Minha filha de 11 anos está roubando dinheiro dentro de casa

Feita por >angela · 7 nov 2014 Adolescência

Já bati, não adiantou, já conversei e agora estou tentando castigo. Cortei TV, jogos por três dias e estou mantendo ela ocupada copiando textos grandes e o pior é q ela sempre dá uma desculpa culpando os outros das coisas que ela faz. Quando perguntei do dinheiro, ela disse que pegou para as crianças gostarem dela na escola. Já procurei saber e a professora diz que ela não está sofrendo bullying na escola, então cheguei à conclusão que ela mente para continuar com o erro e sair como vítima. O que eu posso fazer?

Resposta enviada

Em breve, comprovaremos a sua resposta para publicá-la posteriormente

Algo falhou

Por favor, tente outra vez mais tarde.

A melhor resposta 10 NOV 2014

Angela, bom dia! Como está?
O primeiro passo neste caso será buscar por auxílio psicológico com um profissional, pois este lhe dará todo suporte para enfrentar essa situação. O psicólogo fará uma avaliação da sua filha com a finalidade de compreender o que está acontecendo com ela e, consequentemente, dará orientações aos pais, que lhes proporcionará suporte para ajudar sua filha neste momento!
Grande abraço!

Consultório de Psicologia Aline Bellino Psicólogo em São Paulo

3 respostas

1349 pontuações positivas

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

22 SET 2019

Sua filha já deu a resposta do motivo porque está "roubando" dinheiro.... ela quer ser reconhecida, quer ser amada, quer ser alguém de consideração... de nada adianta o castigo, isto piora. Precisa de muito carinho e amor... procure ajuda psicológica porque as coisas podem piorar para a sua filha... e não é com roubo... é com o sentimento dela....

Geime Rozanski Psicólogo em Brasília

886 respostas

495 pontuações positivas

Fazer terapia online

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

20 MAI 2019

Por que sera que sua filha esta roubando, por não simplesmente pedir né? Sera que você como mãe tem uma caracteristica que demonstre medo para sua fillha?

Wenderson Psicólogo em São Paulo

403 respostas

193 pontuações positivas

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

15 JUN 2018

Olá Ângela, tudo bem? Problemas dw comportamento sao difíceis de lidar principalmente quando batem de frente com valores pessoais como no caso de furto. Mas é importante pensar que comportamento é comunicação. O que será que sua filha está tentando comunicar? Que necessidade, que não está sendo atendida? O que esse sintoma está quetendo dizer? Ela deu uma pista que é a questão de querer agradar as amigas. Será que ela nao se está sentindo bem , nao está se gostando muito, está com autoetima baixa e acha que so será aceita se der algo em troca? É importante investigar porque se realmente for o caso ela está vulnerável a influência do outro.
Minha dica é diálogo. E esse sintoma só vai passar quando a mensagem que quer passar for ouvida.
Se estiver muito difícil sugiro buscar ajuda profissional.
Grande abraço.

Vanessa Isola Psicóloga Psicólogo em Ribeirão Preto

106 respostas

350 pontuações positivas

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

23 OUT 2017

Bom dia Angela,

Algumas crianças, para chamarem atenção para si, comentem pequenos delitos ou comportam-Se mal. Aconselharia os pais a conversarem de maneira clara, aberta e flexível (ou seja, ouvindo a outra parte sem pre -julgar) para saber o que realmente está se passando. Alguns país optam por castigos. Mas para a criança melhor uma punição do que a alienação, do que ser ignorada, entendes?
De qualquer maneira busque um terapeuta familiar para ajuda-las solucionar esta questão é reforçar laços de confiança e afeto entre vocês.

Estou a disposição

Elisa Lengler

Elisa Canellãs Lengler Psicólogo em Florianópolis

453 respostas

14213 pontuações positivas

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

20 ABR 2017

Oi Angela,
São fundamentais para a sobrevivência e quando não conseguimos obter carícias positivas podemos nos contentar até mesmo com as carícias negativas pois ainda é melhor receber algum tipo de reconhecimento do que ficar fadado à indiferença.
Esse comportamento é necessidade de carícias, quer chamar atenção de alguma forma, se não está conseguindo pelo bem, vai pelo mal mesmo. O que importa é RECEBER atenção, não importando se for negativa ou positiva. É como beber água poluída, pois a necessidade extrema faz com que desconsideremos as qualidades prejudiciais da mesma. Entende?
Sua filha busca atenção, pede socorro por alguma situação que está vivendo de sofrimento ou necessidade. Busca Carícias Negativas porque não sabe buscar as Carícias Positivas ou tentou e não recebeu socorro.
Procure orientação de um psicólogo na sua cidade. Com certeza poderão identificar a raiz desse comportamento e auxiliar em estratégias para mudança.
Fico à disposição para conversar,

Marci Kraft

Marci Kraft Psicólogo em Joinville

190 respostas

13080 pontuações positivas

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

5 OUT 2016

Angela, procure um psicanalista; ele poderá te ajudar a lidar com as suas dificuldades com tua filha.

Julio Cesar Spehar Psicólogo em Santo André

322 respostas

22438 pontuações positivas

Fazer terapia online

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

2 JUL 2016

Angela, esta situação deixa muitos pais sem saber como agir. Uma sugestão seria que ela de alguma forma reparasse seu erro. Como por exemplo, lhe devolver o dinheiro ficando sem mesada, realizando alguma atividade, etc. Um psicólogo especializado em adolescentes pode lhe ajudar no manejo com ela e também trabalhara com ela os motivos que levam ela a ter estes comportamentos. Espero ter ajudado,
Fernanda Guadagnin

Consultório Fernanda Guadagnin Psicólogo em Joinville

47 respostas

3295 pontuações positivas

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

11 FEV 2016

A verdade no relacionamento de vocês é melhor opção, conte para ela o quanto é amada e como você se sente com essa situação, converse relatando que sabe de tuso e que irá ajudá lá com tudo o que for necessário. Procure um psicólogo e inicie atendimento o quanto antes.
Mariana Harumi
Psicóloga

Mariana Harumi Psicóloga Clínica Psicólogo em Itapetininga

9 respostas

2534 pontuações positivas

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

2 JUL 2015

Angela bom dia!
O comportamento de roubo da sua filha pode denunciar que está ocorrendo uma falha relacional entre vocês, e ainda, pode apontar uma tentativa de construção de vinculo com você, ainda que seja através do objeto que é afanado (no caso o dinheiro).
Vale a pena procurar um profissional que consiga ajudá-las!

Cristiane Camargo
CRP/SP: 06/122094

Cristiane Camargo Psicólogo em São Paulo

1 resposta

1246 pontuações positivas

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

29 MAI 2015

Olá, Angela,
Tirar dinheiro aos 11 anos tem um significado. Parece que sua filha deseja algo que sente que não tem.
É um pedido de socorro.
E ela disse a você que quer dar às colegas da escola para que eles gostem de si. A professora confirma que ela está sofrendo com dificuldade de relacionamento na escola.
Ela está sofrendo duas vezes; em casa, por estar sendo punida, e na escola, por estar sendo excluída do grupo.
Sei que é difícil para você, mas acredito que o melhor é procurar ajudá-la e acolhê-la.
Que tal procurar a escola e buscar saber como é que eles tratam quando uma criança é excluída, quando há bullying?
Que tal procurar ajuda de um psicoterapeuta para que este possa ajudar tanto a sua filha quanto a você neste momento?
Acredito que seja da sua ajuda que ela precise.
Boa sorte.
Sandra Coaiori
CRP06/34949-0

Sandra Colaiori Psicologia Psicólogo em São Paulo

108 respostas

6785 pontuações positivas

Fazer terapia online

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

15 MAI 2015

É importante compreender o que leva sua filha a fazer isso. Descubra o que ela realmente quis com o dinheiro, o que ela fez com ela, qual o intuito dela ao pegar o dinheiro escondido. Diga que quando precisar ela pode pedir a você, mostre que ela não tem necessidade de tirar escondido. é fato que o primeiro impulso dos pais é repreender o filho, mas isso nem sempre funciona. Deve-se compreender o sentido dessa ação para sua filha, de modo que você possa orientá-la melhor.

Leonardo Viana de Vasconcelos Martins Psicólogo em Fortaleza

1038 respostas

28489 pontuações positivas

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

27 MAR 2015

Bom dia Angela,
lidar com essa situação deve ser complicado para você, sei que de início o primeiro impulso é punir a criança pelo erro cometido, mas é preciso analisar se o mais acertado é puní-la. Afinal a punição não ensina absolutamente nada a criança, o que gera é "contra controle", ou seja, sua filha passa a esconder coisas de você.
Tenta buscar ajuda profissional para ela e também para você.

Samara Oliveira
CRP:02/17040

Humaniza Psicologia e Serviços Integrados Psicólogo em Petrolina

22 respostas

2129 pontuações positivas

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

17 MAR 2015

Angela, o psicólogo irá investigar, junto contigo, quais as motivações desse comportamento. Essas podem ser muitas, desde precisar realmente do dinheiro por alguma razão que você desconhece, afirmar-se para amigos ou atender a mandos de praticantes de Bullying. Mas é preciso investigar quais as situações, pessoas e contextos relacionados a esse comportamento. Como você já tentou diferentes estratégias, procurar ajuda profissional parece ser o passo mais acertado a ser dado.

Rosina Forteski Glidden Psicóloga Psicólogo em Joinville

8 respostas

1362 pontuações positivas

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

11 NOV 2014

Pelo seu relato, é recomendável procurar um(a) psicólogo(a) para fazer uma avaliação do comportamento de sua filha, analisar o contexto familiar e também lhe dar suporte e orientações sobre como lidar com esta situação. Quanto antes isto for diagnosticado e tratado será mais fácil e melhor para todos. Reflita Angela e se posicione. Não há tempo a perder!
Abraço,
Cristina Vasconcelos

Anônimo-186722 Psicólogo em Juiz de Fora

48 respostas

5425 pontuações positivas

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

10 NOV 2014

Boa Noite Ângela, esse comportamento, apesar de ser um comportamento reprovável eticamente, socialmente, moralmente etc., vem se repetindo, e você já tentou várias maneiras reprimi-lo que não deram certos. Acredito, que esse comportamento não seja a causa do problema, mas um sintoma de um conflito que se passa dentro dela. Ouça o sintoma, ele está pedindo socorro. Além das tensões psíquicas que desencadeiam esses furtos, que já devem fazê-la sofrer demais porque sabe que a sua conduta é errada ela, se não tratada agora, terá que lidar com a culpa e com as situações vexatórias que o próprio comportamento está a lhe causar. Às vezes inconscientemente ela está procurando uma forma de se sentir melhor, ou ainda, de se punir para evidenciar o que ela sente nas suas emoções sobre si mesma, e não está encontrando outra forma de fazê-lo. Como te falei, ouça-a, procure um profissional psicólogo, seja particular ou de um posto. Não adie. No mundo que vivemos hoje já ficou para trás o reconhecimento apenas do adoecimento físico, é preciso entender que adoecemos emocionalmente, mesmo que aparentemente não nos falte nada. Essa falta, esse grito não é por algo material, mas pelo o que não está bem dentro dela. Sem o seu aval ou com seu aval ela vai continuar desejando fazer o que vem fazendo, sem entender bem o por quê, mesmo que não o faça. Então, por que não cuidar agora, para que no futuro ela se veja livre de culpas infundadas ou de faltas desconhecidas, tornando esse comportamento um hábito ou transformando ele numa forma de se sentir pior. Por que bem, ela não deve está se sentindo. Eu já atendi mais de duzentos casos parecidos, fiz minha pós e vários cursos para entender o que leva um adolescente ou pré-adolescente a desenvolver esses comportamentos. A sua filha é muito nova, você pode, junto com ela e com a ajuda de um profissional, sair dessa situação sem sequelas. Agora não espere... pode ser que ela consiga se livrar disso agora, mas, e dos conflitos internos com ela mesma que podem gerar outros sintomas, inclusiva até a fase adulta? Naira Teixeira.

Naira Caroline A. C. Teixeira Psicólogo em Vitória

3 respostas

2799 pontuações positivas

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

10 NOV 2014

A questão do roubo dentro de casa pode ter vários motivos entre eles a maioria psicológico, por isso seria interessante levá-la para fazer uma avaliação psicológica e entender as causas reais que levam ela a ter esse comportamento.
Psicóloga Keili

Keili Gobi Psicólogo em Rio de Janeiro

27 respostas

1747 pontuações positivas

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

10 NOV 2014

Olá Ângela!
Antes de tomar qualquer decisão é necessário descobrir o motivo pela qual está ocorrendo o fato. Provavelmente um pensamento disfuncional foi estabelecido na estrutura cognitiva da criança na fase de aprendizagem. Porém, somente através da psicoterapia será feito um diagnóstico correto.

Waldir de Oliveira Psicólogo em Santo André

67 respostas

3626 pontuações positivas

Fazer terapia online

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

10 NOV 2014

Angela, bom dia, dar uma resposta como definitiva neste caso é complicado, pois precisarei de um embasamento tanto do lado dela como da família, escutar o histórico de como é o lar dela e das pessoas que lá vivem e com ela. É necessário todo um preliminar escutar e executar tarefas terapêuticas para se ter uma ideia do que possa de fato estar acontecendo. Assim você deve imediatamente procurar um terapeuta e só assim ele pode lhe abrir um caminho mais seguro de uma resposta.
Pense nisso e tome esta atitude.
Um grande abraço.

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

Psicólogos especializados em Adolescência

Ver mais psicólogos especializados em Adolescência

Outras perguntas sobre Adolescência

Explique seu caso aos nossos psicólogos

Publique a sua pergunta de forma anônima e receba orientação psicológica em 48h.

50 Você precisa escrever mais 9700 caracteres

Sua pergunta e as respectivas respostas serão publicadas no site. Este serviço é gratuito e não substitui uma sessão de terapia.

Enviaremos a sua pergunta a especialistas no tema, que se oferecerão para acompanhar o seu caso pessoalmente.

A sessão de terapia não é grátis e o preço estará sujeito às tarifas do profissional.

A sessão de terapia não é grátis e o preço estará sujeito às tarifas do profissional.

Coloque um apelido para manter o seu anonimato

Sua pergunta está sendo revisada

Te avisaremos por e-mail quando for publicada

Esta pergunta já existe

Por favor, use o buscador para conferir as respostas

Psicólogos 10950

Psicólogos

perguntas 9700

perguntas

respostas 32000

respostas