Acesso consultório Cadastre grátis seu consultório

Como ajudar um adolescente a superar a ansiedade e síndrome do pânico?

Feita por >Mônica · 13 jun 2016 Pânico

Meu sobrinho é adolescente, 13 anos, e não leva uma vida normal. Não sai de casa, não quer estudar, come compulsivamente, não tem amigos, é viciado em jogos eletrônicos, quer saciar todos os seus desejos. A família está endividada por conta dele. Para conseguir o que quer, ele se mostra agressivo física e verbalmente. Acreditamos que ele faz isso, pois não existe uma figura masculina na casa, pois seus pais são separados e ele se contém na presença de estranhos...

Resposta enviada

Em breve, comprovaremos a sua resposta para publicá-la posteriormente

Algo falhou

Por favor, tente outra vez mais tarde.

A melhor resposta 13 JUN 2016

Olá Monica!
Adolescência é sempre um período complicado e quando o adolescente não se sente seguro com seus familiares ou amigos ou não conseguiu elaborar algum fato traumático (como abandono, divórcio) tende a buscar "soluções'' para amenizar seu sofrimento ou demonstra-lo, seja com alimentação compulsiva, vivenciando uma realidade virtual através dos jogos ou com comportamentos rebeldes e agressivos.
Se tiver oportunidade procure a ajuda de um Psicólogo, a psicoterapia poderá ser fundamental neste momento para que ele comece a elaborar tudo que está acontecendo em sua vida, conquistar o controle de seus impulsos, encontrar motivação para os estudos e amizades.
O vínculo com o Psicólogo poderá fornecer não só o suporte necessário neste momento como servir de um ''porto seguro'' para começar a suprir algumas faltas que podem ser existentes em sua vida, como por exemplo, a ausência do pai.
Quanto antes vocês buscarem ajuda será melhor para ele.

Fico a disposição,

Maitê Hammoud

Maitê Hammoud Psicólogo em São Paulo

1439 respostas

39268 pontuações positivas

Fazer terapia online

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

28 JUN 2016

Olá Mônica, ansiedade pode ser apenas um dos sintomas de algo mais que seu sobrinho esteja passando. Não é incomum que conflitos familiares e relações mal estabelecidas desencadeiem sentimentos complicados nos adolescentes, até porque por ser uma fase de transição não é fácil de lidar num ambiente no qual o adolescente não sente suporte. Ajuda de um psicólogo ajuda, pois esse profissional irá analisar as relações familiares, conversar com o jovem para entender o que se passa com ele e assim poder orientar bem a família. Boa sorte.

Leonardo Viana de Vasconcelos Martins Psicólogo em Fortaleza

1038 respostas

28310 pontuações positivas

Fazer terapia online

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

13 JUN 2016

Olá Mônica,

Apesar de você trazer as dificuldades de seu sobrinho percebo que existe sim uma dificuldade a nível familiar. Tentar suprir a ausência do pai dando a este adolescente tudo que ele deseja o está prejudicando muito.
É urgente procurar uma psicóloga (o) para ajudar a família a superar essas dificuldades, em geral, primeiramente a mãe será ouvida para depois o adolescente e até outros membros da família.
Tenho certeza que a psicoterapia pode ajudar a família a encontrar formas mais saudáveis de lhe dar com a ausência paterna.
Um abraço!

Maria Emília Simões

Maria Emília Simões Psicólogo em Salvador

39 respostas

1969 pontuações positivas

Fazer terapia online

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

Psicólogos especializados em Pânico

Ver mais psicólogos especializados em Pânico

Outras perguntas sobre Pânico

Explique seu caso aos nossos psicólogos

Publique a sua pergunta de forma anônima e receba orientação psicológica em 48h.

50 Você precisa escrever mais 8650 caracteres

Sua pergunta e as respectivas respostas serão publicadas no site. Este serviço é gratuito e não substitui uma sessão de terapia.

Enviaremos a sua pergunta a especialistas no tema, que se oferecerão para acompanhar o seu caso pessoalmente.

A sessão de terapia não é grátis e o preço estará sujeito às tarifas do profissional.

A sessão de terapia não é grátis e o preço estará sujeito às tarifas do profissional.

Coloque um apelido para manter o seu anonimato

Sua pergunta está sendo revisada

Te avisaremos por e-mail quando for publicada

Esta pergunta já existe

Por favor, use o buscador para conferir as respostas

Psicólogos 10750

Psicólogos

perguntas 8650

perguntas

respostas 30050

respostas