tenho certeza de que você irá se sentir melhor, não tenha medo. Você pode procurar um psicólogo para se sentir mais a vontade, ou se preferir com alguém próximo, mas aconselho vc a falar, a pôr para fora tudo o que senti e tenho certeza de que vc vai se sentir melhor.

Estou a disposição.

Obrig.

Claudiana Amaral Psicólogo em Mogi Guaçu

14 respostas

195 pontuações positivas

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

Olá Isadora!

Sentir raiva faz parte do processo de luto, principalmente quando a perda é repentina como no caso de sua mãe. A psicoterapia poderá lhe ajudar a superar esta fase, ser acolhida por alguém que de fato entenda sua dor poderá lhe trazer a superação e melhora do seu estado emocional.

Patrícia Xavier Psicólogo em Osasco

5 respostas

719 pontuações positivas

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

Olá Isadora. O falecimento de um ente querido é muito difícil de se lidar, principalmento de alguém muito próximo, como deve ter sido a presença de sua mãe em sua vida. O sentimento de raiva faz parte do processo de luto e muitas vezes vem acompanhado de depressão, a duração e intensidade desse sentimento varia de pessoa para pessoa. Procure não se sentir culpada por esse sentimento, ao invés disso, procure trazer à lembrança, de forma vivencial (usando todos os sentidos - visão, tato, olfato) os momentos felizes que vocês estiveram juntas - esses pensamentos irão fortalecê-la e ajudá-la a passar para a outra fase do luto, que é a aceitação. Aceitar não é o mesmo que se conformar, mas é aprender a viver a vida de forma diferente, se permitindo abrir o coração para receber amor dos que a cercam.

Eliana Benedetti Psicólogo em Americana

363 respostas

787 pontuações positivas

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

Psicólogos especializados em Psicologia clínica

Ver mais psicólogos especializados em Psicologia clínica

Outras perguntas sobre Psicologia clínica

Explique seu caso aos nossos psicólogos

Publique a sua pergunta de forma anônima e receba orientação psicológica em 48h.

50 Você precisa escrever mais 7700 caracteres

Sua pergunta e as respectivas respostas serão publicadas no site. Este serviço é gratuito e não substitui uma sessão de terapia.

Enviaremos a sua pergunta a especialistas no tema, que se oferecerão para acompanhar o seu caso pessoalmente.

A sessão de terapia não é grátis e o preço estará sujeito às tarifas do profissional.

A sessão de terapia não é grátis e o preço estará sujeito às tarifas do profissional.

Coloque um apelido para manter o seu anonimato

Sua pergunta está sendo revisada

Te avisaremos por e-mail quando for publicada

Esta pergunta já existe

Por favor, use o buscador para conferir as respostas

Psicólogos 10600

Psicólogos

perguntas 7700

perguntas

respostas 29000

respostas