MundoPsicologos.com
No Google Play Na App Store

Como devo agir no relacionamento?

Feita por >Maurício>. 11 Out 2017 10 respostas  · Terapia de casal

Nao sei como dialogar com minha namorada, ela parece nao me entender, todos os meus problemas para ela são frescuras pelos delas serem maiores.

Resumindo, eu fui falar com ela que eu estava muito triste por nao ter passado na entrevista, por esta a mais de um ano desempregado, nao conseguir o estágio e já ter entregado tanto currículo, que está muito difícil pra mim nao poder ser independente.

Para ela oq eu disse foi frescura, estava fazendo drama, me dando de coitado, eu só queria alguém para me ouvir, idai que as outras pessoas tem problemas ? Os delas nao diminuem o meu, eu também posso ficar triste por algo nao está dando certo em minha vida.

Depois disso ela ainda ficou com raiva, disse que ia conselhos dela para mim nao serviam para mim que eu só lia e nunca fazia nada do q ela falava, sendo que ela nao me deu conselho algum, o tempo todo só soube falar que as outras pessoas passam por cosias piores.

Queria ajuda para ela parar de pensar assim, eu só queria um apoio, alguém pra contar algo que tá acontecendo cmg pq eu estou realmente triste, fico a todo momento pensando no desemprego, nos cursos que fiz e nao consegui emprego.

Quando são os problemas dela eu sempre ouço e digo que as coisas vão melhorar que ela é dedicada e tudo mais, mas agora só por que meus pais tem condições financeiras muito melhores que os pais dela ela acha que minha vida é um mar de rosas, que eu nao devo me preocupar com nada, mas ela sabe tudo que passa na minha cabeça.

A melhor resposta

Oi Mauricio!
Não desanime! A situação q estamos vivendo está complicada, mas pesquisas apontam para um reaquecimento do mercado, tenho certeza que é uma questão de tempo para vc se recolocar! Também sei o quanto ficamos tristes por não conseguirmos compartilhar nossas dores com quem gostamos... você já tentou falar abertamente para ela como vc se sente quando ela te julga?
Mas, infelizmente, não podemos fazer com que outras pessoas mudem, principalmente se elas acreditam em seus pontos de vista.
Desejo boa sorte!
Beijos
Erica Taylor
Niterói RJ

A resposta foi útil a você?

Sim Não

Obrigado pela sua avaliação!

Olá Maurício,

As situações que vivenciamos em nossas relações amorosas são ótimos "mestres disfarçados" para aprendermos sobre nós mesmos. Ao ler seu relato, percebo algumas expectativas suas sobre o comportamento da sua namorada, como o apoio a sua dor, e isso desperta em você certa irritação, por não ser compreendido ou acolhido. O fato é que os desentendimentos em nossos relacionamentos precisam funcionar como amadurecimento emocional, é bom e essencial poder contar e crescer com o outro, mas em várias situações teremos que manejar nossas emoções para oferecer amor para nós mesmos, assim como oferecemos a (o) nossa(o) parceira(o). Vou explicar te perguntando: Você está conseguindo se aceitar nesse momento difícil? Mesmo que o que está fora seja contrário, está conseguindo, você mesmo, se aprovar e se amar?
Dependendo dessas respostas, se sim ou se não, pois depende do quanto acreditamos em nós mesmos, você pode tentar identificar o que está te movendo para alimentar essa dor. Essas são questões que um profissional psicólogo (a) pode construir contigo o "desenho" do que realmente está te deixando vulnerável/frágil diante dessas dificuldades.
Por vezes, teremos que nos concentrar em nos desejos/sonhos para responder as pressões externas, e muitas dessas vezes teremos que conseguir forças para "remar o barco" da nossa vida nos sentindo que estamos sozinhos, porque estar sozinho também pode nos enviar mensagens de " eu consigo", "eu posso", "eu escrevo minha história". Por, fim, deixo contigo uma frase de Sartre " O importante não é aquilo que fizeram de nós, mas o que nós fazemos com aquilo que fizeram de nós". Fique à vontade para me contatar tanto para atendimento presencial quanto on-line.

A resposta foi útil a você?

Sim Não

Obrigado pela sua avaliação!

16 OUT 2017

Logo Instituto Diálogo Instituto Diálogo

1 resposta

1 pontuações positivas

Maurício creio que sua namorada acredita está te ajudando. Falar sobre sentimentos de dor é complicado em nossa sociedade que está sempre exigindo alegria e superação, ainda mais quando se tem recurso financeiros. Conversar é o melhor remédio. Mas uma boa pergunta é: será que ela está te ouvindo de verdade? Quando ficamos frustrados muitas vezes procuramos culpados e queremos aliviar esse sentimento. Um conselho que te daria é ouça o que ela tem a dizer, aprenda com os erros. Vida a dois não vem pronta é uma construção diária. Sobre o emprego não pare de tentar, fique atento aos detalhes, não procure culpados, procure um profissional para falar sobre seus sentimentos e potencializa-los para um fim proveitoso, mantenha o foco, as vezes o caminho é mais longo que planejamos, mas não significa que estamos no caminho errado.

Abraço

A resposta foi útil a você?

Sim Não

Obrigado pela sua avaliação!

16 OUT 2017

Logo Christian Soares Christian Soares

3 respostas

50 pontuações positivas

Olá Maurício bom dia,
é muito complicado lidar com angústias alheias, pois as pessoas não conseguem medir na exata proporção aquilo que sentimos ou que nos incomoda a ponto de dar apoio. Quanto mais diferentes são os universos, parece mais difícil a compreensão! Você deve buscar perceber diversos aspectos na sua vida que influenciam o seu relacionamento, incluindo aqueles que não são muito saudáveis. Todos os aspectos tem algo a nos mostrar!
Caso tenha disponibilidade marque com um profissional para que ele te ajude a compreender alguns pontos! Se vc estiver em minha cidade posso te ajudar, se não procure alguém mais próximo a você. É possível tbm realizar uma orientação psicológica online, estou a sua disposição e posso te ajudar!
Att
Thalita Ribeiro

A resposta foi útil a você?

Sim Não

Obrigado pela sua avaliação!

14 OUT 2017

Logo Thalita Coutinho Ribeiro Thalita Coutinho Ribeiro

66 respostas

4455 pontuações positivas

Olá Maurício, bom dia!
Você tem razão vivenciar o desemprego não é nada fácil, perder uma emprego vai além de ter um salário no final do mês. É também a perda de um lugar social que diz quem você é. Numa sociedade capitalista isso é cobrado a todo o tempo. Mas não desanime porque "quem procura acha". Aproveite esse tempo mesmo para se cuidar e se profissionalizar como disse dos cursos que já fez. Em breve conseguirá!
Você descreve que você e sua namorada tem visões muito diferentes acerca do dinheiro e dos sentimentos, então vocês precisarão conversar muito sobre tudo isso que vivenciam hoje. Muitas vezes é cansativo, mas você está no caminho certo. Diga sempre a ela como você se sente no seu dia a dia e também como se sente diante do comportamento dela.
Fico à disposição,
Suiani Oliveira Fustinoni

A resposta foi útil a você?

Sim Não

Obrigado pela sua avaliação!

13 OUT 2017

Logo Suiani Oliveira Fustinoni Suiani Oliveira Fustinoni

211 respostas

1395 pontuações positivas

Olá Maurício, boa noite.
Não podemos obrigar o outro a agir do modo que gostaríamos, nem é possível exigir que as pessoas se comportem com a gente da mesma forma que nos comportamos com elas.
Realmente é frustrante não ser ouvido, compreendido e apoiado, mas talvez você esteja buscando isso no lugar errado. Por que é tão importante para você a compreensão dela? Será que o papel dela nesse relacionamento é agir do modo que você gostaria? Existem muitas hipóteses a serem trabalhadas. Seria importante, nesse caso, fazer psicoterapia para explorar esses sentimentos e avaliar o seu papel nessa relação.
Você tem todo o direito de sentir o que sente, não entregue esse direito nas mãos de ninguém. Se nutra de amor próprio, tenho certeza que sua percepção a cerca desses fatos irão se modificar. Boa sorte. Um abraço.

A resposta foi útil a você?

Sim Não

Obrigado pela sua avaliação!

13 OUT 2017

Logo Psicóloga Cristiane Abreu Melo Psicóloga Cristiane Abreu Melo

207 respostas

2874 pontuações positivas

Boa noite Mauricio,não fique triste, você vai conseguir um emprego pensa positivo e não se desespere, continua enviando currículos e tenta fazer alguns curso de graça pelo computador na sua área, assim vai ganhando mais conhecimento e ocupa seu tempo. Não preocupa muito com sua namorada . Ela ta também correndo atras de emprego se ela conseguiu primeiro ótimo, e você também é capaz . E bom Mauricio você tentar conversar com uma psicologa que ira trabalhar como se comportar numa entrevista de emprego, sei que esta desempregado mas eu posso te ajudar me procura . Abço Psicologa Maria Jose

A resposta foi útil a você?

Sim Não

Obrigado pela sua avaliação!

12 OUT 2017

Logo Psicologia Silotti Psicologia Silotti

30 respostas

6678 pontuações positivas

Olá Maurício!
Você tem toda razão, os problemas dos outros não diminuem sua dor e todos precisamos ser ouvidos e acolhidos em nossas dúvidas, questionamentos e tristezas.
É evidente que deve encontrar uma forma que faça sua namorada compreender o que você sente quando ela não é receptiva, mas seria indicado que procurasse ajuda de um psicólogo para se fortalecer emocionalmente e contando com apoio profissional. Como está desempregado, tente buscar na rede pública de saúde, organizações sociais ou clínicas escola.

Abraços

Maitê Hammoud

A resposta foi útil a você?

Sim Não

Obrigado pela sua avaliação!

12 OUT 2017

Logo Maitê Hammoud Maitê Hammoud

1270 respostas

36686 pontuações positivas

Olá, Maurício.
As vezes é difícil encontrar alguém que nos entende.
E ficam minimizando o que sentimos, não é mesmo?
Acredito que no fundo a sua namorada, acredita que está te ajudando.
Quanto as entrevistas que tem feito e não tem obtido resultado, seria interessante você rever o pq não tem resultados melhores, talvez esteja passando uma imagem não condizente, ou talvez tenha falado algo fora do contexto, ou fica tão ansioso que responde sem pensar as perguntas que são feitas, de qualquer forma sugiro que reveja seu comportamento nas entrevistas.
As vezes um coaching pode te ajudar nesse processo de emprego, ou a terapia pode te ajudar não só com o trabalho, mas na sua relação afetiva também, espero ter ajudado.
Estou a disposição.

A resposta foi útil a você?

Sim Não

Obrigado pela sua avaliação!

11 OUT 2017

Logo Fernanda Veronesi de Menezes Fernanda Veronesi de Menezes

546 respostas

3787 pontuações positivas

Olá Maurício, é muito importante falar o que se está passando e não guardar isso só para você, seria interessante tentar dialogar isso com a sua namorada, buscar meios de conversar sobre seus sentimentos em relação ao relacionamento de vocês, mas, se você percebe que não existe abertura para isso poderia tentar buscar ajuda de outras pessoas próximas ou de profissionais que possam lhe escutar, não guarde suas dificuldades apenas para você.

A resposta foi útil a você?

Sim Não

Obrigado pela sua avaliação!

11 OUT 2017

Logo Carla Raíssa Silveira Psicóloga Carla Raíssa Silveira Psicóloga

6 respostas

41 pontuações positivas

Perguntas similares

Ver todas as perguntas
Como devo agir?

6 respostas, última resposta em 12 Junho 2017

Como devo agir com enteados e netos?

4 respostas, última resposta em 13 Fevereiro 2018

Como devo agir com essa ansiedade?

4 respostas, última resposta em 04 Maio 2018

O que devo fazer em meu relacionamento?

5 respostas, última resposta em 13 Junho 2017

Minha namorada tem depressão, como devo agir?

6 respostas, última resposta em 12 Junho 2017

Minha filha tem dúvidas sobre gostar de meninas, como devo agir?

5 respostas, última resposta em 14 Abril 2017

Como devo agir com meu marido em relação à minha filha?

4 respostas, última resposta em 23 Janeiro 2018

Como devo agir em caso de minha filha pegar dinheiro dentro de casa?

4 respostas, última resposta em 16 Abril 2017

Minha filha disse gostar de meninas. Como devo agir?

9 respostas, última resposta em 15 Setembro 2014