MundoPsicologos.com
MundoPsicologos.com
No Google Play Na App Store

Dilema: nova paixão durante o casamento

Feita por >Bruno Silva>. 9 Dez 2015 5 respostas  · Terapia de casal

Olá, tenho 32 anos, sou casado ha exatos 4 anos, 2 anos de noivado e 10 de namoro, ou seja uma relação de 16 anos com minha esposa, nos conhecemos jovens no colégio e todas nossas experiências foram compartilhadas, conquistamos muitas coisa juntos, nossas carreiras profissionais, carro, apartamento, problemas, alegrias e tristezas, enfim, tudo que uma relação de 16 anos traz. A relação sempre foi muito sincera e honesta, tudo sempre foi compartilhado e estávamos planejando ter filhos.


Há 4 meses atrás, não sei por qual motivo, pensei sobre meus desejos sexuais e resolvi procurar um casa de prostituição para realiza-los, pois visando apenas o prazer carnal tenho uma lista de atributos físicos que sempre me chamaram a atenção como ontem, neste dia acabei ficando com uma mulher com tais atributos, o sexo foi o melhor que já tive e acabei pedindo o telefone desta mulher ao final, a mesma me passou seu telefone e mantivemos contato via mensagens e um mês depois voltei a procura-la no mesmo local, o segundo encontro foi mais intenso e nos envolvemos de verdade, em ambos os encontros eu não apenas satisfiz meus prazeres mas a tratei com carinho e fui correspondido, fazendo com que nos envolvêssemos. Não revelei que eu era casado e após acha informações dela no Facebook, a mesma descobriu que eu era casado, devido ao nosso envolvimento ela se afastou, se sentiu enganada e cortou o contato. Fiquei bastante triste, pois estava curtindo aquela pseudo-relação, mas com os passar dos dias fui me recuperando, em paralelo minha relação com a esposa estava normal, escondi tudo que estava acontecendo.


Dois meses após a descoberta de que eu era casado, resolvi entrar em contato com a mulher para mostra-la que não sou a pessoa horrível que ela me chamou, ela se surpreendeu com o meu contato e conversamos a respeito do que aconteceu, "nos entendemos" e ela disse que a principio nossa relação seria profissional, mas acabamos tendo relações sexuais novamente neste mesmo dia e nosso envolvimento voltou com mais força, nossos contatos se intensificaram, durante o período que ficamos distantes ela tinha parado de trabalhar na casa de prostituição e nossas conversas saíram do âmbito carnal e passaram a ser sobre vida, planos, problemas e etc... Majoritariamente sobre ela, pois ambos sabiam que um relacionamento entre nós não seria possível, pois eu era casado. Após os 2 meses que não nos falamos houve mais dois encontros, totalizando 4, sendo o ultimo o mais intenso de todos, conversamos sobre nos e ali ficou claro que estávamos um apaixonado pelo outro. Alguns dias após este encontro me vi pensando em planos com esta mulher, e isso pesou demais no meu casamento, até que não suportei mais a contei quase tudo para a esposa, só não contei detalhes sobre os encontros.


Obviamente minha esposa e eu tivemos péssimos dias, num desses dias minha esposa pediu que me decidisse e falei que não daria continuidade a esta relação com a mulher e ela me pediu que ligasse na frente dela para dizer isso a outra, tentei fazer isto, mas durante a chamada minha esposa acabou entrando na conversa e ofendendo a mulher, desliguei o telefone no mesmo instante. Após este fato a mulher entendeu que eu revelei a verdade a minha esposa, se sentiu ofendida e cortou todas as formas de contato com que teria com ela. Minha esposa e eu passamos péssimos dias, até que decidi seguir em frente com a minha esposa, ela disse que me perdoa e esta disposta a seguir em frente.


Me vejo no dilema entre a razão e a paixão, ainda amo minha esposa, mas a experiência sexual que foi maravilhosa e se tornou afetiva desperta minha curiosidade e vontade de saber como seria essa relação com essa mulher. Estou caminhando no sentido de tentar apagar uma paixão, acredito que este processo seja longo e doloroso, pois me pego diversas vezes imaginando como seria fazer coisas que já fiz com minha esposa, com essa mulher, como por exemplo viajar, shopping, cinema.... Muitas dúvidas estão na minha cabeça, fiz sexo com a minha esposa, mas as lembranças do sexo com a outra e não somente do sexo, de todos os detalhes ainda são muito fortes na minha mente.


Sei que devo continuar meu casamento e não gostaria de causar mais nenhum mal a minha esposa, mas ainda lembro da outra...

Como sempre fui muito sincero com minha esposa, numa das muitas conversas que tivemos, usei o exemplo de um dependente químico, pois tenho que passar por um processo de recuperação que não é instantâneo.


Ha quase duas semanas não tenho mais contato com a outra mulher, para tal teria de ligar de um telefone que ela não conhece ou procura-la pessoalmente.

A melhor resposta

Olá Bruno, essa é uma questão muito comum e antiga do ser humano. Muitos homens entram em relações sérias com objetivos específicos: união, família, filhos, estabilidade para uma vida, afinal, queremos deixar nosso legado e não pretendemos acabar nossos dias sozinhos na vida, mas aí é que se esconde os perigos desses objetivos em uma relação. Acontece que o ser humano é dotado de processos químicos que o deixa mais propício a busca de aventuras e emoções constantes (alguns mais, outros menos), ai entra a briga entre a emoção e a razão (aliás, e esse é um exercício de reflexão que devemos desenvolver durante toda a vida, pois nos ajuda a ter decisões mais seguras a longo prazo), geralmente quando a emoção ganha e a pessoa opta pela experiência de aventura, ela encontra o prazer, e com ele, as conseqüências envolvidas. O mais importante é você ter a consciência é de que essa sensação de prazer atual dessa aventura vai acabar e, talvez, você precisará de uma nova. É o que chamamos ‘habituaçã’. Se você decidir ficar com essa pessoa, vai ter que aprender a elaborar uma vida com ela, com uma dinâmica completamente diferente da qual você está acostumado com sua esposa, e tentar impor o seu estilo de vida a ela vai gerar conflitos. Portanto, saber respeitar as diferenças já conhecidas é a condição primeira para um relacionamento bacana a longo prazo.
Quando estamos apaixonados a fúria de nossos hormônios contaminam nossa capacidade reflexiva e fatalmente criamos mundos imaginários de ilusões e expectativas que, com o passar do tempo, e o contato com a realidade em si, se mostram diferente e geram frustração. Não porque a realidade em si seja ruim, mas simplesmente porque é diferente do que imaginamos. E por conta dessa frustração, acabamos sequer curtindo o que poderia ser potencialmente bacana. Portanto, a vida que você talvez se imagine vivendo com ela, no lugar exato da sua esposa, esteja somente na sua imaginação, a realidade pode ser bem diferente e você precisa estar consciente disso. Consciente principalmente pelo fato de que essa paixão tende a esfriar com o tempo e essas diferenças se tornarão mais evidentes e potencialmente muito incômodas no convívio diário. A vida conjugal é um exercício de compreensão mútua e conflitos sempre haverão independentemente de quem esteja ao seu lado, é preciso aprender a lidar com eles.
Quanto a sua esposa, eu acho que seu sentimento por ela pode ser genuíno e estar apenas contaminado por essa paixão repentina, mas pode ser também que já estivesse desgastado. Essa resposta só você tem. Você precisa de orientação psicoterápica para te ajudar a entender se precisa realmente dessa vida nova ou se está apenas iludido, se ama ou não sua esposa e precisa se reestruturar com ela. E por fim, entender se é isso que ela também quer e precisa. Há muitas possibilidades de desfecho, que dependem da elaboração dessa situação para ambos.
sorte e abraços

A resposta foi útil a você?

Sim Não

Obrigado pela sua avaliação!

Olá Bruno. A situação é complicada mas não impossível de se resolver. Vamos por parte. Primeiro acho que seu namoro, noivado, que totalizam 16 anos já é um casamento e algumas relações se esgotam com o tempo, principalmente se o casal não sabe se aprofundar mais emocionalmente e sexualmente, uma relação a dois tem que ter crescimento. Envolver-se sexualmente com outra pessoa foi precipitado, antes é bom que o casal tente resolver o que não está bom e quando não se consegue resolver a dois, busca-se ajuda de um terceiro. Esta sua iniciativa contaminou o seu casamento e ferindo a confiança de sua esposa. Envolver-se emocionalmente com a outra pessoa dificultou mais ainda. Vai percebendo que você vai entrando numa situação aonde você mesmo fica em "maus lençóis", não querendo fazer trocadilho. O problema não está em se envolver com uma prostituta, até porque muitas delas têm o sonho de ter uma vida em família, com marido e filhos, incluindo os passeios ao shopping, cinema. Acho que você não teve muitas experiências antes do casamento e quando encontra alguém mais compatível com seus desejos, aí você descobre que poderia ter sido mais feliz. Olha, eu acho que sua mulher merece muitas desculpas e se você decidiu ficar com ela, não espere que ela vá confiar em você de imediato, em média levam dois anos até que o cônjuge confie de novo, se acontecer isto. Para a outra mulher, ficou uma grande decepção, um sonho que parecia que ia acontecer e desmoronou, por isso as prostituta procuram não se envolver emocionalmente, que não é só pela questão profissional mas para não se machucar. Bruno, quando se ama de verdade, sempre se procura se imaginar no lugar do outro e sempre desejamos sempre o melhor para a pessoa amada. Boa sorte

A resposta foi útil a você?

Sim Não

Obrigado pela sua avaliação!

14 DEZ 2015

Logo José Carlos Bastos José Carlos Bastos

132 respostas

11283 pontuações positivas

bruno busque ajuda com psicologo para vc ter um espaço para falar e trabalhar seus sentimentos e conflitos atuais.....vc esta confuso e precisa de ajuda!!!!!qualquer duvida, sou sandra elena carosio-psicologa e hipnoterapeuta, estou em sao jose do rio preto. um abraço fraterno!!!!

A resposta foi útil a você?

Sim Não

Obrigado pela sua avaliação!

14 DEZ 2015

Logo Sandra Elena Carosio Sandra Elena Carosio

480 respostas

21469 pontuações positivas

Como os colegas disseram é muito natural um casamento que está inserido no cotidiano e que já não tem o mesmo colorido. e de repente algo novo e diferente. O conflito entre Paixão e Amor. Existem muitas variáveis a serem analisadas. O primeiro ponto é o que ela faz que a esposa não faz, e que seria realmente amor, para você. Ou, será que ao longo do relacionamento não reconhece mais o amor em sua vida?. . Quando você fala em dependência, seria uma compulsão realmente por sexo? São questões que a psicoterapia poderia ajudá-lo neste dilema, a refletir e buscar tornar o seu inconsciente, mas consciente. Espero que procure ajuda,Abs.

A resposta foi útil a você?

Sim Não

Obrigado pela sua avaliação!

14 DEZ 2015

Logo Arlete Maria dos Santos Arlete Maria dos Santos

108 respostas

5472 pontuações positivas

Olá, vejo que existem muitos conflitos em sua vida, dúvidas e questionamentos intermináveis, porém as respostas você só irá encontrar dentro de si mesmo, a psicoterapia vai te ajudar a encontrar suas respostas, todo início de relacionamento é sempre cheio de paixão é novidade, é natural que seu casamento não seja tão bom quanto no começo e que esse seu envolvimento com essa mulher tenha trazido tantos sentimentos e desejos fulminantes, porém o quanto isso vai permanecer quando o "proibido" não for mais a válvula propulsora desse romance? Será que esse sexo maravilhoso irá permanecer a vida toda? O quanto vale a pena abandonar sua família por uma relação incerta com uma garota de programa? Essas e outras perguntas através da psicoterapia você será capaz de entender! Um abraço

A resposta foi útil a você?

Sim Não

Obrigado pela sua avaliação!

11 DEZ 2015

Logo Clínica Pazan Clínica Pazan

15 respostas

1390 pontuações positivas

Perguntas similares

Ver todas as perguntas
Deixar um casamento morno por um novo amor?

2 respostas, última resposta em 02 Setembro 2017

Nova chance ao casamento ou ouvir meu coração?

4 respostas, última resposta em 23 Outubro 2017

Trocar um noivado por uma paixão virtual

6 respostas, última resposta em 14 Fevereiro 2018

Devo continuar ou partir para esse novo relacionamento

3 respostas, última resposta em 10 Novembro 2016

Ansiedade e síndrome do pânico têm afetado meu casamento

3 respostas, última resposta em 08 Setembro 2016

Perdida em casamento difícil

5 respostas, última resposta em 08 Janeiro 2018

Estou confusa quanto à separação

3 respostas, última resposta em 22 Agosto 2017

Como saber se é a hora de separar ou não?

3 respostas, última resposta em 08 Outubro 2018

Sou casado e amo outra pessoa, o que fazer?

6 respostas, última resposta em 05 Dezembro 2017