Acesso consultório Cadastre grátis seu consultório

Como tratar pânico?

Feita por >Marianna · 30 jun 2016 Pânico

Bom dia! Tenho 31 anos e ao decorrer dos anos algumas notícias de catástrofes naturais me deixaram com medo. Quando tem um filme ou reportagem do mesmo eu desligo a televisão, pois meu coração acelera me dar dor de barriga e outros sintomas a mais. Todas as noites eu tenho os mesmo medos de acontecer alguma coisa. Mas quando amanhece o medo passa eu não sinto mais o medo. Mas quando vai chegando a noite eu me sinto ansiosa com medo o coração acelera. Gostaria de saber se preciso fazer algum tratamento, pois e algo que me preocupa. Obrigada.

Resposta enviada

Em breve, comprovaremos a sua resposta para publicá-la posteriormente

Algo falhou

Por favor, tente outra vez mais tarde.

A melhor resposta

Oi Marianna. Na minha concepção uma escuta singular do seu problema e da sua vida podem sim lhe ajudar a construir novos sentidos e desamarrar sintomas que estancam a existência.

Pedro Augusto Papini Psicólogo em Porto Alegre

8 respostas

205 pontuações positivas

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

Olá Mariana, o Transtorno de Pânico é um transtorno de Ansiedadde e causa muito sofrimento e prejuízos extremos em sua vida pessoal, profissional e social.Uma variedade de causas estão presentes e entre elas, uma de fundo psicológico. A terapêutica irá ajudá-la a aprender "o que fazer" e "como proceder" diante dos sintomas e de seus desejos. Então, para o sucesso de uma psicoterapia, não podemos depositar expectativas sobre um único fator, mas sim sobre vários deles inter-relacionados: um real entendimento do problema, uma empatia cliente-terapeuta, uma colaboração ativa entre as partes, uma abordagem terapêutica confortável para ambos.

Denise de Melo Peixoto Psicólogo em Recife

19 respostas

1357 pontuações positivas

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

Olá Marianna,

Pânico é um transtorno de ansiedade caracterizado por crises recorrentes de medo intenso e sintomas físicos aterrorizantes que se iniciam de forma brusca e inesperada, causando na pessoa a nítida impressão de que ela está enlouquecendo ou morrendo.
Essas crises acontecem quando nosso sistema nervoso está desregulado e ultrapassa os limites naturais de oscilação entre o SNS e SNP.
Quem já passou ou passa seguidamente por crises ansiosas sabe bem o quanto isso dificulta a vida e os relacionamentos.
A medicina trata delas com ansiolíticos e antidepressivos, que alteram a bioquímica cerebral na tentativa de restabelecer o equilíbrio.
Mas como esses sintomas têm causa em memórias traumáticas, tratar dos sintomas não garante que se está chegando às causas que os provocam. Portanto eles podem voltar, se for tratado apenas o lado físico com Psicofármacos.
Tratamento com Brainspotting ou EMDR vai trabalhar as causas dentro do cérebro e, portanto imuniza a pessoa de recidivas.
Procure um profissional habilitado em sua região e boa sorte!

Celso Martins Psicólogo em Curitiba

23 respostas

1220 pontuações positivas

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

Olá Mariana: Percebo que você está muito assustada com tudo a sua volta como se o mundo fosse ameaçador e aí esse medo toma uma dimensão muito grande. No seu mundo tudo assusta, parece que você está desamparada precisando de proteção. As reações de aceleração do coração, suor frio, sensação de perigo fazem parte do quadro de pânico. Procure um psicólogo para você falar sobre tudo que te incomoda. Falar alivia e faz você se sentir segura.

Gizeuda Motta Machado Psicólogo em Nova Iguaçu

50 respostas

3792 pontuações positivas

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

A partir do momento que este medo lhe prejudica é importante pensar em tratamento. Situações de medo e ansiedade como a que descreveu podem ser tratadas com psicoterapia. Procure um psicólogo.

Patrícia Martins Psicólogo em Belo Horizonte

312 respostas

14785 pontuações positivas

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

Bom dia Marianna. Acredito que uma terapia poderia ajuda-la imensamente. Os medos fortes estão ligados a situações traumaticas do passado e a terapia poderá ajuda-la a identificar e transformar estas situações. Um Abraço. Roberto Lindau

Roberto Lindau Dienstmann Psicólogo em Brasília

1 resposta

1 pontuações positivas

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

Oi Marianna, como você está?
Acredito que seria legal fazer um tratamento sim; se há uma situação te incomodando, no caso, esses episódios de ansiedade à noite, é legal buscar uma ajuda, investigar, e principalmente elimina-los de vez! Tenho certeza que vai te fazer bem! =)
Boa sorte na sua busca, me coloco a disposição para esclarecer qualquer dúvida mais pontual!
Abraços!

Júlia B. Benedini Psicólogo em São José dos Pinhais

14 respostas

4246 pontuações positivas

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

Pensar sobre o problema é o inicio da cura,
Muitas vezes as pessoas deixam pequenos problemas passarem batidos, e procuram ajuda apenas quando a situação se torna insustentável.
O pânico é uma angustia de origem nebulosa, aparentemente sem causa, é difícil ao paciente associar claramente o fator que desencadeia o medo. Realizar a terapia irá promover o autoconhecimento, e proporcionará o devido suporte a lidar com os conteúdos fóbicos de maneira gradual.
Sempre á disposição para ajudar .
Thyago Rossini.

Psicólogo Thyago Henrique Costa Rossini Psicólogo em Londrina

4 respostas

83 pontuações positivas

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

Olá sei medo de criança saiu agora para der tratado. Procure um Psicoterapeuta e siga até isso ser desvendado a causa.
Qd digo medo de criança eh que seu medo infantil está presente com alguma situação do presente, logo desencadeando ambos. Pois é muito infantil esse medo, geralmente ele aparece em crianças chamado terror noturno. Sucesso na análise.

Clínica de Bem Estar Psicólogo em Guarulhos

210 respostas

13978 pontuações positivas

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

Ola Marianna. Vou responder com uma reflexão: você sofre com seus sintomas de aceleração do coração, dor de barriga e outros? Já tentou resolver essa questão sozinha e não conseguiu? Se a resposta para essas perguntas foi sim, me parece óbvio que é necessário ajuda de um profissional capacitado para essa ajuda, não concorda comigo? Agora o que você pode fazer é escolher qual a técnica que combina mais com seu jeito de ser. Veja algumas: psicoterapia, hipnose, biofeedback, dentre várias. Me coloco a sua disposição para maiores esclarecimentos. Abraço. Marta Naguel

Marta Naguel Coaching e Orientação Profissional Psicólogo em Curitiba

15 respostas

239 pontuações positivas

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

Mariana,
Você deve procurar uma psicoterapia na linha cognitivo comportamental e em alguns caso tem necessidade de acompanhamento psiquiátrico. O pânico é uma doença que pode se agravar com o tempo e piorar, podendo levá-la a esquizofrenia.
Maria da Conceição V. Gioia
Psicóloga

Maria da Conceição Vasconcelos Gioia Psicólogo em Rio de Janeiro

463 respostas

8155 pontuações positivas

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

Nestes casos a terapia cognitiva conportamental é muito eficiente, pois lhe ajudará a enfrentar estes medos de maneira progressiva, a medida que o paciente sente-se mais confortável.

Consultório Fernanda Guadagnin Psicólogo em Joinville

47 respostas

3290 pontuações positivas

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

Olá Marianna!
Que bom que você está atenta aos sinais de seu corpo, aos seus pensamentos e emoções. Quanto mais cedo você aprende a identificar e lidar com os sintomas indicativos de episódios de pânico, melhores e mais rápidos serão os resultados. A Psicoterapia é um processo eficaz para lhe ensinar a enfrentar esses sintomas e compreender quais fatores contribuem para desencadear o pânico. Aprendendo isso, torna-se possível desenvolver estratégias para enfrentar as pressões diárias, os temores da vida contemporânea e as situações estressantes, mantendo o equilíbrio psicofisiológico e social. Mesmo que seus sentimentos sejam momentâneos e cessem pela manhã, busque ajuda de um profissional para evitar danos à sua rotina e bem estar.
Att.
Etiene

Etiene Macedo Psicóloga Psicólogo em Goiânia

10 respostas

371 pontuações positivas

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

Bom dia Marianna!!
Sim, é muito importante que você procure um profissional Psicólogo para lhe ajudar. Este profissional irá te ajudar a melhor compreender a causa de seus medos, o significado que você atribui a eles que gera tanta ansiedade, que no decorrer pode se intensificar ainda mais, causando maior sofrimento. Abraço.
ATT: Marcia..

Marcia Dal Piva Psicólogo em Chapecó

8 respostas

355 pontuações positivas

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

Olá Marianna!
Sim, é indicado que você faça algum tratamento pois parece a chegada do anoitecer com os pensamentos de catástrofes lhe trazem muita ansiedade, e isso pode intensificar ao longo do tempo lhe trazendo prejuízos não só em sua saúde como em sua vida social.
Se tiver disponibilidade procure a ajuda de um psicólogo, em psicoterapia você poderá conhecer a natureza destes medos e obter apoio emocional que diminuirá sua ansiedade significativamente.
Através de um relato mais detalhado o psicólogo poderá também avaliar se o seu caso necessita de uma avaliação psiquiátrica - muitas vezes em um primeiro momento, o tratamento medicamentoso pode dar suporte para controle da ansiedade para melhor desempenho ao longo do tratamento psicológico.

Fico a disposição,

Maitê Hammoud

Maitê Hammoud Psicólogo em São Paulo

1303 respostas

39150 pontuações positivas

Fazer terapia online

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

Bom dia, Marianna. Obrigada pela confiança em compartilhar sua situação.
Acredito que é uma boa ideia sim você buscar um profissional psicólogo para poder te ajudar a compreender melhor de onde vem essa sensação de medo, de pânico e tentar entender o que essas situações movimentam em você a ponto de fazer você se sentir assim. Essas situações que você relata podem sim causar medo, uma vez que fogem ao nosso controle. É importante também você entender que ter medo é natural do ser humano e muitas pessoas também se sentem assim. Procure uma ajuda profissional para poder compartilhar melhor sobre esses sentimentos e ter alguma rede de apoio de confiança com quem contar (amigos, família, etc.) nesses momentos é muito importante também para você se sentir melhor. Espero ter ajudado! Um abraço.

Marina Massocco Gaikoski Psicólogo em Florianópolis

11 respostas

123 pontuações positivas

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

Psicólogos especializados em Pânico

Ver mais psicólogos especializados em Pânico

Outras perguntas sobre Pânico

Explique seu caso aos nossos psicólogos

Publique a sua pergunta de forma anônima e receba orientação psicológica em 48h.

50 Você precisa escrever mais 7700 caracteres

Sua pergunta e as respectivas respostas serão publicadas no site. Este serviço é gratuito e não substitui uma sessão de terapia.

Enviaremos a sua pergunta a especialistas no tema, que se oferecerão para acompanhar o seu caso pessoalmente.

A sessão de terapia não é grátis e o preço estará sujeito às tarifas do profissional.

A sessão de terapia não é grátis e o preço estará sujeito às tarifas do profissional.

Coloque um apelido para manter o seu anonimato

Sua pergunta está sendo revisada

Te avisaremos por e-mail quando for publicada

Esta pergunta já existe

Por favor, use o buscador para conferir as respostas

Psicólogos 10600

Psicólogos

perguntas 7700

perguntas

respostas 28950

respostas