Acesso consultório Cadastre grátis seu consultório

Me sinto estranho, confuso, perdido, cansado

Feita por >Pensativo em 16 abr 2018 Depressão

Tenho depressão a 8 anos mais ou menos, tomo remédios a 1 ano tomei mais de 6 tipos com dosagens diferentes, junto com tratamento de psicólogo. Tenho um pensamento bem forte de como as pessoas devem seguir com suas vidas. Acredito que é da opção do ser humano não querer viver. Me forço para viver como uma pessoa normal, sair com amigos, beber, comer e dar risadas. Sempre tive dificuldade, alguns sucessos e muitos fracassos, mas a algum tempo não consigo desligar a minha mente e interagir com as pessoas próximas de mim. Penso no que elas vão falar e se elas vão reparar que não estou sorrindo por que quero mas como reflexo de uma situação social. Nunca fui de sentir muito pena e tristeza, mortes de parentes nunca me deixaram muito triste mas sim meio desconfortável pois pessoas chorarem do meu lado. Descobri recentemente que costumo não ligar muito para as pessoas, me pergunto se falo com amigos para usar eles, para usa-los para satisfazer minha necessidade naquele momento. Poucos são os momentos que não brigo com a minha mente e entro numa discussão sobre vida, morte, relações e o quanto sem graça e trabalhoso ficar vivo. Foi comprovado que tenho distimia e depressão e outros problemas. Ao mesmo tempo que minha cabeça piora vou ficando mais velho e com problemas físicos também. Em fim falei muito... Me pergunto se alguém passou por isso. Tenho 25 anos.

Resposta enviada

Em breve, comprovaremos a sua resposta para publicá-la posteriormente

Algo falhou

Por favor, tente outra vez mais tarde.

A melhor resposta

Boa noite, Pensativo,
De quem já teve depressão, ela nos faz fechar as portas ao convívio, e é muito fácil nos convencer de que não nos importamos, ou não precisamos, das pessoas.
Neste ponto, é importante encontrar o que te motiva a continuar, e o que o faria desistir de tudo.
Ache aquilo que te derruba, e LIVRE-SE DISSO. Não vale a pena esforçar-se para viver apenas o mínimo do que pode/necessita.
Lembre-se que todo seu potencial está à sua disposição. Só precisa tomar a iniciativa de USÁ-lo.
Se quiser saber mais, estou à sua disposição. Não se deixe derrubar por tão pouco. Há muito mais brilho na vida do que você imagina.
Basta aprender a enxergar.

Psicólogo Felipe Moreira Psicólogo em São José dos Campos

228 respostas

1413 pontuações positivas

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

Boa tarde, em casos crônicos de depressão seria interessante procurar um profissional que trabalhe as memórias da sua gestação. Em muitos casos há a presença de traumas intrauterinos ou mesmo causados na primeira infância. Nesses casos é necessário trabalhar com técnicas que dessensibilizem essas memórias.
Também seria interessante investigar a hereditariedade dessa depressão, se há antepassados diretos ou indiretos que tiveram o mesmo problema que você vem apresentando. Nesses casos, a Constelação familiar ajuda muito.
Investigue com um bom profissional se também há traumas da sua infância, adolescência ou vida adulta que precisam ser tratados. SE houver procure um profissional especialista em traumas que trabalhe com técnicas como EMDR, Brainspotting, Experiência somática.

Edgard Tetsuo Utiama Psicólogo em São José dos Campos

101 respostas

2530 pontuações positivas

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

Olá!
Cada pessoa passa por determinadas situações que, muitas vezes são incompreensíveis, complexas. Passamos por fases delicadas e que nos deixam vulneráveis, frustrados. São momentos intrínsecos ao existir humano. A psicoterapia é um espaço muito apropriado e seguro para abordar assuntos como o seu. Aproveite seu (sua) psicoterapeuta e coloquem as suas observações a este tema. Juntos lidaram de melhor maneira a viver de forma disposta ao contexto vivido.
Saudações!

Psicólogo Tiago José Psicólogo em Belo Horizonte

179 respostas

2294 pontuações positivas

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

Boa tarde Pensativo, posso dizer que muitos seres humanos tem experiencias diversificadas e, podem sim se sentir como você relata, fiquei pensando muito no seu relato e, os sentimentos, as emoções, a percepção que tem de si mesmo e do mundo ao seu redor, você pode até discordar que necessita nesse momento de ser ouvido, sugiro que procure um grupo de terapia para ter a experiência de falar tudo, falar livremente sem se preocupar com a opinião dos outros, julgamentos, discordâncias ou criticas, apenas deixe os pensamentos e palavras saírem livremente para outras pessoas te ouvirem. Procure se puder fazer caminhadas ao ar livre em contato com a natureza, respirar e caminhar livremente ajudam bastante. Um forte abraço, boa sorte.

Eliane Weber Psicólogo em Salvador

415 respostas

662 pontuações positivas

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

ola pensativo!!!! saudaçoes!!!!! procure aí na sua cidade um psicologo ou entao um hipnoterapeuta que vai te ajudar muitissimi á sair deste quadro de depressao, ok?

Sandra Elena Carosio Psicólogo em São José do Rio Preto

480 respostas

21569 pontuações positivas

Fazer terapia online

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

Olá,
Você relata estar com depressão, tomando remédios e que fez tratamento junto à um psicólogo. É importante buscar ajuda sempre, como fez e vem fazendo, somado ao seu esforço, é um grande passo para melhorar a sua condição. Você diz sentir uma estranheza em seu comportamento e visão de mundo quando junto à muitas pessoas, sente uma diferença evidente entre você e elas e há que se pontuar que cada um é único e isso não significa que há algo errado com a maneira de ser de ambos os lados, são apenas diferenças. Quando diz que se força para viver uma vida normal, é importante frisar coisas que lhe tragam prazer, que lhe agradem e não se basear em como os outros vivem ou o que vão pensar sobre você. A relação mais importante é sempre consigo mesmo para depois com os outros, é necessário nos encontramos e fazermos-mos as pazes conosco, se nos fixarmos em atender à demanda do que esperam de nós, nossa vida fica muito pesada e difícil de levar. Espero ter contribuído. Abraços

Daniela L Prandes França Psicólogo em Maringá

25 respostas

168 pontuações positivas

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

Olá! Transtornos psicológicos são mais comuns do que muitos imaginam, o problema é quer, falar abertamente sobre isso ainda é um tabu, mas, sim! Muitas pessoas no Brasil e no mundo sofre com a depressão. Você falou que toma remédio há um ano e a psicoterapia você fez quanto tempo? Ou continua fazendo? A terapia medicamentosa junto com a terapia com um psicologo é fundamental, sendo que a psicoterapia é de médio a longo prazo. Att, Aline Lopes

Aline Lopes Psicóloga Psicólogo em Rio de Janeiro

21 respostas

74 pontuações positivas

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

Psicólogos especializados em Depressão

Ver mais psicólogos especializados em Depressão

Outras perguntas sobre Depressão

Explique seu caso aos nossos psicólogos

Publique a sua pergunta de forma anônima e receba orientação psicológica em 48h.

50 Você precisa escrever mais 7200 caracteres

Sua pergunta e as respectivas respostas serão publicadas no site. Este serviço é gratuito e não substitui uma sessão de terapia.

Enviaremos a sua pergunta a especialistas no tema, que se oferecerão para acompanhar o seu caso pessoalmente.

A sessão de terapia não é grátis e o preço estará sujeito às tarifas do profissional.

A sessão de terapia não é grátis e o preço estará sujeito às tarifas do profissional.

Coloque um apelido para manter o seu anonimato

Sua pergunta está sendo revisada

Te avisaremos por e-mail quando for publicada

Esta pergunta já existe

Por favor, use o buscador para conferir as respostas

Psicólogos 10500

Psicólogos

perguntas 7200

perguntas

respostas 28850

respostas