Acesso consultório Cadastre grátis seu consultório

Me apaixonei por outro

Feita por >Poliana · 12 nov 2019 Terapia de casal

Sou casada há 10 anos, temos dois filhos, mas a meu ver estou com ele por hábito, costume msm, medo de encarar a família... Não consigo ter prazer na hora do sexo, tenho um certo nojo do toque dele em mim, e Sempre que transamos é por obrigação. Reencontrei um flerte de adolescente na internet, e começamos a conversar, e despertou uma paixão, estamos juntos há 4 meses, ele tbm é casado, mas diz que sempre me amou e que largaria tudo para ficar comigo. Enfim, não sei como proceder, se permaneço casada por conta dos filhos que temos, das críticas que sei que vou enfrentar ou sigo minha vida em busca de ser feliz no amor novamente.

Resposta enviada

Em breve, comprovaremos a sua resposta para publicá-la posteriormente

Algo falhou

Por favor, tente outra vez mais tarde.

A melhor resposta 13 NOV 2019

Poliana estar entre duas opções tão cheias de responsabilidade é mesmo bastante difícil. Mas a primeira questão que deve ser resolvida é: vc tem vontade de se separar devido o desgaste do casamento ou pelo reencontro de um amor do passado?
Porque se é pelo simples desgaste da relação e vc tem certeza que o amor acabou então o primeiro passo é vc se ver como uma pessoa sozinha sem estar em uma relação. E por que isso? Por alguns motivos:
1. Vc deve amar a si mesma e saber estar só antes de estar em uma relação e até para estar em uma acreditar que aquela relação é consequência e não causa da sua felicidade.
2. Vc disse que o outro rapaz é casado e que pretende se separar mas leve em consideração a chance disso não acontecer o que é bem provável porque se ele quisesse já teriase separado independente da sua decisão.
3. Vc é totalmente capaz de ser feliz apenas com seus filhos como muitas mulheres são. Um casamento acaba é normal e não é o fim do mundo e vc não se torna uma pessoa ruim quando decide se separar muito pelo contrário vc está se dando o direito de reconstruir sua felicidade e dando ao seu marido esse mesmo direito pois é até injusto prende-lo a uma relação que não faz mais sentido.
Seja qual for sua decisão tenha certeza que vc é mais forte do que vc imagina e não deixe de ser feliz pelo que outras pessoas pensam. Os filhos crescem e uma mãe feliz é uma mãe melhor. Mas como eu disse se for fazer faça independente do que a outra pessoa fará. Faça por vc e só por vc.

Tatiana Martins Psicóloga Psicólogo em Maceió

3 respostas

5 pontuações positivas

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

26 NOV 2019

Boa noite, Pelo o que você relata aqui no momento Poliana a escolha que você quer fazer já está formulada, apenas precisa se fortalecer para tomar a decisão e, mais do que isso enfrentar a si mesma e aos outros.

Seja qual for a sua decisão, quero que, pense primeiro em você, no que você quer para "você"? Responda essa pergunta pensando em você como mulher, ser humano que merece amar e ser feliz.

Depois, pense em você como esposa, quais são os pontos negativos e positivo dessa relação? Vale a pena continuar?

Agora, pense em como as suas decisões afetará a vida de seus filhos de um modo geral, o que seus filhos pensaram de você?

Quanto a seus familiares, cada um tem a sua vida e, vivem e fazem o que bem querem, pedem a sua opinião sobre o que fazer?

Logo Poliana pare um pouco e reflita sobre tudo o que envolve suas decisões e como quer viver a sua vida e ser feliz.

Eliane Weber Psicólogo em Salvador

450 respostas

709 pontuações positivas

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

23 NOV 2019

Oi Poliana!
A vida nos traz surpresas, não é mesmo? Reencontrar um flerte da adolescência não acontece todos os dias. Isso deve ter despertado um lado seu que estava adormecido. A novidade, a possibilidade de sair da rotina. Não se iluda que o outro te fará feliz. Isso é uma grande responsabilidade. O que te faz feliz nem sempre é o que faz feliz a outra pessoa.
Hoje você não é mais adolescente. Você é casada e tem 2 filhos. Você amadureceu e ele também.
Se o seu casamento caiu na rotina, quem dirá que isso não ocorrerá no seu próximo casamento ou relacionamento?
Essa situação pode se repetir se você não tiver autoconhecimento suficiente para entender esse processo que te levou à monotonia. Procurar um outro relacionamento não resolve o problema existente, você só estará mudando o foco.
Pense nisso!
Estou à disposição!

Rosana Teshima Psicólogo em São José dos Campos

4 respostas

4 pontuações positivas

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

19 NOV 2019

Olá Poliana!
O que é o amor?
O amor entre os seres humanos é uma troca, tipo, tem seus benefícios e malefícios. Nada é perfeito e nem tudo que parece ser, realmente é, por isso, tome muito cuidado com suas decisões.
Pense nas coisas boas que seu marido tem, nas características boas, enfim, faça uma lista das características boas e ruins e coloca na balança.
Da mesma forma faça sobre o seu flerte, sabendo que ele é casado e está traindo a esposa dele com você. Se ele faz isso com ela, existe a possibilidade de ele fazer a mesma coisa com você. Como você iria se sentir sendo traída?
Tente fazer uma terapia de casal com o seu marido para resolver algumas questões que anteriormente não existia, porque se vocês estão juntos à dez anos e teve dois filho é porque já foi melhor. Tente consertar o seu casamento primeiro, seus filhos também merecem atenção especial. Não sei a idade deles, mas devem ser crianças e crianças merecem ser cuidadas com muito cuidado.
Faça uma terapia cognitivo comportamental breve e depois decida.

Waldir de Oliveira Psicólogo em Santo André

63 respostas

3618 pontuações positivas

Fazer terapia online

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

19 NOV 2019

Poliana tudo bem? É normal que o casamento ele entre em uma rotina que enjoamos ,porém antes de você tomar qualquer decisão de sair do seu casamento por uma paixão de adolescente , seria legal você fazer uma terapia para se conhecer e ter a certeza se realmente vai valer a pena essa troca. Abraços!

Psicóloga Natalia Martins Psicólogo em São Paulo

317 respostas

5175 pontuações positivas

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

13 NOV 2019

Ola Poliana! Sua história é um tanto delicada. Me parece que você se encontra em um turbilhão de sentimentos. Antes de uma decisão precitada, busque por ajuda de um profissional da psicanálise/ psicologia, com objetivo de entender o que se passa com seus sentimentos. Todos merecem ser e ter momentos felizes e você também pode, assim que se sentir segura para isso. Busque por ajuda, tenho certeza que facilitará em muito suas decisões! Sucesso

Cleide Marchiotti Psicóloga - Psicanalista Psicólogo em Maringá

27 respostas

24 pontuações positivas

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

13 NOV 2019

Poliana,
De alguma forma, parece que você e seu marido neste casamento perderam a conexão, tão importante para manter os papéis de homem e mulher. Se relacionar por hábito, costume e por obrigação torna a relação mecânica e como provavelmente vocês não devem estar falando sobre isso, a tendência é que um ou mesmo os dois busquem atividade, distração ou mesmo uma nova conexão fora, porque isso os faz lembrar que são mais que pais ou companheiros de jornada um para o outro. É necessário avaliar bem o que sua relação te traz e porque se sente impedida de viver o que quer, seja dentro ou fora. Quais suas reais intenções, porque é delas que vão surgir suas ações. Trata-se de sua vida, daquilo que quer viver, sentir e do quão honesta se sente para enfrentar uma conversa com seu parceiro ou mesmo um rompimento se já não faz mais sentido para os dois continuarem juntos. Tudo isso pode começar com seu processo terapêutico, onde você vai aprofundar seu autoconhecimento, tomar as decisões mais acertadas baseadas no que acredita e não no que esperam de você. Vamos começar olhar isso mais de perto? Marque uma consulta!! Espero ter te ajudado!

Katia Vega Psicólogo em Rio de Janeiro

28 respostas

18 pontuações positivas

Fazer terapia online

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

13 NOV 2019

Oi Poliana,
Tens dois caminhos que podes trilhar.
Como colocaste, o primeiro é continuar com o marido
O segundo é romper com este casamento e constituir um outro.
Tens o livre arbítrio e cada um desses caminhos tem pros e contra. É preciso analisar com cuidado.
A resolução tende a beneficiar ambos, todos.
Certo que tendemos sempre ser felizes, mas também temos que ser responsáveis pelo que fazemos.
Antes de tudo, te questiono a vida fingida que estás levando com o marido: ele sabe da verdade sobre o relacionamento de voces dois? (tu e teu marido)? Do que sentes quando ele te toca? Que fazes o sexo, por obrigação? Porque não dialoga com ele?
Então, primeira coisa e seres sincera contigo mesma e depois com seu marido: tens que dialogar com eles sobre o que sentes, dialogar sobre as fantasias que tens a respeito do sexo, como gostas, como queres e não pensar que ele sabe... ele também deverá ter suas fantasias, suas queixas.
Depois, aprender a amar. Amar não é só fazer sexo, rebusque os motivos pelos quais voce casou, retome com ele todos os sonhos, o que cada um queria e como está hoje, referente a estes pontos.
Um casamento se constrói dia pós dia, se nutre com atitudes amorosas...
Caso este diálogo (e não é só um) não resolver (eu tenho certeza que muita coisa vai surgir) aí pode pensar em sonhar com outras coisas.
Antes de qualquer coisa, indico fazer Psicoterapia de casal.

Geime Rozanski Psicólogo em Brasília

659 respostas

353 pontuações positivas

Fazer terapia online

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

13 NOV 2019

Olá seja bem-vinda.Aos meus pacientes eu sempre peço que não tomem nenhuma decisão antes de analisarem muito bem o que estão sentindo, isto vai dar uma segurança nas suas decisôes.É muito difícil perceber realmente os seus sentimentos sozinha,por isso,procure um profissional da saude mental para te ajudar a elaborar todas as emoçôes e depois tome uma decisão,ok?

Elza Barros Psicólogo em Pelotas

68 respostas

390 pontuações positivas

Fazer terapia online

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

13 NOV 2019

Olá Poliana! Entendo que deve estar sendo um momento bastante difícil para você, recheado de dúvidas! Acredito que seja importante pensar em três aspectos muito importantes para tomar essa decisão: 1) sua relação com o seu marido (que características você gosta nele, que características não gosta, o que vocês fazem juntos, que estratégias já tentaram para tentar melhorar o relacionamento, quando o relacionamento começou a esfriar, como foi a história do relacionamento, etc); 2) sua relação com este namorado do passado (o que gosta nele, o que não gosta, por que não deu certo no passado, etc); 3) seu autoconhecimento (o que você precisa para ser feliz, que coisas valoriza, como está sua vida em outras áreas fora a amorosa, etc). Pensando nessas coisas, é possível pesar melhor os prós e contras e chegar a uma decisão mais consciente em relação ao que fazer. Um psicólogo pode te ajudar bastante nessa jornada!

Psicóloga Luana Monteiro Psicólogo em Indaiatuba

2 respostas

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

13 NOV 2019

Olá! Grato por participar. O amor é algo que exige manutenção, direcionamento, administração; a paixão, é algo forte com curta duração, os filhos são para sempre. A busca por emoções fortes são constantes buscas das pessoas, mas também, a longo prazo, a estabilidade, a regularidade propiciam uma vida mais regular. Será interessante você poder refletir sobre qual dos componentes atraentes de cada escolha você quer buscar. Qual a sua idade? Será interessante você poder amadurecer os motivadores e alicerces dessa escolha com a ajuda de um psicólogo. Um abraço: Ary Donizete Machado.

Ary Donizete Machado Psicólogo em Limeira

1328 respostas

648 pontuações positivas

Fazer terapia online

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

Psicólogos especializados em Terapia de casal

Ver mais psicólogos especializados em Terapia de casal

Outras perguntas sobre Terapia de casal

Explique seu caso aos nossos psicólogos

Publique a sua pergunta de forma anônima e receba orientação psicológica em 48h.

50 Você precisa escrever mais 8700 caracteres

Sua pergunta e as respectivas respostas serão publicadas no site. Este serviço é gratuito e não substitui uma sessão de terapia.

Enviaremos a sua pergunta a especialistas no tema, que se oferecerão para acompanhar o seu caso pessoalmente.

A sessão de terapia não é grátis e o preço estará sujeito às tarifas do profissional.

A sessão de terapia não é grátis e o preço estará sujeito às tarifas do profissional.

Coloque um apelido para manter o seu anonimato

Sua pergunta está sendo revisada

Te avisaremos por e-mail quando for publicada

Esta pergunta já existe

Por favor, use o buscador para conferir as respostas

Psicólogos 10750

Psicólogos

perguntas 8700

perguntas

respostas 30200

respostas