MundoPsicologos.com
GRÁTIS - No Google Play GRÁTIS - Na App Store
Instalar Instalar

Como a repulsa de uma ex pode interferir a relação de pai e filho?

Feita por >Marcelo>. 10 Fev 2018 · 3 respostas · Terapia familiar

Hoje fui surpreendido pela seguinte indaga da mãe do meu filho:

- "Você tenta suprir a sua ausência sendo legalzão, enquanto eu sou a chata."

- "Na lição da escola você escreveu que a comida preferida dele é o Strogonoffe do Papai."

- "Você quer competir comigo pela atenção do nosso filho."

Cerne da questão: estou sendo simplesmente pai, sem esperar a aprovação ou aplausos; mas parece que estou incomodando; de um jeito ou de outro!

Assuntos relacionados

3 respostas

  • A melhor resposta

    Marcelo, se você quer ser realmente pai continue sendo. É importante que seus conflitos e diferenças com sua ex-mulher não resvalem no seu filho, afinal ele não tem culpa da relação de vocês não ter dado certo. Usar o filho, denegrindo a mãe ou o pai é alienação parental, e isso além de ser crime é um problema que pode gerar transtornos psicológicos na criança. Falei da alienação parental apenas para exemplificar, não tenho como saber se isto está acontecendo, mas muitos pais e mães separados o fazem, às vezes propositadamente e em outros casos sem perceber! Então minha sugestão é para que você faça sua parte, seja pai, tente ser presente na vida dele, sem se importar muito com os ataques de sua ex-mulher. Evite falar mal dela para ele, se concentre na relação de vocês. Boa sorte.

    Upload feito em 12 Fevereiro 2018

    Logo Leonardo Viana de Vasconcelos

    919 respostas

    16044 pontuações positivas

Explique seu caso à nossa comunidade de psicólogos!

Qual é a sua dúvida? Psicólogos especializados no assunto respondem à sua pergunta
Verifique se há perguntas similares já respondidas:
    • Escreva de forma correta: evite erros de ortografia e não redija tudo em maiúsculas
    • Expresse-se de forma clara: use uma linguagem direta e com exemplos concretos
    • Seja respeitoso:não use vocabulário inadequado e mantenha as boas maneiras
    • Evite SPAM: não coloque informação pessoal (telefone, e-mail, etc.) nem publicidade

    Se o que você deseja é pedir informação como cliente, clique aqui
    Como você deseja enviar sua pergunta?
    Excluir
    Nome (será publicado)
    E-mail em que receberá as respostas
    Para que possam atender-lhe por telefone
    Para escolher expertos da sua região
    Para escolher aos expertos mais adequados
    • 7300 psicólogos à sua disposição
    • 3400 perguntas feitas
    • 20950 respostas dadas
    • Olá Marcelo!
      Caso estas questões sejam frequentes e interfiram de algum modo no seu humor ou relação com o seu filho, é importante que encontre uma maneira de dialogar com sua ex ou recorrer ao acompanhamento psicológico para fortalecimento emocional.
      A prevenção é importante para que você se sinta mais fortalecido sendo menos atingido com qualquer tipo de ofensa por parte de sua ex, o que favorece que a relação com seu filho e sua função paterna sejam preservadas.

      Fico a disposição,

      Maitê Hammoud

      Upload feito 13 Fevereiro 2018

      Logo Maitê Hammoud
      Maitê Hammoud São Paulo

      1265 respostas

      19670 pontuações positivas

    • Olá Marcelo, sempre que ocorre uma separação sem chegarmos a um acordo de que não existe ex pai e ex mãe e que devemos pensar no bem estar da criança, estamos diante de um problema mal resolvido que irá reverberar na criança que nada tem a ver com isso. Então, se possivel divida a educação e responsabilidade de criação do seu filho, que creio você ja esteja fazendo e acusações não levarão a nada de positivo, seria interessante sua ex esposa não falar nada disso perto da criança e que vocês focassem na qualidade de vida do filho. Abs Vania Costa

      Upload feito 13 Fevereiro 2018

      Logo Psicóloga Vania Costa

      14 respostas

      12 pontuações positivas

    Perguntas similares Ver todas as perguntas